Europa se fecha ao mundo e brasileiros poderão fazer parte dos não aceitos
   Mozart  Luna  │     14 de abril de 2020   │     12:15  │  0

 

Os países europeus signatários do tratado de Schengen decidiram fechas suas fronteiras por tempo indeterminado, para receber estrangeiros. Entretanto ainda, segundo especulações, haverá algumas exceções para turistas oriundos de países, onde a pandemia esteja controlada comprovadamente.

A notícias deixa apreensivos operadores de viagens internacionais no Brasil, que esperavam uma a volta da normalidade a partir de setembro ou outubro, principalmente viagens de estudos e intercâmbio. Os países que fazem parte do tratado de Schengen são 26 e entre eles estão destinos bastante procurados pelos brasileiros com Portugal, Alemanha, Itália, Holanda, Espanha e Suíça. Somente a Inglaterra, destino também preferido dos brasileiros está de fora da relação.

A proposta foi encaminhada pelo presidente da França, Emanoel Macron, que liderou o movimento. Segundo a medida é preserva a Europa da contaminação por parte de turistas oriundos de países onde as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) não foram seguidas.

Um dos fatos que poderá colocar o Brasil na relação dos países proibidos de enviar turistas para Europa é o comportamento do presidente Jair Bolsonaro, que tem se posicionado contra a quarentena decretada nos Estados pelos Governadores.

A imprensa europeia tem dado destaques as saídas do presidente para contato com admiradores e também suas declarações têm chocado os chefes de Estados Europeus, que temem um agravamento do quadro de contaminação no Brasil.

Se Brasil foi considerado um país, onde a pandemia está fora de controle, por não seguir as normas da OMS, vários setores da economia brasileiras serão prejudicados com relação a Comunidade Europeia, começando pelo turismo.

 

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *