Voos domésticos crescem 74,6% e Nordeste é o melhor destino do turismo
   18 de setembro de 2021   │     20:36  │  0

 

Na contra mão das notícias de inflação alta, queda na bolsa de valores e subida do dólar, a malha aérea doméstica brasileira não reflete de fato estas informações e apresenta um crescimento incrível de 74,6% em setembro.

Ao contrário das noticias pessimistas, a atividade turística vai muito vem obrigado, demonstrando que nem tudo está ruim no Brasil e que ao contrário deverá até mesmo surpreender até o final, que promete ser um dos melhores para o turismo nacional.

No Nordeste, os principais destinos turísticos como Maceió, Maragogi, Porto de Galinhas, Fortaleza, Salvador e Natal, os indicativos são que a rede hoteleira estará lotada. Isto aponta mais uma vez que a região nordestina, se consolida como o futuro do turismo brasileiro, com muito sol e mar e uma rede hoteleira maravilhosa, que conta com o Grupo internacional Vila Galé.

O Nordeste será a única região do Brasil a ter voos charter da Europa (Portugal), para as festas de final de ano recebendo os voos da companhia aérea Hy Fly, numa parceria com as operadoras de turismo LusaNova, Alto Astral, Solférias e Soltrópico.

Números

A média diária dos voos doméstico em setembro foi de 1.793 partidas, o equivalente a 74,6% da oferta de voos que as companhias aéreas nacionais operavam antes do impacto da pandemia de covid-19, no início de março de 2020. É o quinto mês consecutivo de crescimento nesse indicador.

Contudo, as companhias aéreas brasileiras são acusadas de estar abusando nos valores das passagens, chegando aumentar os preços em 21%, enquanto as companhias internacionais baixaram em média 23%. O Governo Federal deverá cobrar uma contrapartida das empresas, que foram beneficiada com a MP que prorrogou o reembolso das passagens, durante o período da pandemia e ajudou até mesmo a salvar muitas aéreas da falência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *