Monthly Archives: novembro 2018

O Castelo de Cristo em Portugal
   Mozart  Luna  │     23 de novembro de 2018   │     6:00  │  1

IMG_1970

A busca pelo Santo Graal na idade média foi uma idéia obcecada dos lideres da Igreja Católica e principalmente da realeza européia. Todos acreditavam que quem tivesse o Santo Graal não morreria e que teriam todas as graças que desejasse. Mas o que seria o Santo Graal na verdade? O cálice em que Jesus tomou vinho na última ceia, junto com seus 12 apóstolos. Essa relíquia, segundo pesquisadores portugueses teria sido levada para Portugal e talvez para cidade de Tomar.  E foi para lá que nos dirigimos em busca também do Santo Graal. A cidade de Tomar está localizada no coração de Portugal e foi escolhida para construção de um templo religioso de iniciação, que hoje é a Igreja de Nossa Senhora do Olival.

IMG_1977

Entretanto antes iniciaremos uma pequena viagem na história para nos situar melhor. Começando pela explicação de que os templários foi uma Ordem religiosa de cavaleiros criada em 1119, para defesa dos lugares tidos com santos na Palestina, onde Jesus viveu. O criador da Ordem foi Hugo de Payens e mais oito cavaleiros companheiros do Godofredo de Bulhões. Os templários foram reconhecidos pelo Papa. O primeiro grupo foi direto para Jerusalém onde foram acolhidos pelo rei Balduino II, que os abrigou no antigo templo de Salomão.

IMG_1990

Depois disso os Templários passaram a ser os cavaleiros mais temidos e respeitados da Europa e Oriente Médio. A guarda e busca pelas relíquias sagradas que pertenceram a Jesus passaram a ser o objetivo dos integrantes dessa ordem religiosa. Mas com o passar do tempo criou a sua maneira própria de “servir ao Senhor”, embasando sua doutrina no evangelho de João Batista e também reconhecendo Maria Madalena como uma das principais pessoas da vida de Jesus, e para os templários o apostolo mais importante do grupo que acompanhava o Mestre.

IMG_1994

Os templários sofreram uma metamorfose política e religiosa durante os anos que se passavam e iniciaram uma aproximação dos mulçumanos e judeus, buscando uma convivência pacifica entre todos, ao mesmo tempo, que ser fortaleciam financeiramente com essa aliança. Tanto assim que despertaram a cobiça da nobreza européia que passou a conspirar contra a Ordem dos Templários, que foi banida da Igreja Católica e perseguida, tendo que mudar de nome como em Portugal passando a ser monges da Ordem de Cristo, onde ergueram em Tomar o Convento de Cristo, um suntuoso Castelo que guarda muitas histórias e mistérios. Entre eles a de que o Santo Graal teria sido guardado em Tomar, no Castelo Templário.

Construção do Castelo

IMG_1976

Tudo começou em 1160 com a construção do Castelo, que hoje é o Convento de Cristo e da igreja de Tomar por Gualdim Pais. Um templário da alta cúpula da Ordem, ocupando o cargo de 6º Mestre da Ordem Templário portuguesa. A construção dos templos não segue a arquitetura da região e têm formas octogonais – 8 um número infinito na sua forma – um símbolo templário.

 

Os templários tinham quatro classes: os cavaleiros, os escudeiros, os irmãos leigos, e os capelães e sacerdotes (chefes militares, sargentos, soldados, clérigos) Juravam consagrar a vida a Deus e defender a fé cristã e os lugares sagrados. Faziam votos de pobreza, obediência e castidade. Suas vestimentas era a armadura de combate, não ficam na ociosidade passando o dia treinando para o combate, fazendo conserto no armamento, ou realizando atos de caridade com os pobres. Toda a vida esta dedicada a servir a sua fé.

IMG_1968

O antigo castelo teve que ganhar formas de um convento de religiosos para enganar os perseguidores dos templários. Entretanto dentro guardava toda estrutura de uma fortificação militar estrategicamente construída. Ao longo do tempo o antigo castelo templário foi recebendo novos cômodos e também ornamentos como a janela manuelina, única em toda Europa, rica em seus adornos e características da época das grandes descobertas marítimas.

Nossa busca pelo Santo Graal continua dentro do castelo templário. A cada passagem por uma porta, se abre um novo espaço. O corredor onde fica as celas dos monges, a cozinha, e local onde guardavam as pipas de azeite.

IMG_1986

Dos lugares comuns do antigo castelo, o refeitório nos chama a atenção pelo tamanho. Lá estão pratos e utensílios domésticos utilizados na época. Castelo é visitado por muitos turistas e também por alunos de escolas da região que aprendem muito da história sobre os templários.

O coração do Castelo

 

IMG_1996

Nossa busca pelo Santo Graal continua e finalmente chegamos a Charola, onde ficava o altar mor da capela do Castelo. O lugar é diferente de tudo que existe no Castelo, no formato circular com oito colunas tendo destaque o Cristo Crucificado tendo ao lado João Batista e outros apóstolos dentro da nave, onde estava instalado o alto mor que foi retirado.

IMG_1995

Do lado externo do altar mor se pode observar toda beleza da construção, com pinturas que registram passagens bíblicas. O teto pinturas lembra a capela sistina de Roma. A chamada Charola do Castelo Templário de Tomar em Portugal é de uma beleza impar. O local realmente é diferente de todo restante do Castelo, o que comprova que esta seria a parte mais antiga dessa edificação.

IMG_1974

O local indica que os cavaleiros realizavam seu rito religioso, passando em volta do altar mor montados a cavalo e com suas armaduras para serem abençoados antes de irem para batalha. Com isso acreditava-se que com o poder o Graal seriam vitoriosos como foram em todas as batalhas realizadas.

IMG_1967

Então estaria aqui guardado em um local secreto, uma das relíquias pertencentes a Jesus? O Santo Graal? Esta dúvida vai permanecer porque nossa busca continua na próxima reportagem, ainda em Tomar, pois tivermos a informação que existe na cidade uma edificação realizada pelos templários, mais antiga que o Castelo de Cristo, a igreja de Nossa Senhora do Olival, construída no lugar de um antigo templo romano, em outra parte da cidade, onde na próxima reportagem mostraremos.

 

 

ASSISTA A REPORTAGEM EM VÍDEO-

https://drive.google.com/file/d/0B74ZgwD1fhUJbThBWDF1ekNSN00/view

>Link  

A beleza do Jardim Botânico no Rio de Janeiro
   Mozart  Luna  │     22 de novembro de 2018   │     5:50  │  1

IMG_7259

O Brasil possui uma flora riquíssima que pode ser observada, no maior e mais antigo jardim da América Latina. Trata-se do Jardim Botânico criado por D. João VI, em 1808, no Rio de Janeiro e que é aberto à visitação pública. Para conferir toda essa riqueza ambiental e turística, viajamos ao Rio de Janeiro, para visitar e registrar toda beleza existente no Jardim Botânico da cidade Maravilhosa.

IMG_7229

A história mostra que a ideia de criação do local foi de D. João, quando trouxe para o Brasil, uma comitiva de chineses para o cultivo de chás, que eram usados como remédios. O Jardim Botânico abrigava também na época uma fabrica de pólvoras.

 

IMG_7187

Museu do Meio Ambiente

Nossa visita começou pelo Museu do Meio Ambiente, que funciona no prédio principal na entrada do Jardim Botânico. O Museu se resume a poucas salas e uma delas é reservada para exposições, na parte superior. Entretanto a riqueza mesmo, esta nos jardins existentes em volta do prédio. O acesso é pago e o ingresso custa R$ 10,00.

O Jardim Botânico tem uma área de 54 hectares, onde existem cerca 6.500 espécies de plantas e árvores, algumas em extinção. Antes de entrar pelas ruas e trilhas do Jardim Botânico são necessárias alguns cuidados, como roupas leves e levar água mineral em garrafa, lanches e principalmente usar repelentes e não esqueça de levar um saquinho de lixo, porque lá não existe depósito. O local possui uma densa mata atlântica e o verde esta por toda parte, por isso a presença dos habitantes naturais do local, como o animais silvestres, insetos e repetis.

IMG_7270 IMG_7265

Não se conhece o Jardim Botânico apenas em duas ou três horas. É um local para se passar uma manhã ou tarde inteira. Os cenários são usados para produção de books de casais que vão casar, ou por gestantes que usam o Jardim Botânico como cenário.

Monumentos

Dentro do Jardim Botânico existem monumentos como o busto do príncipe regente D. João VI, criador do local e também de museus como de arqueologia, além de biblioteca especializada em botânica com mais de 32 mil títulos e o maior herbário do Brasil, com cerca de 650 mil amostras desidratadas.

Cascatas e lagos

IMG_7221

O incrível é encontrar em pleno centro urbano do Rio de Janeiro, um local como Jardim Botânico que possui cascatas e lagos lindíssimo. Como a cascata Waterfall e o lago Frei Leandro. Dois lugares que merecem uma foto e uma parada para apreciar toda beleza da natureza. Recomendamos evitar ingerir água dos córregos e dos bebedouros. Não que a água esteja contaminada, mas porque ela não é tratada e como as nascentes são oriundas de lençóis freáticos da zona urbana do Rio, recomenda-se não ingeri-las.  Por isso não façam o que fiz. Tomei água de um chafariz e depois tive problemas intestinais sérios.

IMG_7216

O lago do Frei Leandro com suas vitórias régias e a cascatas caindo fazendo o barulho formando um conjunto perfeito, como numa sinfonia musical, que faz qualquer um esquecer os problemas e o estresse do dia a dia.

Plantas medicinais

Para quem é naturalista e sempre busca o tratamento de doenças, através da natureza existe no Jardim Botânico, um espaço dedicado às ervas e plantas medicinais. O local mostrar uma grande variedade de plantas que podem curar. O princípio é que o  homem veio da terra e da terra voltará e por isso os remédios da terra deveriam ser os  recomendados, por não trazer danos ao ser humanos, no processo de cura.

Flores e árvores

No Jardim Botânico existem também orquidários, bromeliáceos e diversos jardins que mostram a variedade da flora em outros países como México e Japão. Árvores centenárias de todas as partes do Brasil também estão presentes no Jardim Botânico. Algumas é preciso até quatro pessoas para abraçá-la.

IMG_7247IMG_7212

Cultura

A valorização da cultura brasileira possui um espaço no Jardim Botânico, com uma praça onde acontecem exposições e apresentações artísticas. Bem ao lado existem lanchonetes e um pequeno restaurante. Entretanto vai o alerta para os preços praticados. Estão bem além do realmente justo. Isto devido à grande presença de turistas estrangeiros, que lotam o Jardim Botânico. Uma fatia de torta, por exemplo, pode chegar a R$ 24,00.  Tirando esse pequenos detalhe tudo é maravilhoso. Vale a pena programar um passeio ao Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Informações

Horário de funcionamento todos os dias de 8 às 17 horas.

Localização: Rua Jardim Botânico. 1.008- Jardim Botânico.

Contato- (21)3874-1808.

WWW.jbrj.gov.br

 

>Link  

Argentina lidera destinação turística na América Latina
   Mozart  Luna  │     20 de novembro de 2018   │     12:05  │  0

Buenos Aires – A Argentina o segundo lugar em destinação de turista internacional na América Latina, perdendo somente para o México, que já tem o turismo consolidado. A Argentina tem um território que representa um quarto o Brasil, mas recebe 6, 5 milhões de turistas estrangeiros por ano. Este número deverá atingir cerca de 9 milhões de turistas até 2020, segundo o ministro do turismo da Argentina Gustavo Santos. Isto graças a nova política de turismo colocada em prática pelo presidente Maurício Macri, que comemorou o grande número de brasileiros (1,3 milhões por ano) que visitam seu país.

“Estávamos há 12 anos sem crescimento, mas voltamos a ser a terra de oportunidades. Temos US$ 3 bilhões sendo investidos pela iniciativa privada e o governo em Turismo no momento e outros US$ 2 bilhões, principalmente de fora, foram anunciados hoje pelo presidente Macri. O Turismo representa 1,3 milhão de postos de trabalho na Argentina e mais 300 mil serão criados com esses investimentos”, disse o ministro do turismo Gustavo Santos.

De acordo com Santos, a geração de empregos é uma das prioridades do governo Macri e o Turismo é fundamental para essa meta. “Se antes vocês aqui presentes tinham inibição em investir na Argentina, seja por causa da burocracia ou de barreiras…saibam que isso é passado e o Ministério do Turismo está ao lado de vocês para ajudá-los”. Até 2020, Santos também quer atingir a marca de 70 milhões de viagens domésticas e inaugurar mais de 100 hotéis no país.
Segundo dados estatísticos computados pela Organização Mundial do Turismo (OMT) o Turismo tem sim ajudado a Argentina em seu desenvolvimento com efeitos positivos durante 18 meses, fato que ajudou a reduzir a pobreza no país, gerando emprego e renda. Para isso o governo argentino investiu em infraestrutura principalmente em 19 aeroportos, ao contrario do governo brasileiro, que os últimos anos não realiza investimentos nestes equipamentos.

Argentina destaque mundial

Graças a politica de prioridade para o turismo, a Argentina se tornou atualmente em destaque para o turismo internacional na América Latina com a implantação em Buenos Aires da uma representação da Organização Mundial de Turismo (OMT) e novos voos da Air Europa.  OMT vai servir de celeiro para novas ideias, pequenas e médias empresas e startups.

 

A Organização Mundial do Turismo (OMT) é uma agência especializada das Nações Unidas e a principal organização internacional no campo do turismo, destinada a promovê-lo e desenvolvê-lo. Funciona como um fórum global para questões de políticas turísticas e como fonte de conhecimento prático sobre o turismo, promovendo um turismo responsável, durável e acessível a todos, prestando atenção particularmente aos interesses dos países em desenvolvimento.

A Organização encoraja também a aplicação do Código Mundial de Ética do Turismo para assegurar-se de que os países membros, os destinos turísticos e as empresas do setor maximizem os efeitos econômicos, sociais e culturais positivos desta atividade recolhendo os frutos e reduzindo ao máximo as repercussões negativas sobre a sociedade e sobre o ambiente.

Sua sede é em MadridEspanha. A OMT conta como membros 158 países, 7 territórios e mais de 400 Membros Afiliados, representando o setor privado, instituições educacionais, associações e autoridades locais de turismo.

Colaboração com Portal tripseek.news

>Link  

Policiamento de Praia em Maragogi vira atração para turistas de outros estados
   Mozart  Luna  │     19 de novembro de 2018   │     17:20  │  0

Turista fazem questão de pousar para fotos com os policiais que realizam o policiamento

Decorridos cerca de quatro meses da implantação do patrulhamento das praias de Maragogi com a utilização de dois quadriciclos, a tranquilidade reina desde então sem nenhum registro de ocorrências de assaltos a turistas, na faixa de areia. O trabalho virou até atração turística, já que os policiais são muitas vezes parados, para pousarem para fotos com os turistas, que mandam para seus estados o exemplo de Alagoas.

Nosso blog vinha desde ano passado cobrando a volta do patrulhamento das praias em Maragogi, devido ao grande número de ocorrências chegando, causando um verdadeiro terror a todos.  Com mudança do comando do 6 º Batalhão de Policia Militar, uma nova modalidade de trabalho foi implantada com mais afinco, dedicação e transparências nas ações de policiamento.

 

Uma das primeiras ações foi a colocação em circulação de um veiculo buggy, locado pela prefeitura para realizar o patrulhamento de praias, mas que estava guardado dentro do quartel sem ser usado.  O veículo não tinha condições de realizar o trabalho e foi substitutivo pelos quadriciclos alugados pela prefeitura e os empresários.

 

Hoje o trabalho realizado pelo 6 º é elogiado por todos, já que o novo comando não só intensifico o policiamento nas praias, como vem realizado a Operação Saturação, com constantes blitzs nas rodovias e realizando ações em locais tradicionalmente de registro de muitas ocorrências.

Comandante Major Palmeira acompanha de perto o trabalho diariamente

Hoje a tranquilidade reina em Maragogi e região, mesmo assim os policiais sob o comando do major PM Mário César Palmeira não baixam a guarda e vigilância continua 24 horas por dia, um compromisso do Governador Renan Filho e do prefeito Sérgio Lira que estão trabalhando juntos para o desenvolvimento do turismo em Maragogi.

O policiamento nas rodovias foram intensificados com blitzs

>Link  

Jair Galvão é eleito presidente de associação de secretários de turismo
   Mozart  Luna  │     18 de novembro de 2018   │     17:28  │  0

 

Alagoas sempre é destaque nacional quando se fala em turismo e desta vez foi o fato do secretário municipal de turismo de Maceió, Jair Glavão, ser escolhido para assumir a presidência da Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo (Anseditur). A notícia foi confirmada semana passada e a escolha ocorreu em Gramado, durante a Feira Internacional de Turismo (Festuris), que realizada em Gramado.

Jair Galvão falou para o nosso blog, declarando que um dos objetivos da entidade, a partir de agora, será torná-la independente, sem ficar tão refém das idas e vindas de equipes de governos eleitos. O traçado de trabalho, segundo os observadores, é bem parecido com o que vem sendo tentando dentro da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), que dentro da nova Lei do Turismo, se transformar em uma Agência, com independência política e composto por técnicos nomeados por comprovada competência e não através de loteamento político.

“Queremos dar continuidade ao trabalho de fortalecimento da associação como guardiã das políticas municipais de Turismo, representando os interesses das cidades turísticas do Brasil e, acima de tudo, fomentando o protagonismo técnico e institucional. Miramos a independência da entidade para que ela não fique dependente de ações governamentais para alcançar os objetivos planejados. Vamos buscar uma agenda própria de parcerias com organismos nacionais e internacionais voltados aos interesses dos associados”, declarou Jair Galvão.

Parcerias

Para o novo presidente da Anseditur a realização de parceria com empresas privadas, com o objetivo da construção de políticas municipais voltadas para o setor do turismo é um trabalho que deverá ser realizado por sua gestão. Segundo ainda ele a atividade turística é reconhecidamente geradora de emprego e renda para os municípios, mas a grande maioria dos gestores ainda não tem priorizam essa atividade.

O Jair Galvão já atuava como vice-presidente da entidade desde março deste ano, além de fazer parte do quadro permanente da Embratur, fato que lhe dá estabilidade de continuar a frente da entidade, mesmo depois de deixar o cargo em Maceió, isto é, se isso ocorrer.

A Anseditur faz parte do Sistema Nacional de Turismo e atua como principal interlocutora das demandas municipais junto ao governo federal. Representantes de cidades turísticas das cinco regiões do País fazem parte da associação que conta com um assento no Conselho Nacional de Turismo.

>Link