Brasil precisa reverter fluxo de turistas internacionais
   Mozart  Luna  │     8 de dezembro de 2018   │     6:30  │  0

 

 

O Brasil tem um desafio a ser realizado no próximo ano na atividade turística, que é reverter o fluxo de turistas internacionais, que hoje é menor que o do México e Argentina. O Brasil poderia receber bem mais turistas vindos da Europa e Estados Unidos, mas precisa trazer de volta ao país a tranquilidade nas ruas, melhorando a segurança pública, um dos fatores principais e que depõe contra o Brasil no exterior.

A Argentina apresentou uma pesquisa onde mostra que está na frente do Brasil, no fluxo de recebimento de turistas internacionais e por incrível que pareça, os brasileiros são os principais clientes que enchem os hotéis de Buenos Aires.

Entretanto, em uma reunião do futuro ministro do turismo Marcelo Álvaro António, com diretor de inteligência competitiva da Embratur, Gilson Lira foi colocado  que o Brasil precisa de divulgação no exterior, para atrair os turistas, ação que realmente precisa ser realizada, mas os representantes do MTur não revelaram que um dos principais problemas para trazer turistas será garantir a segurança dos turistas.

Na reunião o diretor de Inteligência competitiva da Embratur, Gilson Lira, defendeu a modernização na gestão do Instituto Brasileiro de Turismo e o aumento na promoção do País em mercados internacionais.

“Com uma Embratur mais moderna e com orçamento robusto poderemos dar novo impulso à promoção do Turismo brasileiro no Exterior”, afirmou Lira. “Isso é fundamental para que o bom momento que a atividade atravessa se reverta em resultados econômicos, com a maior entrada de turistas e divisas internacionais.”

Este bom momento citado pelo dirigente se reflete em conquistas como a manutenção da pasta do Turismo na esplanada de Bolsonaro. O lobby do trade, aliás, foi citado como um dos fatores decisivos para “sensibilizar o presidente eleito sobre a necessidade da permanência da pasta”. Por conta de episódios como este, Gilson Lira fala em um trade turístico “forte” e “unido”.

“O momento é oportuno para dar musculatura à Embratur, ao seu orçamento e atuação. O fortalecimento institucional do Turismo brasileiro será fundamental na conquista de resultados positivos na economia. O presidente eleito afirmando que dará prioridade ao Turismo e colocar o setor no centro da pauta política e econômica do País”, disse o diretor da Embratur.

 

Nosso blog ouviu empresários europeus de Portugal e Finlândia e todos foram unanimes em afirmar, que o futuro governo precisa não só de divulgação, mas também melhorar a imagem do país, com relação a segurança pública, para isso terá que realizar uma campanha de marketing sistemática.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *