Lisboa ganha Parque Ribeirinho Oriente, mais um atrativo turístico
   Mozart  Luna  │     13 de fevereiro de 2020   │     23:20  │  0

A romântica e boemia Lisboa ganhou mais um espaço em uma aérea que vem sendo valorizada para o turismo, localizada entre o Braço de Prata e o Parque das Nações está O Parque Ribeirinho Oriente, que estende-se ao longo de 650 metros e ocupa uma área de 4 hectares. A frente ribeirinha em mudança é só um sinal da nova estratégia de turismo para Lisboa

O novo espaço turístico foi inaugurado pela Câmara Municipal no âmbito da Lisboa Capital Verde Europeia 2020, no dia 7 de fevereiro. Este espaço verde em Marvila começa na Doca do Poço do Bispo e estende-se, para norte, ao longo de 650 metros de frente de rio e ocupa 4 hectares, anunciou a autarquia. Existe ainda um parque infantil e, em breve, duas cafeteiras e uma biblioteca que vão ocupar antigos contentores requalificados.

Na sua abertura ao público foi realizada ações ambiental com a participação de crianças de três escolas de Marvila, que ajudaram a plantar uma das cerca de 360 árvores do parque. Nesta zona, de resto, estão a nascer novos condomínios de luxo, que deverão ter cerca de 600 apartamentos, num projeto assinado pelo arquiteto italiano Renzo Piano.

Expansão

O Parque Ribeirinho Oriente deverá ser prolongado “até ao molhe da Marina do Parque das Nações, numa área de 8 hectares e quase 1,5km de extensão”, acrescentou a Câmara de Lisboa na sua página oficial no Facebook.

Encarado como um “polo em desenvolvimento” turístico, o Tejo irá receber o novo Cais de Lisboa e fará parte da rede Cais do Tejo anunciada recentemente. A aposta turística na zona Oriental de Lisboa passa por desenvolver infraestruturas no Parque das Nações e por “reforçar” Marvila e Beato “como zonas jovens e trendy, em harmonia com a raíz tradicional local”.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *