Nossos pássaros em extinção
   Mozart  Luna  │     25 de setembro de 2016   │     17:24  │  1

CURIÓ

Várias espécies de pássaros em Alagoas estão em extinção e outros já praticamente desapareceram de nossas matas. Essa é a consequência da captura criminosa que vem sendo realizada por parte de pessoas, incentivadas pela procura de colecionadores. Entretanto nada ainda está perdido e ações de fiscalização têm realizadas para coibir a venda de animais silvestres, principalmente em feiras livres no interior.

Uma ação realizadas o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) sob a coordenação do subtenente Pedro conseguiu na manhã desse domingo (25) a apreensão de 112 pássaros silvestres, em operação realizada nas feiras livres de Maribondo e Arapiraca que estavam sendo vendidos. Os criminosos que estavam vendendo os pássaros conseguiram fugir do local ao perceber a chegada da guarnição do BPA. A ação dos policiais foi comandada pelo sargento William, Fernando, Eduardo, Tavares e os cabos Valmon, Aristides, que ainda realizaram diligências para tentar capturar os traficantes de animais silvestres.

FullSizeRender (1)

Os traficantes de animais silvestres, segundo a polícia, estão apostando em agir durante os finais de semana e dias feriados nas feiras livres nos municípios do interior, acreditando que a polícia não estará presente. Mas a polícia mantem informantes atentos nas feiras livres que informam a presença desses criminosos. O BPA também disponibiliza um número de telefone para quem desejar realizar denuncias que são: 3315-4325/98833-5379/98808-2793.

IMG_8732

O município de Arapiraca continua sendo o local mais procurado pelos traficantes de animais silvestres para comercializá-los, o que indica que também existem compradores para os animais e que também podem ser presos, ao serem flagrados adquirindo as espécies silvestres.

Muitos pássaros silvestres como o curió, por exemplo, já tida com uma espécie extinta no meio ambiente em Alagoas, devido a sua procurar e alto valor no mercado negro de contrabando de animais silvestre no Brasil. Atualmente o curió, só existe em cativeiros que são legalizados por pessoas autorizadas.

GALO 3

Pássaros mais procurados

Em Alagoas, o famoso galo da campina vem sofrendo uma perseguição feroz por parte dos traficantes de animais. Nas feiras livres do interior como em Delmiro Gouveia, Mata Grande, Água Branca e Santana do Ipanema, é possível encontrar pessoas comercializando ainda essas espécies silvestres. Alguns desses criminosos se especializaram na captura de pássaros mais raros e chegam a receber “pedidos de encomendas” de colecionadores, alguns inclusive estrangeiros que se disfarçam de ambientalistas, para realizar a biopirataria.

A região do semiárido Nordestino é considerada um verdadeiro berçário para reprodução de várias espécies de animais e pássaros, que procuram a vegetação da caatinga para construir seus ninhos e chocar seus ovos, já que a temperatura local acelera o nascimento das espécies. Isto propicia a ação dos criminosos que buscam nas matas de caatinga os ninhos principalmente à noite. Uma das aves mais procuradas é o papagaio.

Em Alagoas esta espécie está praticamente extinta, mas ainda se podem ver alguns ninhos no Sertão. Algumas fêmeas buscam se esconder em cupinzeiros, que ficam no alto das árvores buscando se esconder não mais dos predadores e sim dos caçadores implacáveis.

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *