Monthly Archives: julho 2022

MTur, Embratur e Clia Brasil avaliam perspectivas de cruzeiros no país
   29 de julho de 2022   │     7:30  │  0

 

Os perspectivas do mercado de cruzeiros aquaviários no Brasil foram o assunto de reunião realizada, essa semana, em Brasília (DF), entre o ministro do Turismo, Carlos Brito; o presidente da Embratur, Silvio Nascimento; e o presidente da Clia Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), Marco Ferraz, além de diretores de grandes operadoras que atuam no país.

Representantes do segmento expuseram o potencial de ampliação do mercado nacional de cruzeiros, que desempenha importante papel na atração de investimentos e turistas ao Brasil. A pauta também envolveu possíveis parcerias entre a Embratur e empresas de cruzeiros para a promoção de destinos nacionais, com vistas a reforçar a chegada de visitantes ao país.

Os operadores do segmento apresentaram, ainda, pontos a serem trabalhados no sentido de aprimorar ainda mais o desempenho da atividade no Brasil. A lista inclui ações como a melhoria das condições de embarque e desembarque de passageiros e aperfeiçoamentos no regramento tributário aplicado ao segmento.

PANORAMA – A temporada de cruzeiros 2022/2023 tem a previsão de movimentar R$ 3,3 bilhões e gerar cerca de 43 mil empregos no Brasil. De 29 de outubro a 20 de abril, 8 navios devem realizar 160 roteiros, ofertando mais de 674 mil leitos. As oito embarcações que participarão da temporada partirão de Itajaí (SC), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e Santos (SP), com 486 escalas em 17 destinos.

Além das embarcações de cabotagem (navegação entre portos marítimos sem se afastar da costa), 35 navios de longo curso – que partem de destinos internacionais e param no Brasil – vão percorrer águas nacionais. De 7 de outubro a 17 de maio, estão previstas 309 escalas em 45 destinos de 15 estados, incluindo Amazonas, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

Foto: MTur

Turistas cobram Governo do Estado pavimentação ao Hotel Vila Galé
   28 de julho de 2022   │     20:43  │  0

O acesso ao hotel Vila  Galé Alagoas em Barra de Santo Antônio continua em situação criticas e gerando muitas criticas dos turistas, que buscam o empreendimento, além da população que está  revoltada também porque o Programa Minha Cidade Linda, prometida pelo Governo do Estado não foi iniciado no município.

O Governo do Estado havia iniciado as obras de pavimentação ano passado e já deveria ter concluído a obra para inauguração do hotel Vila Galé, como parte do compromisso assinado para a instalação do empreendimento. O hotel está com inauguração marcada para o dia 27 de agosto, onde vária autoridades nacionais e internacionais, além da imprensa brasileira e portuguesa e operadores de viagens e representantes de companhias aéreas já foram convidadas.

As obras de construção da AL 101 Norte, batizado como Projeto Barra a Barra, pelo ex-governador Renan Filho, parou assim que ele saiu do governo para disputar uma vaga ao Senado. O fato foi considerado estranho, já que na época não estava chovendo, alegação que hoje serve de argumento do governo para o fato da obra ter sido abandonada.

A preocupação do Grupo Vila Galé é grande porque, o hotel está funcionando em sistema Soft Open, e somente neste mês de julho já recebeu 13.500 turistas e todo Brasil e de outros países, que têm criticado o Governo de Alagoas pela situação caótica do acesso ao hotel, que hoje gera 300 postos de trabalho direto e depois de inaugurado mais de 400 e cerca de 2 mil indiretos.

“ Sou cliente do Grupo Vila Galé há mais de dez anos e fiquei decepcionado com o estado de Alagoas, devido ao descaso do acesso ao hotel”, disse Rinaldo Castro, funcionário público federal, que trabalha em Brasília. “ Eu pensava que Alagoas estava muito bem administrada, mas diante da situação fiquei decepcionado”, acrescentou ele. “ O taxista que me trouxe do aeroporto não sabia chegar aqui no hotel, devido a falta de sinalização para orientação dos turistas e até dos profissionais de turismo”, disse ele.

“Graças a Deus minha decepção foi amenizada com o serviço deste hotel maravilhoso, com os jovens que estão aqui trabalhando pela primeira vez e pela beleza  desta praia de Carro Quebrado”, declarou Rinaldo Castro.

“Este é com certeza  o hotel mais lindo da rede Vila  Galé. Parabéns ao Dr. Jorge Rebelo pela iniciativa e peço como cidadão brasileiro , que o Governo de Alagoas colabore com o desenvolvimento do turismo”, finalizou.

Ação no Dia Mundial de Preservação dos Mangues recolhe lixo descartado na natureza
   26 de julho de 2022   │     20:19  │  0

 

Em comemoração ao Dia Mundial de Proteção dos Mangues – comemora nessa terça-feira, 26 de julho – foi realizado um mutirão de limpeza em praias do litoral norte de Alagoas, em especial, nos municípios de Japaratinga, Maragogi e Paripueira.

Em Japaratinga, por exemplo, a concentração foi na Eco Pousada Paraíso dos Coqueirais, onde mais de 40 estudantes – entre o sexto e o nono ano da rede de ensino – participaram de palestras que contaram a participação de gestores das pastas de Educação; Turismo e de Meio Ambiente do município, além do representante da pousada.

Após as palestras, o grupo realizou a coleta de resíduos na praia do Salgado, próximo à área de manguezal, onde foram recolhidos 22 sacos de lixo de 100 litros.

Segundo os organizadores da ação, a participação de estudantes na mobilização em defesa dos mangues teve a finalidade de despertar a conscientização das novas gerações quanto a preservação da natureza. A ação ambiental foi realizada por meio da parceria firmada entre a ABIH; Secretaria Municipal de Turismo de Japaratinga; Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes, além do Convention & Visitors Bureau do Litoral Norte e a Instância Costa dos Corais.

Fotos: Divulgação

e Proteção dos Mangues – comemora nessa terça-feira, 26 de julho – foi realizado um mutirão de limpeza em praias do litoral norte de Alagoas, em especial, nos municípios de Japaratinga, Maragogi e Paripueira.

Em Japaratinga, por exemplo, a concentração foi na Eco Pousada Paraíso dos Coqueirais, onde mais de 40 estudantes – entre o sexto e o nono ano da rede de ensino – participaram de palestras que contaram a participação de gestores das pastas de Educação; Turismo e de Meio Ambiente do município, além do representante da pousada.

Após as palestras, o grupo realizou a coleta de resíduos na praia do Salgado, próximo à área de manguezal, onde foram recolhidos 22 sacos de lixo de 100 litros.

Segundo os organizadores da ação, a participação de estudantes na mobilização em defesa dos mangues teve a finalidade de despertar a conscientização das novas gerações quanto a preservação da natureza. A ação ambiental foi realizada por meio da parceria firmada entre a ABIH; Secretaria Municipal de Turismo de Japaratinga; Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes, além do Convention & Visitors Bureau do Litoral Norte e a Instância Costa dos Corais.

Fotos: Divulgação

Vila Galé Paulista realiza apresentação do artista português Fernando Pereira
     │     17:54  │  0

 

O Vila Galé Paulista foi palco de uma apresentação exclusiva do artista português Fernando Pereira. Hospedado no hotel para divulgação do seu espetáculo musical ‘Lord Of The Voices’, o cantor fez um show aos parceiros da rede, como jornalistas, influencers e agentes de viagens.

O Vila Galé Paulista está localizado no coração de São Paulo: a poucos metros da Avenida Paulista, considerada um dos símbolos da cidade, e também está próximo a badalada Rua Augusta – lugar que reúne bares, restaurantes, salas de cinema, teatros, festas e entre outros atrativos para quem gosta de boa oferta cultural. O hotel possui a temática de pintores e os corredores contam a história dos movimentos artísticos. Os quartos são decorados com obras do Van Gogh, Frida Khalo, Leonardo da Vinci, entre outros.

“Eu estou adorando passar esses dias no Vila Galé Paulista. A rede preza por promover a cultura, a música, a poesia, e assim conquista hóspedes de todas as idades. Sem contar a localização deste hotel, no centro da cidade. Foi um show intimista e muito especial”, afirma Fernando Pereira.

Na apresentação, ele animou os convidados ao interpretar vozes de grandes estrelas mundiais, como Madonna, Mika, Lady Gaga, Anastacia, Muse, Roberto Carlos, The Doors, Tina Turner, Michael Jackson, David Bowie, entre outros famosos.

“O Fernando é um artista completo, adoramos a apresentação e estamos apaixonados pela rede”, conta o influencer Ilan Neusradt, da página @seliganoroteiro. O jornalista Marcos Arruda, do portal Turismo e Eventos, também ficou animado com a apresentação. “Fomos surpreendidos por uma atração exclusiva e maravilhosa. Agradecemos ao grupo por estarem sempre incentivando a cultura com ações como está de altíssima qualidade.”

 

Artesãs da Praça Lions serão contempladas com restauração do espaço público
   25 de julho de 2022   │     12:22  │  0

 

A partir de agosto, as artesãs da Praça Lions serão contempladas com a restauração do seu local de trabalho. Os 6.537,66 mil m² de praça – com suas árvores centenárias – estão ganhando pavimentação e mobiliários novos, horta comunitária, academia ao ar livre, espaço pet, playground, redário, reestruturação paisagista e uma moderna área dedicada ao artesanato, graças à autorização da Prefeitura de Maceió. Uma média de 30 mil pessoas serão impactadas com a conclusão dos trabalhos, incluindo as mais de 50 trabalhadoras que tem na Praça Lions seu ganha pão.

As mulheres que lá exercem sua arte – tecendo linhas e traçados – oferecem sua gentileza às pessoas que circulam e ao meio ambiente em que convivem. Já peregrinaram por vários lugares, sofreram a experiência amarga de um incêndio que fatalizou todo o seu trabalho, mas juntas se reergueram e fazem da praça um lugar de humanidades. Chegaram em 2014, ficaram de forma improvisada, só agora terão uma merecida área de comércio.

Zuleide Costa é uma dessas artesãs e produz o ofício há 40 anos. Ela estava com mais 200 mulheres, quando perderam tudo no incêndio das barracas do artesanato Cheiro da Terra, na orla de Jatiúca, em 2005. Ela liderou um movimento, fundaram uma associação e juntas, essas mulheres continuam ligando harmoniosamente os pontos em crochês e bordado, costurando a identidade de Maceió.

“Sabe como é? Se a gente está aqui é porque houve muita luta. Eu estou aqui por consciência, por cidadania, por amor a causa e porque sou artesã verdadeiramente. Ninguém fica aqui, numa luta dessa se não for pensar no outro, na causa coletiva”, diz dona Zuleide.

Lá elas plantam, regam, alimentam os saguins e acolhem os gatos. Dividem o alimento. E se o faturamento de uma das colegas for bom, elas se ajudam com o dinheiro da passagem – é assim desde à época quem faziam pedágio nos semáforos para recuperar o material cremado. E agora participam da elaboração coletiva do projeto paisagista de urbanização da Praça Lions.

O secretário adjunto de Planejamento Urbano, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet), Tácio Rodrigues, defende a prerrogativa do Estatuto das Cidades, que recomenda que todo planejamento do ordenamento territorial urbano seja feito com a participação popular. Segundo ele, esta é uma premissa seguida pelo Município e aplicada nas obras de estruturação da cidade.

“Esse trabalho coletivo é importante para que a população possa fazer parte da gestão e da zeladoria do espaço público em questão. O projeto é feito pela Prefeitura, mas as ideias e propostas são definidas pela população”, explicou o secretário.

Prefeitura de Maceió autorizou a reforma da Praça Lions. Foto: Juliete Santos / Secom Maceió
Prefeitura de Maceió autorizou a reforma da Praça Lions. Fotos: Juliete Santos / Secom Maceió

Uma das reivindicações das artistas locais foi a construção de uma grande mesa, onde elas possam oferecer oficinas e compartilharem seus saberes a população. Além disso, cada árvore da praça será adotada por três artesãs – todas elas têm nome e agora ganharão uma estética peculiar, pelas mãos das rendeiras.

“Sabe como é a história!? Aqui a gente se preocupa em acolher as pessoas. E nós vamos passar o nosso conhecimento adiante, ensinar todas as técnicas que a gente sabe como o filé, fuxico, crochê no prego, renascença… Tudo de forma gratuita”, explica Zuleide.