Tag Archives: TAP

Voos são cancelados e aeroportos da Europa vivem um caos
   Mozart  Luna  │     10 de abril de 2018   │     16:27  │  0

Em menos de 20 dias três companhias aéreas europeias anunciaram o cancelamento de voos, devido a greve das tripulações que lutam por melhores condições de trabalho e remuneração. O Velho Continente vive um “boom”no fluxo turísticos causando uma sobre carga nos serviços do setor, principalmente nas companhias aéreas que estão sobre carregando de trabalho os funcionários como no caso da empresa portuguesa TAP que não estaria dando dos dias descanso previstos para as tripulações que se sentem estressadas.

Foram cancelados dezenas de voos não só para diversos países da Europa como também para o Brasil, com destinos a Belo Horizonte e São Paulo. Os passageiros só foram informados no dia da viagem e muitos no próprio aeroporto, quando esperavam embarcar. Um dos casos mais sérios foi o cancelamento de um voo com 26 idosos “reformados” (aposentados) que estão ainda no aeroporto Humberto Delgado em Lisboa aguardando uma solução para hospedagem e alimentação.

 

 

Segundo as entidades sindicais representativas dos trabalhadores está situação coloca em risco a vida de milhares de pessoas que estão voando. Outra companhia aérea europeia que também anunciou o cancelamento de seus voos foi a poderosa alemã Lufthansa que foi pega de surpresa com a decisão das tripulações em não voar até que haja um entendimento com relação as condições de trabalho e ao reajuste dos salários.

Lufthansa cancelou 800 voos deixando cerca de 90 mil passageiros nos aeroportos da Europa, gerando um caos em todos os países e muita revolta de quem escolheu a empresa para voar.

As causas é a uma greve dos trabalhadores da empresa em quatro aeroportos na Alemanha, incluindo o de Frankfurt. Os voos cancelados afetam diretamente cerca de 90 mil passageiros que têm 58 são ligações aéreas de longo curso, de acordo com a companhia aérea.

A Lufthansa publicou um novo horário para os voos de terça-feira e pediu aos passageiros para se informarem sobre a sua situação no site da companhia e nas redes sociais Facebook e Twitter, prometendo ainda que vai dando informações aos que facilitaram os seus contatos.

Antecedência

Os passageiros afetados com os cancelamentos devem chegar aos aeroportos com maior antecedência porque se prevê uma espera maior. A Lufthansa está possibilitando aos passageiros a oportunidade de remarcar seus voos de forma gratuita, mas somente os agendados para o dia 10 de abril a partir dos aeroportos de Frankfurt e Munique para outros nos sete dias seguintes.

A Companhia considera como uma ação de protesto «inaceitável». O sindicato alemão do setor de serviços Verdi convocou uma greve para terça-feira nos aeroportos de Frankfurt, Bremen, Colónia e Munique para pressionar as negociações de um novo contrato coletivo, exigindo para 2,3 milhões de trabalhadores do setor público aumentos salariais de 6% ou de pelo menos 200 euros mensais.

 

 

 

 

 

Tags:,

>Link  

Curso de pós-graduação médica em Penedo é destaque na imprensa nacional
   Mozart  Luna  │     8 de abril de 2018   │     7:08  │  1

O curso de pós-gradução médica no âmbito do SUS (PGSUS) em Penedo começa no dia 16 desse mês e já pauta da imprensa nacional com artigo publicado no último dia 4 no jornal Folha de São Paulo, que destaca a iniciativa da gestão do prefeito Marcius Beltrão com a primeira no Brasil a implantar aulas de medicina com holografia, estudos anatômicos com cadáveres congelados importados dos Estados Unidos e frequência do aluno monitorada por biometria e georreferenciamento.

O artigo da Folha destaca que o projeto é “o primeiro em medicina ancorado na lei 13.243/16, também conhecida como o Novo Marco Legal da Inovação, aprovada em 2016 e regulamentada por meio de decreto presidencial em fevereiro último.

“Entre outros, ele dispensa a obrigatoriedade de licitação para projetos que envolvam inovação e tecnologia e simplifica convênios entre empresas públicas e privadas”, disse o artigo que cita  Alcir Abuchaim, presidente da empresa Even Education and Technology, responsável pela plataforma do PGSUS dizendo que  “o Brasil era muito atrasado nas questões de inovação. Como você vai inovar se tudo tinha que passar por licitação e a única coisa que importava era o menor preço e não a qualidade do resultado”.

Forma de contrato

A iniciativa instalada em Penedo cria uma situação nova na relação de trabalho para os médicos, que passam a ser contratados e remunerados para realizar o curso.  “Se por um lado, a nova lei desburocratiza processos, por outro gera polêmica. No caso do PGSUS, os médicos serão contratados para estudar e trabalhar em unidades de saúde como bolsistas sem vínculo empregatício”, diz o artigo da Folha de São Paulo.

O professor de clínica geral da Universidade de São Paulo (USP) Gustavo Gusso, os médicos chegam despreparados para atuar na atenção primária e, por isso, a pós-graduação é bem-vinda. Ele lembra, porém, que é preciso saber o que acontecerá com os profissionais após a formação e se o projeto terá continuidade nas próximas gestões.

“É uma forma que os municípios estão encontrando para fraudar o contrato de trabalho, de se livrar dos encargos trabalhistas, de precarizar da mão de obra médica e de privatizar as unidades de saúde”, diz Jorge Darze, presidente da Fenam (Federação Nacional dos Médicos).

Segundo ele, experiências anteriores com médicos bolsistas mostram que, embora os programas se apóiem na figura de um preceptor que dará o assessoramento técnico ao aluno, na vida real, isso acaba não acontecendo.

“Não há cargos destinados aos preceptores. Já vi médico sendo preceptor em um hospital e bolsista em outra unidade. Isso não é uma assistência de qualidade”, afirma.

 Instituições envolvidas

 O projeto inédito no Brasil já começa envolvendo Instituições de ensino acadêmico de bom conceito nacional como a Unirio (Universidade Federal do Estado Rio de Janeiro), o Instituto de Pós-Graduação Médica Carlos Chagas, a MARC (Miami Anatomical Research Institute), além da Prefeitura de Penedo.

O projeto inicia com 13 bolsas, de R$ 7.500 (urgência e emergência) e R$ 11 mil (medicina de família). O curso dura três anos, mas a grande novidade mesmo está nas aulas práticas que vão acontecer nas unidades de saúde, com atendimentos reais de pacientes sob supervisão de um médico preceptor e com o uso de cadáveres congelados para aulas de anatomia. Os corpos serão importados dos EUA pelo instituto Marc, parceiro do projeto e considerado o maior centro de treinamento do mundo nessa área.

No Brasil

A legislação brasileira exige que os corpos usados em pesquisa devem ser conservados em formol ou glicerina. A vantagem do cadáver congelado, segundo Ribeiro, é que o método preserva as estruturas anatômicas, uma das grandes vantagens nesse método.

Segundo os especialistas no assunto a dissecação em cadáveres congelados é possível observar os vasos sanguíneos e por onde passam os nervos. Já com o formol não há preservação da cor e das estruturas, mas a importação dos corpos precisa do aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Pelas regras americanas, depois de usado em pesquisa, o corpo precisa ser cremado e as cinzas, dadas à família.

 Aulas holográficas

Todos os  médicos bolsistas receberão  um tablet para assistir as aulas. Na verdade esses equipamentos serão usados recursos tecnológicos como a holografia, metodologia que possibilitará uma economia de custos do curso e caminho pelo qual a educação e formação acadêmica iniciam a trilhar.

Os médicos bolsistas serão monitorados por biometria, reconhecimento fácil e radiofrequência para evitar fraudes, como médicos que faltam ao trabalho e outra pessoa marca sua presença.

Para Daniel Soranz, ex-secretário municipal de saúde do Rio que coordenará a área de medicina de família do PGSUS, o maior desafio será manter um grupo de alunos de qualidade na medicina de família, que segundo estudo realizado pela USP e o Conselho Federal de Medicina (CFM) possui 20% de vagas para serem preenchidas devido a pouco procura.

 

Tags:, , , , ,

>Link  

TAP cancela voos porque pilotos se negam a trabalhar em dias de descanso
   Mozart  Luna  │     29 de março de 2018   │     18:41  │  0

 

A TAP, companhia aérea portuguesa cancelou  cancelou 36 voos desde segunda-feira (26) , inclusive para cidade do Rio de Janeiro. O motivo foi  a decisão dos pilotos em trabalharem nos dias destinados ao descanso. Os profissionais alegam que isto implica situação de risco para os voos.

Os passageiros foram pegos de surpresa no aeroporto Humberto Delgado em Lisboa com os cancelamentos que causou vários problemas. Um dos voos para o Brasil atrasou em uma hora, segundo  o relato de um empresário brasileiro.Segundo ele os passageiros do voo 011 da TAP com destino a Recife no Brasil,  teve que aguardar para embarcar cerca de uma hora dentro de um ônibus, no aeroporto Humberto Delegado, em Lisboa.

Os passageiros tomaram conhecimento do motivo do cancelamento dos voos da TAP, e ficaram  preocupados, já que se tratava das condições físicas dos pilotos que estava ameaçada por falta de dias de descanso.

Segundo ainda o empresário brasileiro, que pediu para não ser identificado, a TAP não deu qualquer satisfação aos passageiros que embarcariam para o Brasil.

“Depois de esperarmos tanto tempo embarcamos em uma aeronave velha”, declarou o empresário que faz o voo entre Recife e Lisboa rotineiramente. “O aparelho que faz este voo tem sempre sido um A 330 com as novas pinturas do aniversário da TAP, mas desta vez colocaram um “sucatão” para os brasileiros”, desabafou o empresário que torce para que a Air France outra companhia aérea quebre o monopólio da TAP com voos para o Brasil.

Sem Justificativa

 

A imprensa portuguesa chegou a criticar a TAP pela falta de informação da companhia em não dar satisfações sobre motivo do cancelamento dos voos. Segundo ainda a imprensa portuguesa  até mesmo a agência Lusa, que questionou a transportadora, que não respondeu ao órgão público sobre os motivos para dezenas de cancelamentos.

A Agência Lusa contactou na segunda-feira (26) ao final da tarde fonte oficial do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) sobre a referida recusa dos pilotos em trabalhar em dias de folga e de

descanso semanal, mas fonte oficial recusou qualquer comentário sobre a iniciativa.

 

Sobre os cancelamentos observados na página da internet da empresa gestora dos aeroportos nacionais, a «TAP lamenta os cancelamentos e está a atuar para minimizar os impactos junto

dos seus passageiros», segundo uma resposta enviada à Lusa.

Na contabilização feita hoje, os voos cancelados incluem destinos como Abidjan, Lome e Rio de Janeiro, além das regiões autônomas e várias cidades europeias.

 

Tags:, , ,

>Link  

Recorde de voo regular no ar com 17 horas entre Austrália e Reino Unido
   Mozart  Luna  │     27 de março de 2018   │     11:41  │  0

O primeiro voo diretor entre a Austrália e o Reino Unido ocorreu no com sucesso sábado passado com um avião 787-9 Dreamlier da companhia aérea Qantas que cumpriu um percurso de 14.498 quilômetros sem escalas. No total foram 17 horas no ar sem abastecer.

A noticia foi dada pela agência de notícias espanhola EFE. O 787-9 Dreamlier estava com mais de 200 os passageiros a bordo, que começou na cidade de Perth, no oeste da Austrália, às 19:00 horas e 11:00 horas em Lisboa, sábado (24) e terminou às 05:02 de domingo (25) no aeroporto de Heathrow, em Londres (mesma hora em Lisboa).

A nova rota é 24% mais extensa do que o serviço mais longo oferecido até agora pelo Reino Unido, o voo operado pela empresa Garuda Indonésia entre Heathrow e Jacarta, uma rota sem escalas de 11.707 quilômetros. É também cerca de três horas mais rápida do que as rotas que envolvem paragem no Oriente Médio para mudar de avião ou reabastecer.


Alan Joyce, presidente da Qantas, defendeu que a nova rota “muda o jogo” e lembrou que os voos oferecidos até agora, entre Austrália e Reino Unido, conhecidos como “a rota canguru”, duram quatro dias e envolvem sete escalas.

O anúncio da inauguração desta nova rota ocorreu no final de 2016, depois de a empresa e o aeroporto de Perth chegarem a acordo para este voo poder usar o terminal doméstico.

Tags:, , , ,

>Link  

Problemas no aeroporto de Maceió impedem voos da Europa
   Mozart  Luna  │     7 de março de 2018   │     9:05  │  3

 

Os operadores portugueses alegam que problemas existentes no aeroporto Zumbi dos Palmares em Alagoas constituem o maior entrave para que o estado possa receber os voos regulares da TAP e também charters direto de Lisboa.

Segundo um dos operadores portugueses, que pediu para não revelar seu nome, o aeroporto de Maceió – como é mais conhecido em Portugal – ainda não está classificado na categoria Delta (D), que possibilita descer aeronaves de grande portes que atravessam o Oceano Atlântico.

Essa reclassificação já foi solicitada há mais de um ano e chegou a ser anunciada pelo ministro dos Transportes Maurício Quintella. para acontecer em dezembro do ano passado.

Todos os anos, o aeroporto Zumbi dos Palmares recebe no final do ano o único voo charter vindo de Lisboa, que aterrissa para buscar alagoanos que vão passar o réveillon em Portugal.

Para isso é solicitada uma autorização especial que sempre leva muito tempo para se concedida. “Isso gera um estresse tremendo e muitas vezes achamos que essa autorização não vai sair. Por isso já pensamos em tirar da rota definitivamente a descida em Maceió”, desabafa o operador.

A 330 da TAP, que faz voos regulares entre Lisboa e Recife não consegue descer em Maceió por falta de estrutura do aeroporto

Missão oficial

O presidente da ABIH/Alagoas, Milton Henio Vasconcelos e secretários de turismo de Maceió, Jair Galvão  e de Alagoas, Rafael Brito participaram da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), e foram cobrados pelos operadores portugueses sobre a reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares e a melhoria das condições de funcionamento.

A comitiva oficial que esteve na BTL vem trabalhando para reconquistar o mercado de turistas portugueses que foi perdido há cinco anos depois de problemas com um hotel de Maragogi.

Um problema considerado sério que “queimou” o destino junto as operadores de turismo de Lisboa. Entretanto as reclamações também recaíram sobre as péssimas condições em que se encontra o aeroporto Zumbi dos Palmares.

             Aeroporto Zumbi dos Palmares, abastecimento de um avião            de voos domésticos regulares. Aviões de pequeno porte. 

 

Problemas estruturais

O aeroporto Zumbi dos Palmares apresenta vários problemas estruturais considerados pequenos e que poderiam ser resolvidos rapidamente. Um deles é colocar à disposição do abastecimento das aeronaves uma carreta tanque de combustível, porque o que existe atualmente mal dá conta dos aviões domésticos.

Aeroporto Humberto Delgado em Lisboa, os gigantes A 330 que vão para Salvador, Recife e até Natal no Rio Grande do Norte, menos Alagoas. 

Para abastecer os A 330 e A 340, verdadeiros gigantes que cruzam o Oceano Atlântico ligando a Europa a America Latina necessitam de carretas para o abastecimento e não “carrinhos de brinquedo como existe atualmente”, disse um operador que lamenta esses problemas em Alagoas.

Outro entrave apontado pelos operadores é com o aparelho de ar condicionado do terminal de embarque internacional, que está sem funcionar, além de colocar à disposição dos passageiros pelo menos uma lanchonete que venda água, café e lanches. “É um absurdo as condições atuais do terminal internacional. É uma brincadeira!”, disparou outro operador. Os passageiros têm que pedir aos policiais federais para comprar água mineral tomar porque não há no terminal internacional. Também não existe uma escada maior para desembarque de passageiros que chegam em os aviões A 330, no caso de necessidade.

Ministro

O ministro dos transportes Maurício Quintella disse que tudo que a Infraero podia fazer para a reclassificação do aeroporto ocorrer foi feito, mas agora depende da Prefeitura de Rio Largo que até agora não enviou para o órgão as solicitações feitas.

Com relação ao funcionamento dos aparelhos de ar condicionado da área internacional de embarque o ministro disse que está sendo realizado um investimento na ordem de R$ 3 milhões em um sistema novo.

Já com relação ao caminhão tanque que realiza o abastecimento o ministro disse que estará colhendo mais informações junto ao superintendente da Infraero em Alagoas.

O ministro Mauricío Quintella ressaltou que tem feito tudo para que os problemas do aeroporto Zumbi dos Palmares sejam sanados para que esteja habilitado a operar com voos internacionais vindos da Europa.

 

Tags:,

>Link