Prisão de estuprador em Maragogi chama atenção para fiscalização nas piscinas naturais de Ponta de Mangue
   Mozart  Luna  │     6 de março de 2018   │     9:31  │  0

A notícia de que um mergulhador que trabalha realizando condução de grupos às piscinas naturais de Ponta de Mangue em Maragogi, foi preso por estupro causa preocupação, principalmente no momento em que existe um esforço institucional do Governo de Alagoas como da iniciativa privada para reconquistar o mercado de turistas europeus para o estado.

O secretário municipal de meio ambiente de Maragogi, Gabriel Vasconcelos esclareceu que este fato ocorreu em uma área que ainda está sendo explorada por pessoas que não estão cadastradas, nem autorizadas para realizar a exploração comercial das piscinas naturais de Ponta de Mangue. São os chamados “piratas”, que vem causando problemas a atividade turística em Maragogi.

O secretário disse ainda que o problema será resolvido com a fiscalização e disciplinamento do acesso às piscinas naturais de Ponta de Mangue. Segundo ele o cadastramento já começou e a partir do dia 13 só vai ter acesso que estiver autorizado pelo ICMBio e a Prefeitura.

O secretário lamentou o ocorrido, mas garantiu que a fiscalização será rigorosa com a presença da policia militar e que não será permitido que pessoas desqualificadas realizem o serviço de atendimento aos turistas.

Gabriel Vasconcelos disse que é uma preocupação constante de todos com a atividade turística em Maragogi e por isso pediu que todos colaborassem informando algum tipo de irregularidade e da presença de pessoas com envolvimento em delitos criminais para que as autoridades policiais possam atuar.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *