Category Archives: Meio ambiente e turismo

Falta de infraestrutura prejudica desenvolvimento do turismo
   Mozart  Luna  │     10 de fevereiro de 2018   │     20:45  │  0

 

A Falta de infraestrutura aliada ao grande número de veranistas e turistas nas cidades balneários e pólos de turismo em Alagoas causa o colapso em serviços essenciais como abastecimento de água, lixo, postos de saúde e até mesmo Unidades de Pronto Atendimento (UPA), além da segurança pública.

Estes problemas podem ser sentidos em cidades do Litoral Norte, como Japaratinga, Maragogi, São Miguel dos Milagres, Barra de Santo Antonio e Paripueira. Cidades turísticas como Piranhas no Sertão, também sofrem com o aumento da demanda de consumo, demonstrando a necessidade de investimentos em obras estruturantes como barragens, adutoras, aquisição de veículos coletores de lixo e contratação de pessoas de saúde e policiamento.

A prioridade deve ser os pólos turísticos que necessitam de investimentos para a consolidação dessa atividade geradora de emprego e renda. Entretanto a deficiência de serviços essenciais é um problema recorrente todos os anos em épocas como Carnaval, Páscoa e feriadões.

Municípios como Maragogi, segundo pólo de turismo de Alagoas, a situação é de pré-colapso total e segundo ambientalistas e técnicos é uma questão alguns anos, talvez dois ou três no máximo. Atualmente a cidade já vive problemas com localidades, que chegam há ficarem 15 dias sem abastecimento de água como Barra Grande em Maragogi.

Em Japaratinga o problema é igualmente sentido pela população. Este fato vem também prejudicando investimentos no setor hoteleiro, que não tem mais onde buscar água para abastecer. Um caso concreto é o do mais novo empreendimento hoteleiro que está praticamente pronto em Japaratinga, mas o município não tem capacidade hídrica de abastecer o hotel.

Solução

A solução foi pedir socorro a Prefeitura de Maragogi, que vai construir uma adutora exclusiva para abastecer o mais novo empreendimento hoteleiro de Japaratinga. O hotel está praticamente pronto e vai gerar mais de 300 empregos diretos e cerca de 200 indiretos. Sem contabilizar o ISS que vai gerar para prefeitura, que mal consegue recolher o lixo da zona urbana.

Recursos hídricos

Vale ressaltar que o problema desses municípios no Litoral Norte não é a falta de recursos hídricos, já que existem dezenas de rios. Maragogi e Japaratinga são destinos turísticos que já deveriam ter resolvido o problema da água, com a construção de barragens reguladoras. Essa proposta somente surge durante o período eleitoral, assim como o aeroporto de Maragogi, que continua no papel há 20 anos.

É preciso que todos comprometidos com o desenvolvimento de suas cidades e de Alagoas se debrucem sobre esses problemas estruturais e comecem a realizar esforços para solucioná-los, principalmente em um momento tão importante, quando o Nordeste se destaca na Europa, como o mais novo destino turístico no Brasil, devido à fuga de turistas do Rio de Janeiro, que mergulha cada vez mais profundo em problemas como tráfico de drogas e a violência, além das doenças tropicais como a febre amarela.

O Nordeste será um destino exposto com destaque na Europa, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que acontece de 28 de fevereiro a 04 de março. A perspectiva é que cerca de 5 mil negócios de turismo sejam fechados. O evento é um dos principais para venda de destinos da América Latina aos europeus.

Vale lembrar que os destinos que apresentam problemas estruturais em serviços essenciais serão rejeitados, mesmo oferecendo um grande potencial turístico, como é o caso de Maragogi.

>Link  

O Carnaval do Brasil veio de Veneza
   Mozart  Luna  │       │     5:10  │  1

VENEZA CARNAVAL 2

A maior festa popular do Brasil, o Carnaval veio de Veneza com certeza. Muito de dessa nossa manifestação popular veio de La Sereníssima, na Itália, que realiza essa o Carnaval desde o século XVI.

O Carnaval em Veneza conquistou a Europa porque era uma oportunidade que os nobres encontraram de se misturarem ao povo, se serem identificados usando para isso fantasias e mascaras (maschera nobile), que até hoje são a marca do Carnaval de Veneza.

VENEZA CARNAVAL

Há registro de que o Carnaval em Veneza já ocorria em 1268, com muita gente nas ruas desfilando com suas fantasias e mascaras. A nobreza percorria nas gondolas os canais de La Sereníssima. Esse glamour continua até hoje no Carnaval de Veneza, diz nossa guia, Andreza Gotti e é um privilégio de quem passa o Carnaval em La Sereníssima.

IMG_9487
Segundo ela as tradicionais máscaras usadas possuem as cores tradicionais que são o branco, prateado e o dourada, entretanto nos últimos anos começaram a dar asas à criatividade e atualmente – esses adereços carnavalescos venezianos – ganharam mais cores O chapéu de três pontas também é bastante usado por mulheres e homens com suas bengalas elegantes. As máscaras de Veneza se transformaram em souvenir para os turistas, compram para levar de lembrança da cidade.

 

Houve um período tenebroso emIMG_9493 que o Carnaval deixou de ser celebrado em 1797, durante no reinado de Lombardo-Véneto, devido a um acordo com Napoleão Bonaparte. A alegria do Carnaval de Veneza só voltou a ser realizado em 1800, dessa vez oficialmente como festa do calendário da cidade. Até hoje esse ato napoleônico é lembrado na cidade e tem sido motivo de muitas piadas.

Brasil copia Veneza

Há quem diga que o Carnaval no Brasil copiou a Veneza, com seu glamour. Por isso as fantasias sofisticadas e com muitas lantejoulas, são apetrechos alegóricos trazidos de Veneza. Os termos porta-bandeiras mestre sala são de personagens do Carnaval de Veneza. Entretanto a festa celebrada na cidade italiana é recheada de muita beleza com fantasias de nobres, desfiles de luxo e musicas alegres, tipicamente europeia,  ao contrário do Brasil onde a nudez prevalece com no ritmo do samba.

IMG_9516 IMG_9522
Atrações

O carnaval em Veneza dura 10 dias. A cidade fica lotada com pessoas de todo o mundo, que procuraram adquirir suas mascaras e acompanha dos desfiles pelas lindas ruas e canais de Veneza. No percurso muitos bares, restaurantes e a tranquilidade de que não será assaltado.

Existem na cidade vários teatros e casas de show e boates para todos os gostos. Uma tradição de Veneza são as óperas existentes e as escolas de arte. Nos hotéis se podem ver cartazes de apresentações que acontecem em dias determinados em palácios. Um banho de cultura e conhecimento para quem gosta.

IMG_9482

Outra dica é ir às padarias venezianas, que oferecem pães, doces e salgados dos mais deliciosos da Europa. Pode se comer muito bem em Veneza. Contudo os restaurantes possuem preços salgados. Um jantar em restaurante as margens de um dos canais pode sair por ¢ 65,00 (R$ 220,00) para duas pessoas com vinho. Para quem deseja economizar pode ir às padarias, ou mesmo a um Mac Donald, que está em toda parte da Europa e sempre cheio.

Hospedagem

Para se hospedar aconselhamos ficar em hotéis próximos à estação de trens, uma dica são os hotéis da rede Boscolo Hotels. Lá tudo é mais fácil para o deslocamento seja nos barcos, ou a pés. Vale ressaltar que os hotéis são de pequeno porte, mas maravilhosos, geralmente foram pequenos palacetes e possuem uma arquitetura e mobiliário renascentistas. Um luxo e verdadeiramente uma volta no tempo.

VENEZA PRAÇA DE SAN MARCO

Uma das principais atrações de Veneza é a Praça de San Marco, onde existem dezenas de cafés e restaurantes e agitação da noite está presente com muita gente bebericando. Um problema são os fumantes que estão por toda parte e não respeita quem não fuma. Esse é um grande problema não só em Veneza, mas em toda Europa.

Assim é Veneza, maravilhosa, rica em cultura e romantismo. Uma cidade ideal para irem os casais, pois a atmosfera é de muito romantismo e paixão. Vale a dica para lua de mel ou aniversário de casamento. La Sereníssima lhe espera.

>Link  

Cuidado com que come a bordo dos aviões
   Mozart  Luna  │     8 de fevereiro de 2018   │     22:49  │  0

 

 

Afinal de contas que tipo de comida é servida aos passageiros durante um voo? Essa uma indagação que poucos fazem, mas sentem no paladar quando provam. A maioria reclama da qualidade das refeições servidas, mas comem assim mesmo, porque lá em cima as opções são poucas ou nenhuma. A não ser que você leve algo para comer com barras de cereal e salgados. Uma coisa é certa a comida servida nos aviões não é nada saudável.

Uma reportagem realizada em Portugal com comissários de bordo se pode bem ter uma idéia da qualidade das refeições servidas a bordo.  Uma assistente de bordo que trabalhou em cinco companhias aéreas, além de não ser saborosa e de não ter o melhor aspeto do mundo, a comida servida nos aviões não é saudável. “A comida que lhe é apresentada no tabuleiro não é preparada a bordo dos aviões, mas sim numa cozinha industrial. Por isso, muitas vezes os pratos são feitos 12 horas – ou mesmo dias – antes da partida”, afirma a assistente de bordo Shreyas P ao Refinery 29.

“Os ovos mexidos ou a omelete que acabou de comer não eram feitos apenas de ovo, mas poderiam ser uma mistura de ovo com um aditivo”, alerta Shreyas. “E a salada de frutas não está com um ar maravilhoso e fresco por ter sido acabada de fazer e de cortar – pelo contrário, não se esqueça de que foi preparada horas antes da hora de partida. Já imaginou se deixasse uma peça de fruta em pedaços durante horas? O aspeto não seria o melhor, com certeza”, disse ela

Há um outro funcionários de companhia aérea disse que nunca iria comer a comida servida nos aviões. “Trabalhei para as companhias aéreas durante 10 anos, por isso sei por onde esta comida andou, para onde vai, e quanto tempo demora até entrar no avião e ser servida”,declarou.

“As refeições são preparadas com antecedência e são depois colocadas em prateleiras durante longas horas”,, disse Charles Spence, professor de psicologia experimental na Universidade de Oxford, à revista Time. “Depois, são aquecidas em condições menos ideais, o que contribui para que não saibam propriamente bem”. A comida de avião é preparada com um método semelhante ao da fast food. No entanto, “a tripulação tem de entregar as refeições a um grande número de pessoas, num tempo inferior ao dos estabelecimentos de comida pronta”, conclui Guillaume de Syon, professor da Albright College, nos Estados Unidos.

Como as companhias aéreas servem centenas de pessoas ao mesmo tempo, fazem o possível por evitar que a comida seque e arrefeça. Isso significa refeições cheias de molho. “As companhias aéreas sabem que a comida ficaria seca e fria enquanto servissem 250 passageiros”, disse Guillaume de Syon. “A solução? Mergulhe tudo num molho ou num caldo. Resolve os dois problemas”, completou.

Shreyas P. disse que esta é uma das razões pelas quais a tripulação prefere levar a sua própria comida quando vai de viagem. “Um passageiro que traz a sua própria comida é muito mais consciencioso”, afirma.

 

>Link  

BTL em Portugal atrai empresários de turismo de todo mundo
   Mozart  Luna  │     7 de fevereiro de 2018   │     22:22  │  0

 

 

Acontece em Lisboa um dos maiores eventos de negócios de turismo da Europa: a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) de 28 de fevereiro a 04 de março no Parque das Nações. O evento reunirá profissionais de turismo de todo mundo, que vão se encontrar para realizar negócios da maior atividade que mais gera emprego e renda no mundo. Os três primeiros dias do evento são dedicados a profissionais. Nos dias seguintes a BTL abre as suas portas ao público em geral.

Atualizar no setor.

A BTL é um evento cheio de desafios e propostas e um momento para os profissionais ligados ao setor do turismo é de encontrar compradores profissionais e para conhecer a concorrência. Também é uma oportunidade de analisar a tendência dos mercados e se atualizar para ofertar formas inovadoras e competitivas de fazer turismo.

Público

Já para os visitantes constitui um momento de conhecer novos destinos e soluções. De comparar propostas e comprar a preços altamente competitivos. O ambiente foi especialmente preparado com tudo que sirva para o melhor conforto e alegria de todos, onde a música e a gastronomia marcam presença assídua.

Superar 2017

Os organizadores desejam superar os números da BTL de 2017 para isso estão a intensificar os contatos para promover os melhores negócios. Os resultados de 2017 foram ótimos e concretizou a BTL como um dos eventos do setor mais importantes do mundo.  Os números de 2017 foram surpreendentes com 40 mil visitantes e 37 mil profissionais, além de 10.050 expositores de 36 destinos internacionais.

Alagoas

Este ano os empresários alagoanos se farão presentes em grande número além de uma comitiva oficial do governo do estado, representada pelo secretário de desenvolvimento e turismo, Rafael Brito.

Entre os empresários que se farão presentes ao evento estão diretores e hotéis e de pousada de charme, além de operadores de viagens e também receptivo local.

>Link  

Companhias aéreas separam parentes em voo para cobrar taxas
   Mozart  Luna  │       │     10:59  │  0

 

No ato da compra dos bilhetes aéreos nos passageiros não podem marcar suas cadeiras onde vão viajar, com se fazia tempo atrás. Hoje as companhias é que fazem a marcação, mas “oferecem” a oportunidade de ser realizado pelo passageiro que pagar pela escolha do assento. O assunto despertou a atenção da Autoridade de Aviação Civil britânica que está a investigar as práticas de atribuição de lugares nos aviões, para avaliar se as companhias estão deliberadamente a separar grupos de passageiros para que estes paguem mais para escolher os lugares. A decisão foi tomada depois de um estudo revelar que a “abordagem atual” está a “causar confusão”, diz a entidade, em comunicado.

Argumento das Companhias

As Companhias aéreas argumentam que  atribuição de lugares é feita através de algoritmos, mas o regulador diz querer garantir se este é “justa e transparente”. “Vamos olhar para forma como as transportadoras aéreas decidem onde sentar os passageiros que fizeram reservas como parte de um grupo e se alguma está a separar grupos que podiam viajar juntos”, esclareceu Andrew Haines, diretor da Autoridade Civil de Aviação (CAA na sigla em inglês).

Haines diz ainda que o estudo feito demonstra que os consumidores não têm opções melhores de ficar juntos sem pagar por isso em algumas companhias. “É esta incerteza” que está a levar os consumidores a pagar, afirma o diretor da CAA.

Inquérito

Num inquérito da entidade, que abrangeu mais de 4000 passageiros que viajaram como parte de um grupo em 10 companhias aéreas no ano passado, mais de metade das pessoas que responderam disseram que lhes foi pedido que pagassem mais para ficarem juntos antes de reservarem lugares.

Numa notícia sobre o tema a BBC dá o exemplo de uma britânica que no ano passado viu a família separada, num voo da TAP, com os filhos de cinco e dois anos colocados em lugares longe dela e do marido. Natalie Williams diz que a situação ficou resolvida com a ajuda de outros passageiros, que aceitaram trocar, mas que apresentou queixa à transportadora.

 

 

>Link