Tag Archives: Brasil

EXPO/ABAV termina com saldo tímido e ausência de estrangeiros
   Mozart  Luna  │     29 de setembro de 2018   │     9:13  │  0

 

 

Participantes reclamaram da péssima estrutura do local do evento 

A maior feira de turismo da América Latina, a EXPO/ABAV 2018 terminou nesta sexta-feira com um resultado um pouco melhor que 2017, com cerca de 20 mil participantes. O volume de negócios foi avaliado em R$ 109 milhões pelos organizadores, e foi considerado tímido pelos empresários, que reclamaram da infraestrutura do local, pois chegou a faltar energia, comprometendo a programação do evento.

Para Alagoas a notícia boa foi a informação de que somos o segundo estado a ter o segundo maior número de voos para temporada dezembro 2018/19, com a disponibilidade de 39 mil assentos e voos diários saindo das principais capitais e cidades do Brasil. Maceió continua sendo o destino mais vendido da CVC.

Contudo a 46 º EXPO/ABAV foi considerada melhor que a do ano passado, quando os cortes no orçamento do Ministério do Turismo afetaram bastante a realização do evento, fechando em R$ 100 milhões de negócios, nas avaliações mais otimistas.

Estande de Alagoas na EXPO/ABAV, considerado simplório e sem destaque pelos empresários

Vale destacar que mais uma vez os estados nordestinos de Pernambuco e Bahia deram um show a parte, se destacando pela criatividade e compromisso com atividade turística. Lembrando que esses estados também foram destaque na Bolsa de Turismo em Lisboa, realizada em março desse ano e já anunciaram que em 2019 vão arrasar atraindo mais investidores para seus estados. Já o estande de Alagoas, foi classificado como simplório e sem expressão para um estado que possui o destino mais vendido pela maior operadora de turismo da a América Latina.

Estande do Rio Grande do Norte, nosso concorrente

 

Sem estrangeiros

Uma falta bastante notada foi de participantes internacionais no evento, principalmente as grandes companhias aéreas. Isto demonstra que o Brasil continua em quarentena, devido a tenso clima político que vive, acentuado pelas operações diárias realizadas pelo Poder Judiciário e divulgada com toda pirotécnica da imprensa. Isto causa nos investidores apreensão, medo e repulsa em desenvolver qualquer atividade no país. A instabilidade política, econômica e jurídica tem contribuído para afugentar empresários internacionais.

CVC é destaque

Em meio ao saldo negativo do evento é necessário destacar alguns pontos positivos como a melhoria do apoio do MTur ao evento a qualidade dos participantes (tanto autoridades, como buyers e expositores), a volta da CVC ao evento (como CVC Corp e suas marcas); o estande da Abracorp, com apoio da Gol/Delta/Air France-KLM; os eventos paralelos de entidades, o que fortalece o encontro; a variedade de produtos expostos; o otimismo do trade; a grande presença de agentes de viagens, de todos os portes e os estandes âncora, como os já citados da Abracorp e CVC Corp, e ainda os da Avianca, MTur, Bahia, Pernambuco, Travelport, ABR.

Grou Turismo presente e fazendo sucesso na EXPO/ABAV 2018

As atenções agora se voltam para o próximo ano, mas os organizadores já adiantaram que o local será o Expo Center Norte de 25 a 27 de setembro em São Paulo. A promessa é que se vai trabalhar para melhorar a EXPO/ABAV principalmente atraindo empresas estrangeiras, já que o Brasil tem atualmente o registro de um número ridículo 6 milhões de recebendo de turistas internacionais, fruto da violência que assola cidade consideradas cartões postais do país como Rio de Janeiro.

 

 

 

Tags:, , , , , , ,

>Link  

Aplicativo informa tamanho da mala para levar a bordo
   Mozart  Luna  │     22 de setembro de 2018   │     11:53  │  0

    Os “malas”: passageiros tentam levar “guarda roupas” a bordo 

 

Atualmente as companhias aéreas estão mais vigilantes para proibir que bagagem de porão sejam levadas como de bordo. Na verdade, esses absurdos são cometidos com muita frequência no Brasil, onde os passageiros insistem em levar tudo que transportam em viagens, nos compartimentos de bordo.

Vez por outra os comissários de bordo têm que intervir para evitar esses abusos. Existem passageiros “malas”, que trazem consigo dezenas de sacos de compras, inclusive garrafas de vidro, o que significa perigo para todos a bordo, além de malas enormes, que tentam a força encaixar nos compartimentos pequenas destinados a mochilas e bolsas de transportes pessoal. Estes são os passageiros mau educados e sem noção do ridículo, que quando viajam para fora do país passam vexames.

Os educados: a bordo só são permitidas pequenas bagagens de mão

Para tentar evitar esses micos o site Kayad desenvolveu um aplicativo de medição de medição de bagagens com base na tecnologia de realidade aumentada. A ideia surgiu da necessidade que os passageiros têm, principalmente os “malas”, em saber se sua bagagem de mão está dentro dos padrões exigidas pela companhia aérea que vai viajar e se cabe no compartimento.

“Um ponto delicado na experiência de viagem é que você começa a se preocupar se sua mala irá caber no bagageiro, e agora temos uma ferramenta que pode ajudar”, destacou o diretor de Tecnologia do Kayak, Giorgos Zacharia. “Há muitos aplicativos de realidade aumentada que são divertidos, mas este foi projetado para ser realmente útil para os viajantes.”

Como funciona
O primeiro passo é adquirir o aplicativo disponível no site Kayak e depois abri-lo e clicar em “new bag measurement tool”. Em seguida, será solicitado que o usuário escaneie o chão. Essa ação é necessária para ajudar a calibrar as medições. E, em seguida, mover a câmera ao redor da bagagem para capturar seu tamanho. A partir disso, a empresa faz o cálculo.

O aplicativo dará a resposta ao passageiro as medidas exatas da mala como comprimento, largura e altura e depois de comparar as medidas informará se é possível ou não levar a bagagem a bordo e assim evitar o mico e o vexame que se causar aos outros passageiros e ao próprio interessado.  A ferramenta compara ainda as políticas de bagagem para todas as companhias aéreas rastreadas pelo Kayak em uma única plataforma.

A ferramenta está disponível no aplicativo Kayal para todos os dispositivos IOS que executam a partir do sistema 11.3.

Para mais informações, acesse o site do Kayak.

 

Tags:, , , , , , , ,

>Link  

Passagem aérea será mais barata com a Lei do Turismo
   Mozart  Luna  │     8 de setembro de 2018   │     9:21  │  0

 

Os céus do Brasil poderão ficar mais coloridos, com a chegada de aviões de dezenas de companhias aéreas de outros países, que vão oferecer voos doméstico a preços bem abaixo dos cobrados pelas companhias nacionais, que monopolizam a exploração comercial, um verdadeiro desrespeito ao consumidor brasileiro. Entretanto essa realidade pode mudar, basta apenas que os parlamentares votem a nova Lei do Turismo, denominada “céus abertos”, que está travada há dois anos no Congresso Nacional.

A nova Lei do Turismo abre um leque infinito para o desenvolvimento do turismo no Brasil, uma das atividades que mais geram emprego e renda no país. Bastou a informação chegar a uma das maiores companhias aéreas do mundo, a Air Ásia, que logo os executivos da empresa procuraram mais informações junto a Agência Nacional de Turismo (ANAC).

“Foi só comentarmos que o governo brasileiro vinha se movimentando neste sentido, de abrir o capital das companhias aéreas para o capital estrangeiro, que a maior low cost da Ásia manifestou interesse em atuar no mercado brasileiro”, declarou o superintendente de Acompanhamento de Serviços Aéreos da Anac, Ricardo Catanant. Trata-se da Air Asia.
O Brasil é um País com mais de 200 milhões de habitantes e esta entre as 20 maiores economia do mundo, além de ser o maior país da América Latina, e mesmo passando por uma forte crise economia, originada de complicações políticas resolvíveis a curto prazo, o país e um potencial economia mundial com muitas riquezas que vão desde petróleo, ouro e minérios nobres, além de ter um destaque do agronegócio no mundo como o maior produtor de proteína do planeta.

A nova lei do turismo ainda não foi votada porque, existem alguns pontos polêmicos a serem esclarecidos para que os parlamentares cheguem a um entendimento. O principal ponto é a transformação da Embratur (Empresa Brasileira de Turismo) em uma instituição eminentemente técnica e sem ingerência política. Este fato tem gerado descontentamento daqueles parlamentares que adoram sugar o erário público com nomeações de apadrinhados. Esse tem sido o principal entrave para votação projeto “Céus Abertos”, que vai possibilitar a vinda das companhias aéreas interacionais para atuar no Brasil em voos domésticos.

As companhias interessadas

Uma das que confirmaram sua chegada das Iow costs que já está pronta. Além de Norwegian Air e a Avian Argentina (filial da Avianca), que devem estrear em breve as operações de baixo custo no País, e a Flybondi, também argentina, estar próxima de fazer o mesmo, uma conhecida aérea de baixo custo asiática já revelou que tem interesse em atuar em território nacional: a Air Asia.

A Air Asia foi eleita a melhor companhia de baixo custo do mundo pelo Skytrax em julho deste ano, a empresa tem um desejo antigo de voar ao País. De acordo com o superintendente de Acompanhamento de Serviços Aéreos da Anac, Ricardo Catanant, a possibilidade foi manifestada pela companhia malaia durante a 10ª edição do Evento de Negociação de Serviços Aéreos (Ican), em dezembro de 2017.
A gigante Air Asia confirmou que sua atuação no Brasil seguirá o mesmo padrão operacional em outros países asiáticos com suas subsidiárias: Air Ásia Índia, Thai Air Asia X, Air Asia Indonésia são alguns exemplos. Isso permitiria ainda que a aérea asiática realizasse voos domésticos de baixo custo, já que estaria sediada no Brasil.
Norwegain Air
O mesmo objetivo e compromisso foi assumido pela Norwegian Air caso o Brasil aprove a abertura das companhias aéreas ao capital estrangeiro, a diretora de Comunicação e Relações Públicas da transportadora, Charlotte Holmbergh Jacobsson, já adiantou que a empresa também considera abrir uma filial brasileira.

A diretora de Comunicação e Relações Públicas da Norwegian, Charlotte Holmbergh Jacobsson, afirmou que a empresa considera operar trechos domésticos no Brasil caso o País aprove a abertura das companhias aéreas ao capital estrangeiro. A empresa anunciou sua intenção durante reunião com o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, em Estocolmo.

Ceará sai na frente

A Norwegian Air quinta maior empresa de passagens de baixo custo no mundo e a primeira delas a obter autorização da Anac para operar no Brasil, ainda estuda qual será a primeira rota a ser implementada. A disputa está entre Rio de Janeiro e São Paulo, mas o Ceará iniciou uma ofensiva para atrair a Norwegian para Fortaleza, que nos últimos três anos e meio registrou um salto de oito para 48 rotas internacionais operadas semanalmente, inclusive da Gol, Air France/Joon e KLM. Entretanto o governo cearense enfrenta um grande problema que é a violência galopante no Estado, que possui uma das cidades mais violentas o Brasil e o trafico de drogas com uma guerra de facções criminosas em andamento.
O Governo cearense, entretanto, acena com benefícios entre eles está o investimento de US$ 500 mil por rota implementada nos três primeiros anos, para promoção e atração de passageiros. O Ceará ainda isenta do ICMS o querosene da aviação, assim como todos os fornecedores e o reabastecimento das aeronaves com produtos alimentícios. “Temos trabalhado fortemente para transformar Fortaleza num hub do norte da América do Sul”, afirmou Pinho, que também destacou o clima e os atrativos naturais do destino – como o Parque Nacional de Jericoacoara – como diferenciais competitivos do Estado.

Alagoas tem que ir à luta

O governo de Alagoas tem também que ir à luta, trabalhando o marketing internacional como destino, principalmente na Europa e consolidado o estado como destino, já que é o mais vendido pela maior operadora da América Latina, a CVC Turismo. O estado possui uma diversidade de cenários e roteiros considerado completo pelos técnicos em turismo. Reunindo desde lagoas, praias lindíssimas, dunas e piscinas naturais, além do turismo cultural a Penedo, Marechal Deodoro e o maravilhoso Cânions do São Francisco.

O aeroporto internacional Zumbi dos Palmares deverá conquista a categoria Delta (D) para voos internacionais recebendo aeronaves de grande porte ainda este ano, mas será preciso investimento como a instalação de restaurantes, mais lanchonetes e linhas de transporte coletivo vip para turista, com ar condicionado, além de hotel de passagem.

 

Ministro Lummertz
Para o ministro do turismo, Vinicius Lummertz a entrada das empresas com tarifas de baixo custo é fundamental para c desenvolver o turismo em um País de dimensões continentais sem tantas opções de locomoção como o Brasil. “Estou cada vez mais certo de que, em um país com dimensões continentais como o nosso, temos de ter mais empresas operando. Mais concorrência significa passagens mais baratas para o consumidor e um Turismo mais aquecido”, completou. Ele considera fundamental que o Congresso Nacional permita a abertura total das companhias aéreas ao mercado internacional. Com a medida, empresas estrangeiras poderão voar no mercado doméstico se abrirem uma filial em território brasileiro.

Segundo o MTur, enquanto Argentina e Colômbia têm nove e oito companhias aéreas operando as rotas domésticas, respectivamente, no Brasil quatro empresas concentram mais de 99% do mercado.

 

Tags:, , , , , , , , , , ,

>Link