Tag Archives: canions do sao francisco

Aeroporto tem redução de voos e concorrentes crescem
   Mozart  Luna  │     17 de fevereiro de 2019   │     21:34  │  0

 

Os números do primeiro mês 2019 apontam uma queda de 1% dos voos domésticos no aeroporto Zumbi dos Palmares e 86% nos internacionais. Os dados são de um relatório da Infraero. Em contrapartida destinos como João Pessoa cresceu 10%, Natal 4% e Fortaleza com todo clima de violência atingiu os 19,7%, graças a ações de marketing em Portugal e França.

Janeiro sempre foi um mês onde os números da atividade turística apontam o pico nos gráficos anteriores. Essa queda ainda não preocupa o trade, porque pode ser recuperar em fevereiro e até mesmo após o Carnaval.

 

Ainda não se pode afirma as causas da queda nos voos no aeroporto Zumbi dos Palmares, mas pode está ligado a situação politica no Congresso Nacional, onde propostas de mudanças trabalhistas e da previdência deixou muita gente preocupadas com o futuro de seus empregos e aposentadorias.

 

Também vale lembrar que o aeroporto Zumbi dos Palmares sempre teve problema para obter autorizações para voos internacionais, porque ainda não está classificado na categoria “D” (Delta). Outro fato que pode ter contribuído para redução dos voos aliado é a informação da realização de obras na pistas e nivelamento de caixas e remoção de morrotes do SBMO, revitalização de balizamento e implantação de sinalização vertical da PPD do SBMO. As obras começam no dia 18 de março e a previsão de conclusão é 18 de maio. Mas segundo empresário do setor a divulgação caiu bastante nos últimos meses de 2018, fato que vem se refletindo no fluxo de turistas.

 

Com relação as boras, a Infraero já avisou as companhias aéreas, que vai interditar o funcionamento do aeroporto em alguns horários, principalmente durante a madrugada. Algumas empresas já estão emitindo aos clientes o alerta para mudanças de voos e mudanças de voos para outros aeroportos.

 

Bancada e o trade

A bancada federal alagoana esteve com representantes do trade turístico reunida e recebeu do setor um documento, relatando algumas prioridades como a votação da Nova Lei do Turismo, que propõe mudanças importantes para o avanço da atividade, além de alguns problemas domésticos, como fiscalização da atividade de aluguel de imóveis por temporada e saneamento básico dos principais polos turístico, que estão sofrendo com a contaminação de suas praias.

 

Um dos assuntos mais importante que merece a atenção não só da bancada federal é quanto a realização de ações de divulgação em destinos com economia saudável, principalmente da Europa e Estados Unidos e China.  O assunto teve como endereço a Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Turismo (Sedetur), que possui já um projeto de marketing para divulgação da região do rio São Francisco (Penedo, Piranhas e Delmiro Gouveia), protocolado aguardando liberação dos recursos para iniciar as ações.

 

Tentamos ouvir o deputado federal Marx Beltrão, coordenador da bancada federal e vice-presidente da Frente Parlamentar de Turismo, enviando para seu WhatsApp as perguntas, mas não obtivermos resposta.

 

Já o presidente da Associação Brasileira da Industria Hotelaria (ABIH), Milton Ênio Vasconcelos, respondeu que a reunião foi um primeiro contato e que o setor aguarda com ansiedade as ações da bancada federal na defesa do turismo, não só em Alagoas, mas também de todo no Brasil.

 

 

 

 

 

Tags:, , , , ,

>Link  

Brasil não é divulgado na Europa, diz pesquisa
   Mozart  Luna  │     25 de janeiro de 2019   │     23:05  │  1

 

Uma pesquisa realizada pela Eurosat constatou que 74% dos portugueses não viajam para fora do país por três motivos, sendo o primeiro deles a falta de motivação (53,1%), devido a falta de campanhas de marketing dos destinos turísticos. O segundo motivo foi por questões de saúde (26,5%) e compromissos familiares (18,7%). Os dados apresentados pela pesquisa devem ajudar ao Brasil a trabalhar campanhas de divulgação para atrair o turista europeu, e no caso específico o português. Alagoas já possui um projeto em andamento na Sedetur, que tem o objetivo de divulgar os atrativos turísticos alagoanos.

Concorrência cubana

Nos últimos anos o Brasil, perdeu 30% dos turistas europeus para países do Caribe, principalmente para Cuba, que se transformou no principal concorrente brasileiros no mercado europeu. O país de Fidel Castro abriu suas portas para receber os turistas e também para investimentos. Dados divulgados por operadoras portuguesas informam que os voos charters que chegam a Havana, conta com isenção fiscal no preço dos combustíveis, que reduzem em 10% os custos e mais abatimentos nas taxas aeroportuárias, que praticamente equivalem a preços irrisórios. Tudo isso aliado as diárias baixas dos hotéis de bandeira internacional instalados em Cuba, que recebe todo tipo de incentivo fiscal.

Outros mercados

O projeto elaborado para divulgar Alagoas na Europa tem o objetivo e mostrar as belezas naturais de uma das regiões mais sofridas, que é o Sertão, assolado ciclicamente pelo fenômeno da seca, mas que possui um dos lugares mais bonitos do Brasil, que são os Cânions do São Francisco.

A pesquisa divulgada pela Eurosat aponta também mercados como a Finlândia com grande polo emissora de turista para o mundo. Para se ter uma ideia em 2016 apenas 8,6% dos finlandeses não viajaram para outros países. Vale lembrar que os turistas dos países nórdicos costumam passar um média de 20 dias viajando.

O Projeto que pretendem realizar mudanças substanciais na atividade turísticas está travado ha anos no Congresso Nacional. Se aprovado daria condições do Brasil se tornar um destino turísticos competitivo, o que faria aumento o fluxo de turista internacionais da Europa, ajudando a reverter os números da balança comercial do turismo. Atualmente o Brasil recebe menos turistas estrangeiros que a Argentina, que ocupa o segundo lugar, na América Latina perdendo apenas para o Mexico.

O Brasil é um país continental que tem cenários dos mais diversificados possíveis uma cultura que promover a alegria, mas que precisa se tornar competitivo.

 

 

Tags:, ,

>Link  

Turismo com aventura de 3 dias pelo Rio São Francisco saindo de Piranhas até à Foz.
   Mozart  Luna  │     11 de outubro de 2018   │     23:29  │  1

 

Uma grande aventura é como se pode resumir a Expedição Opará, que sai de Piranhas até a Foz do Rio São Francisco, num percurso de três dias em um barco totalmente equipado com cozinha, banheiros, ampla aérea de lazer e até redes para descansar e apreciar preguiçosamente as paisagens existentes às margens do Velho Chico. Um roteiro bem parecido com os existentes no rio Amazonas, já que o barco utilizado para Expedição é um idêntico.

Está não é a primeira vez que a Opará faz essa aventura turística pelo rio São Francisco. Segundo Antônio Nunes Lisboa Júnior, diretor da Opará Turismo, o roteiro é maravilhoso com paradas em lugares exóticos existentes às margens do Velho Chico e também ilhas que se formaram com a baixa da vazão.

A Expedição segue o mesmo roteiro que faziam os grandes barcos antigamente, como o Comendador Peixoto, subindo ou descendo o rio, passando por cidades como Traipu, Propriá, Pão de Açúcar e terminando em Piranhas.

Passeios como este deixaram de ser realizado nos últimos três anos, devido a baixa da vazão do rio São Francisco, que causou o assoreamento do leito. Hoje para se realizar o percurso somente com um comandante muito experiente, como o do barco Magnífico, conhecido como o mais capacitado para navegar todo percurso.

Serviço de bordo

O pacote da Expedição inclui a passagem do barco, duas diárias em pousadas, café da manhã, almoço a bordo, musica ao vivo, guia de turismo, transfer de volta a Piranhas. O barco parte de Piranhas no feriadão de Nossa Senhora da Conceição, na manhã do dia 7 de dezembro com pernoite na cidade de Propriá.

O segundo pernoite será em Penedo no dia 8, no Hotel São Francisco, onde será recebido por um grupo folclórico de tradições populares. No dia 9 saída da Expedição para a Foz do Velho Chico, onde os turistas conhecerão as dunas da APA do Peba e banho nas lagoas de água doce. O retorno será no final da tarde de ônibus.

O diretor da Opará Turismo, António Lisboa Júnior disse que está aberto a parceira com outras agencias de viagens e operadoras de turismo para realizar.

Informações: 82 98851-0635/98735-2061

GALERIA DE FOTOS

Tags:, , , ,

>Link  

As belezas e as delícias de Penedo
   Mozart  Luna  │     7 de outubro de 2018   │     8:00  │  0

 

 

A bela cidade dos sobrados, Penedo, proporciona aos visitantes a oportunidade de provar de da culinária ribeirinha que vai desde os exóticos pratos de jacaré e a temida piranha, até o surubim ensopado e a pilombeta frita. A cidade dispõe de bons restaurantes, instalados em locais lindos e bem caraterísticos da historicidade que a bela Penedo proporciona a quem gosta de arte, cultura e rio São Francisco.

Penedo é uma volta ao passado, que conta um pouco da história do Brasil e de Alagoas, considerada a mais bela de todo São Francisco, que cenário serviu de gravação de vários filmes e seriados nacional.

Mas vamos trazer hoje para nossos leitores dois restaurantes bem típicos instalados em locais privilegiados em Penedo. O primeiro é o tradicionalíssimo Forte da Rocheira, que comemora 36 anos de funcionamento, talvez o restaurante mais antigo de Alagoas. A história do Forte da Rocheira é feita de glamour.

Construído sobre uma rocha, fato que se ocorresse hoje não poderia ter sido realizado, devido as rígidas leis ambientais vigentes. Mas graças ao tempo temos hoje esse belo e romântico restaurante, instalada em um local único, de frente para o rio São Francisco.

Inaugurado por Glória Menezes

Sua inauguração ocorreu em 1981 pela atriz Glória Menezes, durante o Festival Nacional de Cinema, que sempre ocorria em Penedo, até se mudar para Gramado no Rio Grande do Sul. Um fato que até hoje ninguém consegue explicar.

Segundo o gerente Argemiro Gonzaga, que comandou a casa durante até se aposentar a Rocheira, como é chamado carinhosamente sempre foi o restaurante mais charmoso de Alagoas e procurado pelas estrelas do cinema nacional. “Nestas cadeiras sentaram os atores e atrizes mais famoso do Brasil como Tarcísio Meira, Vera Ficher, Francisco Cuoco e tantos mais”, relata ele.

Argemiro disse que havia um painel com fotos dos famosos que frequentavam o restaurante Forte da Rocheira, mas que o tempo estragou. Entretanto o local ainda é bastante procurando pelos turistas, que desejam um ambiente romântico e também provar o tradicional jacaré, prato mais consumido do cardápio. O jacaré servido é oriundo de um criatório em Maceió e é autorizado sua comercialização pelos órgãos ambientais.

Forte Príncipe Nassau

O restaurante Forte Príncipe Nassau é outro grande restaurante instalado no centro histórico da bela cidade de Penedo. Localizado do lado do Palácio Municipal e na Casa da Aposentadoria, onde há 400 anos estava um forte construído pelos holandeses durante o período do Brasil holandês.

O restaurante Forte Príncipe Nassau possui um terraço para o rio São Francisco que proporciona um belíssimo pôr do Sol. Lugar lindíssimo que não deve deixar de ser visitado por quem vai a Penedo. No cardápio estão também o tradicional jacaré e a piranha, mas atualmente o mais pedido é o camarão gigantes da Malásia ensopado com pirão.

Esse prato veio para substituir o saboroso pitú do São Francisco, cuja captura está proíbida há muito tempo. O camarão da Malásia é produzido em cativeiro por um empresário chinês, Lian Fang, que se instalou em Igreja Nova e vem suprindo o mercado consumidor de Alagoas.

Segundo Lian Fang, um dos projetos dele é criar também piranha em cativeiro O prato tem sido muito procurado já que existe o comentário de que é afrodisíaco., entretanto os pescadores têm medo de pescar esse peixe carnívoro.

NO LITORAL SUL VOCÊ TEM GRANDE RIO 

Capela de Nossa da Corrente

 

Depois de saborear um jacaré, piranha, pilombeta e o camarão gigante é hora de fazer a digestão descendo a ladeira em direção a orla fluvial para visitar a belíssima capela de Nossa Senhora da Corrente, considerada por um diretor do meus do Louvre, na França em Paris, a mais bela do mundo.

A capela foi construída em 1765,( 253 anos) por uma família tradicional portuguesa antiescravagista, que abrigava negros que fugiam dos engenhos. Em um dos alteares laterais existe uma porta falsa onde se escondiam cerca de 4 pessoas adultas. Os abolicionistas falsificavam cartas de alforria, documento que dava a liberdade a esses ser humanos submetido a uma das piores condições humanas.

O Brasil foi o último país do mundo a abolir os escravos, constituindo em das vergonhas de nossa história, devido a ganância dos senhores de engenho e as oligarquias agrária, que enriqueceu às custas do suor e do sangue dos negros. Uma dívida moral e espiritual que ainda não foi paga.

A capela de Nossa Senhora da Corrente possui todos os detalhes da riqueza e da sofisticação da época, com seu piso trazido parte de Portugal e parte da Inglaterra. Mas a riqueza da capela está também nos 11 painéis de azulejos, também português, que contam a história de Jesus de Nazaré, com detalhes e traços perfeitos de um artista desconhecido, mas que impressiona especialistas.

Hoje a Capela de Nossa Senhora da Corrente está aberta para visitação pública gratuitamente no horário de 8 às 16 horas de terça-feira a sábado 9 às 16 horas e no domingo das 9 às 15 horas.

ASSISTA A REPORTAGEM NO PROGRAMA CONHEÇA ALAGOAS DA TV MAR

 

Tags:, , , ,

>Link  

A carência de museus para o turismo no Litoral Norte
   Mozart  Luna  │     2 de outubro de 2018   │     9:57  │  0

Alagoas é estado pequeno da Federação Brasileira, mas muito rico em história e cultura, além de ser um dos destinos turísticos mais procurados no Brasil. O incrível é que encontramos museus em regiões tão carentes, como o Sertão e com baixo fluxo de turismo e nenhum em outras, onde a presença de turistas é constante durante todo ano, como é o caso do Litoral Norte.

Motivos para se ter museus nesta região não faltam, porque foi lá que iniciou o povoamento de nosso território, destacando cidades como Porto Calvo e Passo do Camaragibe, esta última possui ainda um acervo arquitetônico histórico razoável, com casarões ainda em bom estado de conservação, mas que precisam urgentemente serem tombados pelo município, através de decreto.

A partir dai iniciar o processo de tombamento nacional, para que possam receber ajuda do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). Necessário lembrar que Passo do Camaragibe é berço do Mestre Aurélio Buarque de Hollanda, que fez história como dicionarista brasileiro.

A cidade está localizada no Litoral Norte, mas está fora dos roteiros turísticos. Diante da carência cultural que a região tem poderia ter um museu, que pudesse contar a história de seu filho ilustre, Mestre Aurélio. Já Porto Calvo possui propostas de criação de um museu de porte, mas carece de um acervo arquitetônico histórico que foi totalmente destruído, sem o menor pudor, inclusive o magnifico forte que existia no Alto da Força, onde hoje existe o hospital regional.

Segundo uma fonte do Iphan, com a construção do novo hospital, o atual pode se transformar em um museu. Recentemente foi achado um fortim, sendo considerado a descoberta da década no Nordeste. O local vem sendo recuperado numa parceria do Iphan e a Prefeitura e já tem um apelo forte para colocar Porto Calvo no roteiro turístico.

 

 

Tags:, , , , ,

>Link