Obras do Vila Galé Collection Coruripe começam este ano
   2 de março de 2024   │     19:43  │  0

As obras da segunda unidade do Grupo Vila Galé, em Alagoas, deverão começar no segundo semestre deste ano, segundo informações que o Portal Circuito Mundo apurou. A segunda unidade já tem nome e se chamará Vila Galé Collection Coruripe, na categoria luxo.

Com a assinatura do Termo de Compromisso firmado em Lisboa, em uma solenidade que teve a presença do Governador Paulo Dantas e também da secretária estadual de turismo, Bárbara Braga e do diretor presidente do Grupo, Jorge Rebelo de Almeida, fica liberado a preparação do projeto arquitetônico, alvará de construção e montagem do canteiro de obras.

Segundo o diretor presidente do Grupo, Jorge Rebelo, o projeto arquitetônico está pronto, mas falta o estrutural. O empreendimento terá na sua primeira etapa 130 apartamentos, diferente do Vila Galé Alagoas, que tem 530 apartamentos. O Vila Galé Coruripe terá quadras de esportes, piscinas, lagos artificiais e 380 metros de frente para a praia.

O Grupo Vila Galé pretende concluir a obra até o segundo semestre do próximo ano na sua primeira etapa. O novo empreendimento do Grupo no Brasil, chegou a ser anunciado para 180 agentes de viagens, que participaram do jantar, promovido pela operadora portuguesa Solférias em Lisboa, pelo diretor presidente do Grupo Vila Galé, que enfatizou que 2024 será um ano de muitos investimentos no Brasil.

FONTE: circuitomundo.com

Comentários 0

TAP reforça operação para Brasil e América do Norte
   1 de março de 2024   │     20:36  │  0

 

A TAP reforça este verão a sua oferta em alguns destinos de mercados importantes para a Companhia, como o Brasil e a América do Norte. No Brasil, são adicionados seis voos por semana para Recife, para um total de 13 frequências semanais. Para Fortaleza e Rio de Janeiro, vão ser mais dois voos por semana, para um total de nove e 12 voos por semana, respetivamente.

A TAP vai ainda aumentar em um voo por semana a operação entre Lisboa e Belém, Brasília, Natal/Maceió, Porto Alegre, Salvador e São Paulo.

No pico de verão de 2024, a companhia passa a oferecer 96 voos por semana entre Portugal e o Brasil, mais 16 do que os 80 voos semanais operados no verão passado.

Para o Canadá, são acrescentados mais quatro voos por semana para Toronto, em relação ao verão de 2023, passando a operar um total de 14 voos por semana. A oferta aumenta também entre Lisboa e Montreal, de cinco para seis voos por semana.

Já nos Estados Unidos da América, passa a haver dois voos por dia para Washington, mais quatro por semana do que no verão de 2023. A oferta é também aumentada, de cinco para seis voos semanais, entre Lisboa e San Francisco.

No total, a TAP vai oferecer este verão 77 voos por semana entre Portugal e os Estados Unidos da América, mais cinco do que em igual período do ano passado e 20 voos semanais para o Canadá, mais cinco do que no verão de 2023.

No que diz respeito ao continente americano, a TAP vai ainda voar três vezes por semana entre Lisboa e Caracas, este verão com a novidade de um destes voos semanais fazer escala no Funchal, na ida, ou na volta, para maior conveniência de todos os passageiros nesta rota com destino ou origem na Madeira.

A TAP retoma ainda a sua operação sazonal para destinos populares de férias, nomeadamente Porto Santo, Alicante, Ibiza, Menorca, Palma de Maiorca e Nápoles.

Esta evolução na oferta da companhia é conseguida através da conjugação de uma reorganização da rede de destinos, da otimização da frota disponível e evolução no trabalho de Manutenção e Engenharia das aeronaves.

Comentários 0

Nova campanha para os Estados Unidos celebra ancestralidade, alegria e biodiversidade brasileiras
   28 de fevereiro de 2024   │     8:17  │  0

Embratur lançou a primeira campanha publicitária de 2024. Nos Estados Unidos, os vídeos e as peças publicitárias da Agência irão enfatizar a ancestralidade, a natureza, a gastronomia e a alegria do povo brasileiro. A campanha é uma iniciativa da Embratur e do Sebrae.

Um vídeo traz a experiência em alguns dos mais representativos destinos do país. Mostra imagens de um mergulho no mar de Fernando de Noronha, de um voo livre no Rio de Janeiro, do ritmo das ruas e da capoeira de Salvador, do maracatu do Recife, além dos sabores típicos da região amazônica. Na peça, a protagonista é coroada pelo carinho, alegria e hospitalidade do povo brasileiro, que cativam os turistas dos Estados Unidos.

O mercado estadunidense é o segundo maior emissor de turistas internacionais para o Brasil. Em 2023, o país enviou 668.478 visitantes aos destinos brasileiros. O número é mais de 50% superior ao de 2022, quando 441 mil turistas dos EUA visitaram o Brasil.

IT’S SPECTACULAR! IT’S FOR YOU!
Com o tema “É espetacular. É para você” (It’s spetacular! It’s for you!, em inglês), a campanha da Embratur reforça o posicionamento de promoção da diversidade, da sustentabilidade e do afroturismo dos destinos nacionais.

“O Brasil tem uma experiência e um destino ideal para cada perfil de turista. Nossa campanha publicitária para os Estados Unidos em 2024 avança consideravelmente na segmentação de público e mensagem, com monitoramento de resultados e calibragem em tempo real. Com peças criativas, que emocionam, geram curiosidade e interesse, estamos mostrando o que o Brasil tem de melhor: a força de nossa cultura afrobrasileira, nossa natureza tão rica e diversa, nossas cidades dinâmicas e com uma gastronomia sem igual”, afirmou o presidente da Embratur, Marcelo Freixo.

A campanha utiliza uma linguagem comum nas plataformas digitais, principalmente no segmento de turismo. O filme foi construído a partir do conceito de experiência, com inspiração no ato de vivenciar cada lugar, onde a turista mostra seu percurso por destinos como Rio de Janeiro, Manaus, Recife, Fernando de Noronha e Salvador. As peças desenvolvidas e a sequência dos filmes foram especialmente pensadas para criar uma conexão com o espectador, com versões de 15, 30 e 60 segundos.

As peças estão disponíveis em plataformas online e redes sociais, além de um circuito de DOOHs em algumas das principais cidades dos Estados Unidos, como Nova York, Miami, Los Angeles e Houston.

Conectividade EUA – Brasil
Os visitantes americanos têm uma ampla variedade de conexões para destinos brasileiros, com 27 rotas diretas ligando os principais hubs dos EUA ao Brasil – entre as adições mais recentes, a LATAM Airlines iniciou em agosto uma nova operação semanal entre Los Angeles e São Paulo; o voo da Delta Airlines de Atlanta para o Rio de Janeiro é válido para todo o ano; e a American Airlines se comprometeu com um aumento nos voos diários no Brasil para o próximo inverno de Miami para São Paulo e Rio, além de uma nova operação sazonal de Dallas para a Cidade Maravilhosa.

Os voos têm origens nas cidades de Atlanta, GA; Boston, MA; Chicago, Illinois; Dallas, Texas; Fort Lauderdale, Flórida; Houston, Texas; Los Angeles, Califórnia; Miami, Flórida; Newark, Nova Jersey; Nova York-JFK, NY; Orlando, Flórida e Washington DC. Os destinos são Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Fortaleza, Manaus, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Para o presidente do Sebrae, Décio Lima, o momento é extremamente favorável. “Estamos comemorando os resultados da nossa economia com um Produto Interno Bruto (PIB) que surpreendeu todas as previsões, uma inflação sob controle e números recordes de empregos, gerados principalmente pelas micro e pequenas empresas. Nesse contexto, a retomada da indústria do turismo abre perspectivas positivas para todo o setor, desde as pequenas pousadas e restaurantes até os artesãos. Sebrae e Embratur são parceiros nessa empreitada de fortalecer a atividade no Brasil”, acrescenta.

Comentários 0

Alagoas será destaque na Bolsa de Turismo de Lisboa e destino turísticos se farão presentes
   27 de fevereiro de 2024   │     7:08  │  0

    Um dos maiores eventos do turismo da Europa, a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) começa amanhã (28) com a participação do Brasil, através da Embratur que mais uma vez montou um grande estande. Contudo, vários estados também se fazem presentes com estandes individuais, como Alagoas, Bahia, Rio de Janeiro e tantos outros. O evento vai até o dia 3 de março.

O evento é um grande momento de negócios para os destinos turísticos e quem surtido bons resultados para todos. Várias autoridades brasileiras já confirmaram presença, como o ministro do turismo, Celso Sabino, o presidente da Embratur, Marcelo Freixo e o governador de Alagoas, Paulo Dantas, que tem inclusive uma entrevista coletiva agendada com a imprensa portuguesa.

No dia 28, haverá um coquetel do Grupo Vila Galé onde serão apresentados os novos empreendimentos e às 20 horas, acontece um jantar, no promovido pela operadora Solférias, para 260 operadores e agentes de viagens para promover o destino Alagoas, que já conquistou o quarto lugar no Brasil e o segundo no Nordeste como destino internacional.

Também estarão presentes ao evento vários destinos alagoanos como Barra de São Miguel, Maragogi, Maceió, Penedo e região dos Cânions do São Francisco.

Para secretária municipal de turismo da Barra de São Miguel, Bete Lopes, a BTL será uma oportunidade de mostra aos operadores internacionais, o potencial turístico e de investimento do município e de estreitar parceria com Portugal, já que o município realiza todos os anos o “Portugal em Cena”, que reúne portugueses e brasileiros numa grande festa de confraternização luso/brasileira.

O secretário de turismo de Maragogi, Diego Vasconcelos, disse que é um momento de aumentar o fluxo de turistas internacionais, e de anunciar o aeroporto de Maragogi, como o futuro equipamento para receber voos fretados.

Comentários 0

Brasil recebe quase um milhão de turistas internacionais em janeiro
   26 de fevereiro de 2024   │     13:16  │  0

 

O verão brasileiro continua a ser a apoteose do nosso turismo, e em janeiro a entrada de visitantes internacionais voltou a demonstrar o interesse mundial por nossos destinos, especialmente os de sol e praia. Ao todo, 956.737 turistas do exterior vieram ao Brasil, com aumento do fluxo de todos os principais emissores, com exceção da Argentina, que vive um agravamento da sua crise econômica.

Os dados da Embratur, Ministério do Turismo (MTur) e Polícia Federal demonstram a manutenção do patamar do verão anterior, com ligeiro recuo de -1,4%, puxado justamente pela menor frequência dos argentinos. No total, foram 14.538 turistas internacionais a menos, já que nos primeiros 31 dias de 2023 o país recebeu 971.275 visitantes de fora.

O ministro do Turismo, Celso Sabino, aposta no reforço das chegadas de estrangeiros a partir do trabalho conjunto com a Embratur. “Temos excelentes perspectivas para alavancar o número de estrangeiros no Brasil neste ano. Sediaremos a reunião de líderes do G20, começamos os preparativos pra COP30, temos a atuação do escritório da OMT no Rio de Janeiro. Vamos seguir trabalhando para melhorar a imagem do Brasil em grandes eventos internacionais. Com essa ação conjunta, seguiremos firmes para alcançarmos a meta de 10 milhões de estrangeiros em quatro anos”, ressaltou.

Quanto aos turistas da Argentina, principal emissor do Brasil, a queda chegou a 19%, ou -110.310 turistas na comparação com janeiro de 2023, quando 562.446 hermanos vieram curtir o verão e as festas pré-carnavalescas. Este ano, foram 452.136 argentinos. O resultado negativo foi atenuado devido às ações da Embratur, que estabeleceu um plano de contingência à crise econômica que atravessa o país vizinho.

Com informações de inteligência de dados, em contato com entidades na Argentina e com a análise de relatórios da Embaixada do Brasil na Argentina, desde maio de 2023 a Embratur reorientou suas ações em duas direções: a de reforçar a promoção do Brasil como uma alternativa aos turistas argentinos de alto poder aquisitivo, que recalcularam suas viagens devido ao preço do dólar e do euro; e reforçar a promoção do Brasil nos países da América Latina, para garantir um acréscimo de visitantes que compensasse a queda na chegada de argentinos.

O presidente da Embratur, Marcelo Freixo, destacou as medidas compensatórias que permitiram a manutenção dos níveis de entrada de turistas internacionais na largada do verão. “Com a adoção dessa estratégia, foi possível manter o registro da entrada de turistas internacionais no Brasil em patamares equivalentes aos de janeiro do ano passado. Mantivemos a atenção na Argentina, é o nosso principal mercado e não vai deixar de ser, mas temos resultados muito importantes e no curto prazo em todo o continente, com destaque para Chile e Paraguai”, explicou.

Os argentinos seguem como principais emissores de turistas para o Brasil. Já o segundo maior emissor, no período, foi o Paraguai, que apresentou um aumento no número de entradas no país de 19.454, indo de 84.884 em janeiro de 2023 para 104.338 em 2024. O crescimento percentual foi de 22,9%.

CHILE SE DESTACA – O terceiro lugar em emissões, no mês de janeiro, ficou com o Chile, que apresentou, também, o maior crescimento percentual: 47,8%. O país foi de 52.217 turistas no Brasil no primeiro mês de 2023 para 77.221 em janeiro último, um acréscimo de 25.004 visitantes. Além disso, no acumulado de 2023, o Chile retornou ao patamar pré-pandemia registrado em 2018 e retomou a posição de terceiro maior mercado emissor de turistas para o Brasil, com um total de 458.576 chegadas.

Em quarto lugar, no mês de janeiro, o Uruguai passou de 56.438 turistas enviados ao Brasil para 62.848 no mesmo período deste ano – um aumento de 6.410, ou 11,3%. Na sequência, em quinto, vem os Estados Unidos, com alta no número de turistas em janeiro que chegou a 8,9%. O país foi de 47.651 em janeiro do ano passado para 51.919 este ano, 4.268 a mais.

Já a Bolívia enviou 17.686 turistas para o Brasil em janeiro último, um crescimento de 4.396, e ficou em sexto. O Peru, em sétimo, teve aumento de 2.194 visitantes, com 9.214 entradas registradas. O Equador vem em seguida, com 1.690 entradas e aumento de 78 turistas, e a Venezuela registrou 1.184 turistas nos primeiros 31 dias deste ano, um crescimento de 158 visitantes em relação a janeiro do ano anterior. Os demais países emissores cresceram, juntos, 40.636, passando de 167.639 para 208.275 no comparativo entre os períodos.

Comentários 0