Guias de turismo pedem ajuda a Governo do Estado e a Prefeitura de Maceió
   Mozart  Luna  │     2 de abril de 2020   │     19:13  │  0

 

Os profissionais guias de turismo de Alagoas estão solicitando o apoio do Governo do Estado de Alagoas e da Prefeitura de Maceió, para enquadrá-los na Medida Provisória (MP), que vai liberar o pagamento da ajuda financeira de R$ 600,00, durante a paralisação das atividades de turismo.

Atualmente, segundo a representante do Sindicato dos Guias de Turismo, Tereza Natália Medeiros, Alagoas tem 633 guias profissionais no Cadastur. Todos são profissionais autônomo sem veículo trabalhista com as empresas de turismo, que os contratam como Pessoa Jurídica (MEI), fato que os deixa em situação de vulnerabilidade social.

Segundo ainda a representante do Sindicato, muitos dos profissionais já estão passando dificuldades quanto a alimentação, desde que a quarenta em Alagoas foi decretada.  “Já são mais de 15 dias que esse trabalhadores não têm qualquer remuneração”, disse ela. “Apenas alguns que têm uma relação de trabalho mais, ou  fixa com as maiores empresas de turismo de Alagoas, receberam algum tipo de pagamento, mas a maioria está passando necessidade”, relata ele.

O secretário municipal de turismo de Maceió, Jair Galvão, assim que tomou conhecimento da situação, através de nosso blog, se colocou à disposição dizendo que amanhã será realizada uma live entre os representantes do Sindicato dos Guias de Turismo e o pessoal da Ação Social do Município. “Vamos dar todo apoio a essa categoria de profissionais de turismo que tanto tem feito por essa atividade cativando nossos turistas e mostrando nossas belezas naturais”, disse ele.

O presidente da Federação dos Guias de Turismo do Brasil, o alagoano Henrique Dantas, procurando por nosso blog também se posicionou e pediu que todos os guias profissionais cadastrados procurem seus sindicatos para informa sua situação, para estar na relação que será encaminhada para a Prefeitura de Maceió.

 

 

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *