Tag Archives: https://www.facebook.com/RestauranteEcologicoCastanho/videos/1271467462865963/

As belezas e as delícias de Penedo
   Mozart  Luna  │     7 de outubro de 2018   │     8:00  │  0

 

 

A bela cidade dos sobrados, Penedo, proporciona aos visitantes a oportunidade de provar de da culinária ribeirinha que vai desde os exóticos pratos de jacaré e a temida piranha, até o surubim ensopado e a pilombeta frita. A cidade dispõe de bons restaurantes, instalados em locais lindos e bem caraterísticos da historicidade que a bela Penedo proporciona a quem gosta de arte, cultura e rio São Francisco.

Penedo é uma volta ao passado, que conta um pouco da história do Brasil e de Alagoas, considerada a mais bela de todo São Francisco, que cenário serviu de gravação de vários filmes e seriados nacional.

Mas vamos trazer hoje para nossos leitores dois restaurantes bem típicos instalados em locais privilegiados em Penedo. O primeiro é o tradicionalíssimo Forte da Rocheira, que comemora 36 anos de funcionamento, talvez o restaurante mais antigo de Alagoas. A história do Forte da Rocheira é feita de glamour.

Construído sobre uma rocha, fato que se ocorresse hoje não poderia ter sido realizado, devido as rígidas leis ambientais vigentes. Mas graças ao tempo temos hoje esse belo e romântico restaurante, instalada em um local único, de frente para o rio São Francisco.

Inaugurado por Glória Menezes

Sua inauguração ocorreu em 1981 pela atriz Glória Menezes, durante o Festival Nacional de Cinema, que sempre ocorria em Penedo, até se mudar para Gramado no Rio Grande do Sul. Um fato que até hoje ninguém consegue explicar.

Segundo o gerente Argemiro Gonzaga, que comandou a casa durante até se aposentar a Rocheira, como é chamado carinhosamente sempre foi o restaurante mais charmoso de Alagoas e procurado pelas estrelas do cinema nacional. “Nestas cadeiras sentaram os atores e atrizes mais famoso do Brasil como Tarcísio Meira, Vera Ficher, Francisco Cuoco e tantos mais”, relata ele.

Argemiro disse que havia um painel com fotos dos famosos que frequentavam o restaurante Forte da Rocheira, mas que o tempo estragou. Entretanto o local ainda é bastante procurando pelos turistas, que desejam um ambiente romântico e também provar o tradicional jacaré, prato mais consumido do cardápio. O jacaré servido é oriundo de um criatório em Maceió e é autorizado sua comercialização pelos órgãos ambientais.

Forte Príncipe Nassau

O restaurante Forte Príncipe Nassau é outro grande restaurante instalado no centro histórico da bela cidade de Penedo. Localizado do lado do Palácio Municipal e na Casa da Aposentadoria, onde há 400 anos estava um forte construído pelos holandeses durante o período do Brasil holandês.

O restaurante Forte Príncipe Nassau possui um terraço para o rio São Francisco que proporciona um belíssimo pôr do Sol. Lugar lindíssimo que não deve deixar de ser visitado por quem vai a Penedo. No cardápio estão também o tradicional jacaré e a piranha, mas atualmente o mais pedido é o camarão gigantes da Malásia ensopado com pirão.

Esse prato veio para substituir o saboroso pitú do São Francisco, cuja captura está proíbida há muito tempo. O camarão da Malásia é produzido em cativeiro por um empresário chinês, Lian Fang, que se instalou em Igreja Nova e vem suprindo o mercado consumidor de Alagoas.

Segundo Lian Fang, um dos projetos dele é criar também piranha em cativeiro O prato tem sido muito procurado já que existe o comentário de que é afrodisíaco., entretanto os pescadores têm medo de pescar esse peixe carnívoro.

NO LITORAL SUL VOCÊ TEM GRANDE RIO 

Capela de Nossa da Corrente

 

Depois de saborear um jacaré, piranha, pilombeta e o camarão gigante é hora de fazer a digestão descendo a ladeira em direção a orla fluvial para visitar a belíssima capela de Nossa Senhora da Corrente, considerada por um diretor do meus do Louvre, na França em Paris, a mais bela do mundo.

A capela foi construída em 1765,( 253 anos) por uma família tradicional portuguesa antiescravagista, que abrigava negros que fugiam dos engenhos. Em um dos alteares laterais existe uma porta falsa onde se escondiam cerca de 4 pessoas adultas. Os abolicionistas falsificavam cartas de alforria, documento que dava a liberdade a esses ser humanos submetido a uma das piores condições humanas.

O Brasil foi o último país do mundo a abolir os escravos, constituindo em das vergonhas de nossa história, devido a ganância dos senhores de engenho e as oligarquias agrária, que enriqueceu às custas do suor e do sangue dos negros. Uma dívida moral e espiritual que ainda não foi paga.

A capela de Nossa Senhora da Corrente possui todos os detalhes da riqueza e da sofisticação da época, com seu piso trazido parte de Portugal e parte da Inglaterra. Mas a riqueza da capela está também nos 11 painéis de azulejos, também português, que contam a história de Jesus de Nazaré, com detalhes e traços perfeitos de um artista desconhecido, mas que impressiona especialistas.

Hoje a Capela de Nossa Senhora da Corrente está aberta para visitação pública gratuitamente no horário de 8 às 16 horas de terça-feira a sábado 9 às 16 horas e no domingo das 9 às 15 horas.

ASSISTA A REPORTAGEM NO PROGRAMA CONHEÇA ALAGOAS DA TV MAR

 

Tags:, , , ,

>Link  

MFTur é destaque no 4º Congresso Náutico em São Paulo
   Mozart  Luna  │     6 de outubro de 2018   │     9:22  │  0

 

O turismo foi a terceira atividade econômica que mais gerou empregos ano passado no Brasil com cerca de 200 mil novo postos de trabalho e atualmente constitui um setor, para o qual estão voltados investimentos que podem ajudar ao país a sair da crise econômica e principalmente reduzir os altos índices de desemprego no Brasil, que já atinge 13 milhões de pessoas.

Para reunir empresários e parceiros da atividade turística no Brasil, acontece todos os anos a maior feira do setor que é a EXPO/ABAV, que este ano ocorreu no Parque Anhembi em São Paulo, reunindo cerca de 23 mil participantes. Umas das modalidades da atividade turística que mais vem crescendo dentro do setor é o turismo náutico e para avaliar a dinamização e as novidades foi O São Paulo Boat show, no 4 º Congresso Náutico, com o tema: investimentos em turismo náutico. O evento contou com mais de 200 profissionais, investidores e gestores do segmento do turismo náutico das regiões Sul, Sudeste.

A MFTur, umas das maiores empresas do setor, foi a única que representou o Nordeste, através do gerente Genilson Aragão, que neste momento também responde pela pasta de Turismo, Cultura e esporte no município de Canindé do São Francisco.
Segundo Genilson Aragão, o Congresso Náutico discutiu os investimentos em torno da indústria, dos serviços e comércio e é impressionante os números que este setor apresenta, propiciando um elevado número de profissionais engajados em varias atividades e o quanto o setor contribui para o desenvolvimento econômico do país, só no estado de São Paulo o turismo emprega cerca de 30 mil profissionais com salário médio de R$ 2.000,00.

O gerente da MFTUr disse ainda que no Brasil cerca de 150 mil profissionais ocupam postos de serviços no setor do turismo náutico, com uma renda per capta média de R$ 1.659,00. “Essa mão de obra está empregada em estaleiro, construção civil; comércio de barco e acessórios estrutura de apoio náutico, abastecimento, manutenção; hotelaria, restaurantes, entretenimentos e atividades turísticas além da indução de uma cadeia de outras atividades”, declarou ele.

Participação da MFTur

Genilson Aragão disse que no Nordeste, a atividade do turismo náutico na região que compreende os estados de Sergipe, Alagoas e Bahia, possui mais de 20 embarcações sendo usadas para passeios nos Rio São Francisco. “A MFTUR propicia mais de 500 empregos diretos e indiretos fomentando a economia deixam região considerada pobre”, disse ele.
O Congresso contou com apresentação de varios palestrantes dentre os quais o Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que falou especialmente sobre o Fungetur, um fundo de apoio ao setor público e privado, no qual a Mftur foi a primeira empresa turística do Nordeste, a utilizar desse fundo através do Banese, para aquisição de 10 embarcações, fato citado pelo ministro quando se falava em investimentos náuticos no Nordeste.

 

Para Genilson Aragão disse que também foi convidado para participar do Fórum Paulista de Turismo Náutico, com um intuito de criar um núcleo deste fórum e toda extensão do rio São Francisco.

 

Tags:, , , ,

>Link  

Descoberta de tesouro na Foz do São Francisco completa um ano
   Mozart  Luna  │     5 de outubro de 2018   │     7:00  │  0

 

 

Este ano completa um ano da descoberta de um tesouro em moedas e algumas joias na Praia do Pontal do Peba, na Foz do rio São Francisco, sem que até agora se tenha uma posição oficial, quanto a origem ou inicio de ação de investigação e pesquisa de sua origem. O material começou a surgir nas areia da praia de forma expontânea, segundo os  moradores, que perceberam que algo estava brilhando nas areias.

Dai  por diante a cada dia um novo achado surgia de acordo com a ação das mares como o aparecimento de joias e mais moedas antigas. Um anel de ouro com brilhantes foi um dos grandes achados,  além de pulseiras e gargantilhas, que surgem quando a maré baixa descobrindo o solo argiloso, que tem sob o mar e as areias do peba, em uma localidade conhecida como Massapê.

No início dessa semana foi encontra uma das moedas mais antigas do tesouro da Praia do Peba, que data de 1753.  Tudo começou com a mudança da maré e dos ventos que proporcionaram que uma parte das areias da praia fossem descobertas fazendo surgir moedas antigas e joias que brilhavam sob o sol.

Vasos e pratos

O achado do anel de ouro com brilhantes foi acompanhado também de pedaços de vasos e pratos antigos o que caracteriza que no local havia uma habitação que provavelmente foi destruída com o avanço do mar, que ocorreu com o recuo das águas do rio São Francisco em sua Foz.

Toda geografia do litoral da região, dos dois lados da Foz do São Francisco sofreu uma grande mudança, devido a construção das barragens da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

O fantasma da Foz

Várias partes do continente estão agora cobertos pelas águas do Oceano Atlântico, que avançaram destruindo povoados inteiros como o Cabeço, que existia na Foz do São Francisco e o mesmo deve ter ocorrido na Praia do Peba ( VEJA VÍDEO ABAIXO).   Do lado sergipano da Foz do São Francisco o cemitério e um conjunto de 100 casas além do antigo farol de sinalização estão agora dentro do mar. O farol de Cotegipe é uma obra de arte todo em bronze, fabricado ainda durante o Brasil.

O velho Farol ainda permanece firme, mesmo com os seus 143 anos de idade, enfrentando a força do mar. Trata-se do velho farol de Cotegipe, que foi erguido em 1873, pelo ministro do Império brasileiro, João Maurício Wanderley, o barão de Cotegipe, por ordem do imperador Dom Pedro II.

Uma das maravilhas de Alagoas

Do lado alagoano da Foz também um agrupamento de casas do povoado conhecido como Pontal foi coberto não pelas águas, mas pelas areias das dunas gigantescas que fazem parte desse cenário lindíssimo, que forma a Áreas de Preservação Ambiental (APA).  Até uma pequena igreja está sob as dunas, que se transformaram em atração turística em Alagoas, sendo hoje o local mais visitados por turistas que visitam a Foz do Rio São Francisco.

O achado do chamado “tesouro da Praia do Peba”, chamou a atenção da mídia nacional que já deslocou para Piaçabuçu equipes de TV. Entretanto só não as autoridades públicas e instituições como o Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) se preocuparam em preservar o local e realizar pesquisa sobre o assunto.

ASSISTA O VÍDEO

 

 

Tags:, ,

>Link  

Porto de Pedras é ponto de parada para o turismo ecológico e cultural
   Mozart  Luna  │     3 de outubro de 2018   │     18:00  │  0

IMG_9340

Praias lindíssimas e rios que abrigam a mascote da cidade, o peixe-boi-marinho, além de ter uma história importante no processo de colonização da região Norte de Alagoas, assim é Porto de Pedras. Um o primeiro ancoradouro de Alagoas das naus que vinham da Europa. O município está localizado a 130 quilômetros de Maceió, pela rodovia estadual AL 101 Norte, conhecida como a Rota Ecológica.

Porto de Pedras tem atrativos não só naturais como culturais como a misteriosa capelinha que guarda em seu interior a esfinge de um dragão de madeira, um mistério até hoje não decifrado. O município recebeu também a visita do imperador Dom Pedro II, em seu roteiro pelo Brasil. Lá ele descansou a sombra de um oitizeiros centenário, antes de tomar a estrada para Porto Calvo. O caminho realizado pelo monarca ficou conhecido como a Estrada do Imperador e hoje foi  existe uma rodovia que vai até Porto Calvo, outra cidade importante para história do Brasil.

IMG_9341

Também em Porto de Pedras existe uma das últimas edificações no inicio da colonização de Alagoas, conhecida como a antiga cadeia pública, porque do século 17 a 19 funcionou a sede administrativa do município e depois a delegacia de polícia. Incrível, mas a delegacia de polícia somente foi desativa no inicio do século 21.

IMG_8271

A velha edificação – testemunha de vários períodos de nossa historia deverá ser recuperada graças a uma parceria do Governo do Estado e a administração do prefeito Henrique Vilela, transformando-se em um ponto de visitação turística no município.

IMG_9350

Belezas Naturais

Porto de Pedras é um paraíso cravado no Litoral Norte e que despertou a curiosidade do turismo nacional graças ao seu garoto propaganda que é o peixe-boi-marinho, que possui uma base de reintrodução para natureza. O local é mantido pelo Instituto Chico Mendes para Preservação da Biodiversidade (Icmbio), que realiza a fiscalização de toda região, que forma a Área de Preservação Ambiental (APA) Costa dos Corais.
IMG_9346

Atualmente a base de reintrodução do peixe-boi-marinho é um ponto turístico de visitação, passeio esse que é realizado somente por uma associação de moradores, que se organizou para e leva os visitantes para conhecer o local.

Os moradores se organizaram para realizar passeios pelo rio Tatuamunha, para visitar a base do peixe-boi-marinho. Por dia só é permitido 70 pessoas visitem o local das 9:30 até às 16 horas. As embarcações utilizadas são à remo e é proibido o acesso de barcos a motor por esse trecho do rio . O passeio dura cerca de uma hora e custa R$ 50,00. Todo dinheiro arrecadado é dividido pelos associados que receberam treinamento para realizar essa atividade do turismo sustentável e ecologicamente correto.

Mas os atrativos de Porto de Pedras não se resume apenas ai, já que as praias do município são consideradas as mais lindas do trecho da chamada rota ecológica. O município dispõe de pousadas e restaurantes que oferecem uma gastronomia regional deliciosa e com  preços mais baixos de toda região. Tanto assim que o local mais procurado pelos turistas é o Restaurante da Marinete, localizado na sede do município próximo a orla.

IMG_9355IMG_9353

 

Tags:, , , , ,

>Link  

EXPO/ABAV termina com saldo tímido e ausência de estrangeiros
   Mozart  Luna  │     29 de setembro de 2018   │     9:13  │  0

 

 

Participantes reclamaram da péssima estrutura do local do evento 

A maior feira de turismo da América Latina, a EXPO/ABAV 2018 terminou nesta sexta-feira com um resultado um pouco melhor que 2017, com cerca de 20 mil participantes. O volume de negócios foi avaliado em R$ 109 milhões pelos organizadores, e foi considerado tímido pelos empresários, que reclamaram da infraestrutura do local, pois chegou a faltar energia, comprometendo a programação do evento.

Para Alagoas a notícia boa foi a informação de que somos o segundo estado a ter o segundo maior número de voos para temporada dezembro 2018/19, com a disponibilidade de 39 mil assentos e voos diários saindo das principais capitais e cidades do Brasil. Maceió continua sendo o destino mais vendido da CVC.

Contudo a 46 º EXPO/ABAV foi considerada melhor que a do ano passado, quando os cortes no orçamento do Ministério do Turismo afetaram bastante a realização do evento, fechando em R$ 100 milhões de negócios, nas avaliações mais otimistas.

Estande de Alagoas na EXPO/ABAV, considerado simplório e sem destaque pelos empresários

Vale destacar que mais uma vez os estados nordestinos de Pernambuco e Bahia deram um show a parte, se destacando pela criatividade e compromisso com atividade turística. Lembrando que esses estados também foram destaque na Bolsa de Turismo em Lisboa, realizada em março desse ano e já anunciaram que em 2019 vão arrasar atraindo mais investidores para seus estados. Já o estande de Alagoas, foi classificado como simplório e sem expressão para um estado que possui o destino mais vendido pela maior operadora de turismo da a América Latina.

Estande do Rio Grande do Norte, nosso concorrente

 

Sem estrangeiros

Uma falta bastante notada foi de participantes internacionais no evento, principalmente as grandes companhias aéreas. Isto demonstra que o Brasil continua em quarentena, devido a tenso clima político que vive, acentuado pelas operações diárias realizadas pelo Poder Judiciário e divulgada com toda pirotécnica da imprensa. Isto causa nos investidores apreensão, medo e repulsa em desenvolver qualquer atividade no país. A instabilidade política, econômica e jurídica tem contribuído para afugentar empresários internacionais.

CVC é destaque

Em meio ao saldo negativo do evento é necessário destacar alguns pontos positivos como a melhoria do apoio do MTur ao evento a qualidade dos participantes (tanto autoridades, como buyers e expositores), a volta da CVC ao evento (como CVC Corp e suas marcas); o estande da Abracorp, com apoio da Gol/Delta/Air France-KLM; os eventos paralelos de entidades, o que fortalece o encontro; a variedade de produtos expostos; o otimismo do trade; a grande presença de agentes de viagens, de todos os portes e os estandes âncora, como os já citados da Abracorp e CVC Corp, e ainda os da Avianca, MTur, Bahia, Pernambuco, Travelport, ABR.

Grou Turismo presente e fazendo sucesso na EXPO/ABAV 2018

As atenções agora se voltam para o próximo ano, mas os organizadores já adiantaram que o local será o Expo Center Norte de 25 a 27 de setembro em São Paulo. A promessa é que se vai trabalhar para melhorar a EXPO/ABAV principalmente atraindo empresas estrangeiras, já que o Brasil tem atualmente o registro de um número ridículo 6 milhões de recebendo de turistas internacionais, fruto da violência que assola cidade consideradas cartões postais do país como Rio de Janeiro.

 

 

 

Tags:, , , , , , ,

>Link