Monthly Archives: julho 2020

Vagas de trabalho em mineradora no Agreste
   Mozart  Luna  │     31 de julho de 2020   │     20:00  │  0

A operação de beneficiamento do minério de cobre no Projeto Serrote, localizado entre as cidades de Arapiraca e Craíbas, no Agreste Alagoano, tem seu início planejado para meados de 2021.

Até lá, a Mineração Vale Verde (MVV) seguirá agregando novos trabalhadores para seus quadros efetivos e de fornecimento de serviços. Até junho deste ano, segundo dados do setor de Recursos Humanos (RH) da empresa, cerca de 1,5 mil pessoas já estavam empregadas diretamente.

Agora, nesta sexta-feira (31), a MVV está lançando o Programa Aprendiz Operacional, com 50 vagas sendo abertas. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no www.vale-verde.com.

Realizadas por meio da Consultoria Análise Gestão Empresarial em parceria com o Instituto Edna Tizeu, elas seguem até a próxima terça (4) e são direcionadas exclusivamente para moradores de Arapiraca e Craíbas, incluindo as comunidades da área de influência direta (AID) do Projeto Serrote.

Para os candidatos que não conseguirem efetuar a inscrição online, estão sendo disponibilizados locais de apoio em Arapiraca — Consultoria Análise Gestão Empresarial, no bairro Cacimbas — e em Craíbas — Escola de Ensino Fundamental Ana Carolina de Queiroz, no Centro —, sempre das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Para mais informações, os interessados dessas localidades podem contatar o telefone (82) 3521-1135.

Operador de planta

A duração do treinamento é de seis meses. Os pré-requisitos para a vaga é ter maioridade; Ensino Médio completo; carteira reservista (Serviço Militar em dia); e disponibilidade de jornada de seis horas diárias. Não há distinção de gênero — as mulheres podem e devem participar. O valor mensal da bolsa-auxílio é de R$ 600.

De acordo com a gerente de RH da MVV, Dione Queiroz, o objetivo é capacitar tecnicamente essas pessoas que se candidatarem e passarem no processo seletivo. A formação na área da planta será um diferencial competitivo para os profissionais locais, uma vez que na região não existem, até o momento, escolas ou cursos profissionalizantes que ofereçam esse currículo.

Quando finalizado o treinamento, 41 desses 50 selecionados para o programa serão devidamente efetivados na MVV. Isto é, somarão o número dos empregados, neste que é o primeiro empreendimento de mineração do Estado de Alagoas.

A referida capacitação será na área de operação da planta de beneficiamento do Projeto. Esse é o local responsável por reduzir o tamanho da rocha (pedra) que chegará da mina. Além disso, o processo inclui a flotação, que vai separar o cobre do rejeito.

A seleção dos interessados no Programa Aprendiz Operacional acontecerá em quatro etapas: prova objetiva; avaliação psicológica; dinâmica de grupo e seleção do gestor; e exames médicos.

A lista dos candidatos classificados será amplamente divulgada no dia 4 de setembro, inclusive no próprio site da MVV. Para mais detalhes, conferir o regulamento no www.vale-verde.com.

 

>Link  

Traipu receberá obras saneamento básico pelo PróBrasil
   Mozart  Luna  │       │     18:52  │  1


O município de Traipu será beneficiado com recursos para saneamento básico, através do Programa PróBrasil, a obra foi anunciada pelo o superintendente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), o engenheiro civil, Ricardo Lisboa, hoje a tarde com o prefeito Silvino Cavalcante.
Durante a reunião com Superintendente da Codevasf, o prefeito Cavalcante anunciou que todas as providências de responsabilidade da Prefeitura de Traipu serão adotadas para que a obra de saneamento básico tenha início. “Todo o projeto já foi atualizado e vamos trabalhar para que a obra tenha início logo, pois saneamento básico é obra fundamental para melhorar a Saúde da população”, disse o prefeito.

Os recursos da obra são oriundos do Governo Federal e defendidos pelo deputado federal Artur Lira. “Todas as parcerias são fundamentais, e nosso objetivo é fazer de Traipu um município que garanta melhores condições de vida para nossa gente. A obra de saneamento básico será fundamental, pois todo o esgoto de Traipu será tratado antes de ser jogado no Rio São Francisco. Vamos garantir mais saúde para a nossa gente e mais saúde para o Velho Chico,” destacou o prefeito.

De acordo com o superintendente da Codevasf, Ricardo Lisboa, o município terá que emitir Decreto de Desapropriação das áreas integrantes do Sistema, que será composto por seis estações elevatórias, uma estação de tratamento de efluentes e um coletor de fundo. “Esta obra é fundamental para a população de Traipu, todas as desapropriações serão pagas.”, disse o prefeito.

Durante a reunião, estiveram presente o secretário Municipal de Obras, Edmar Ferreira, de Meio Ambiente, Jacira Machado, o coordenador da Vigilância Sanitária, Maurício Machado, o vereador Genivaldo Rosa, além da engenheira da Codevasf, Ana Carolina, chefe da Unidade Sócio-ambiental.

Traipu é um dos destinos turísticos mais procurados pela população do Agreste  de Alagoas, principalmente Arapiraca. Passeios náuticos são realizados pelos Rio São Francisco, dinamizando a economia local e movimentando bares de restaurantes. As obras de saneamento básico vão garantir um melhor balneabilidade das praias fluviais.

>Link  

Governo Português fecha fronteiras ao Brasil e prejudica voos
   Mozart  Luna  │       │     9:23  │  0

O Governo Português editou novas as regras de tráfego aéreo de e para Portugal que vigorarão a partir das 00h00 deste sábado, dia 1 de agosto e deixou o Brasil de fora, mas inclui a China país de origem da covid-19 e motivo de preocupação já que o número de caso vem crescendo. A medida foi uma surpresa já que várias companhias aéreas como a TAP, haviam anunciado o restabelecimento dos voos diários para o Brasil.

O mais incrível é que a medida vai de encontro a preocupação do governo com as atividades econômicas para recuperação do PIB nacional que já despencou em 16%.
De acordo com o despacho assinado, continua aberto o tráfego aéreo com os países que integram a União Europeia, os países associados ao Espaço Schengen (Liechtenstein, Noruega, Islândia e Suíça) e o Reino Unido.
No mesmo despacho, o Governo duplica o número de países externos à UE e ao Espaço Schengen que podem ter ligações aéreas regulares de e para Portugal, dado apresentarem um quadro epidemiológico positivo, de acordo com a lista constante da recomendação do Conselho da União Europeia. Essa lista integra os seguintes doze países:- Austrália- Canadá- China- Coreia do Sul- Geórgia- Japão- Marrocos- Nova Zelândia- Ruanda- Tailândia- Tunísia- Uruguai.
Os voos de e para outros destinos serão permitidos apenas para a realização de viagens essenciais. A autorização de viagens essenciais estava limitada, até agora, a voos com origem em e para países lusófonos e EUA.
São consideradas viagens essenciais aquelas que permitem o trânsito, entrada ou saída de Portugal aos cidadãos portugueses e da EU ou de países associados ao Espaço Schengen e respetivos familiares e aos estrangeiros com residência legal num Estado Membro da UE, bem como aquelas que sejam realizadas por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias.
Os passageiros continuam a dever apresentar um teste negativo para rastreio do SARS-CoV-2, realizado nas 72 horas anteriores à partida. Excecionam-se apenas aqueles que estejam em trânsito e não tenham de deixar as instalações aeroportuárias.
Os cidadãos nacionais e estrangeiros com residência legal em Portugal e ainda o pessoal diplomático acreditado em Portugal que, a título excecional, não apresentem aquele comprovativo terão de fazer o teste à chegada, em instalações no interior do aeroporto, e a expensas próprias. Caso estes se recusem afazer o teste à chegada incorre nos crimes de desobediência e propagação de doença contagiosa, sendo notificado de imediato pelo SEF para a realização do mesmo, a expensas próprias, no prazo de 48h, sendo desta notificação informadas as autoridades de saúde e a força de segurança territorialmente competente da área da sua residência.
Relativamente aos cidadãos estrangeiros, será recusada a entrada em território nacional de todos os passageiros que embarcarem sem o teste realizado, sendo a companhia aérea objeto de uma contraordenação em caso de incumprimento.
Este despacho, em vigor entre as 00h00 de sábado e as 23h59 do dia 15 de agosto, insere-se no conjunto de decisões que têm vindo a ser tomadas pelo Governo para fazer face à situação epidemiológica e ao risco de propagação do novo coronavírus.

Os empresários portugueses e brasileiro esperam que o governo português reveja as medidas para o bem da economia de Portugal e para salvar o turismo no país.

>Link  

Dobra número de estabelecimentos com selo de turismo responsável
   Mozart  Luna  │       │     8:47  │  0

 

Alagoas segue se consolidando como um destino turístico seguro para o cenário pós-pandemia. Prova disso é que o Estado conta agora com 423 estabelecimentos com o selo do turismo responsável do Ministério do Turismo. Há 20 dias, na primeira divulgação de dados deste tipo pelo governo federal, eram cerca de 200 estabelecimentos certificados.

A certificação é concedida aos empreendimentos que seguem os protocolos para prevenção da covid-19 estabelecidos pelo Governo Federal. Os municípios com maior número de estabelecimentos já certificados são Maceió (202), Maragogi (51), Piranhas (37), São Miguel dos Milagres (22) e Marechal Deodoro (20).

Os segmentos com maior número de empreendimentos reconhecidos são meios de hospedagens (178), agências de turismo (101), bares, restaurantes, café e similares (53), transportadores turísticos (33) e prestador de serviço especializado (22).

Em todo o país, mais de 3 mil estabelecimentos já foram certificados. Alagoas é o 5º Estado com o maior números de estabelecimentos no Brasil. Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, esta evolução mostra que os empreendedores do turismo alagoano estão aptos a prestar um serviço seguro e de qualidade aos turistas na retomada da atividade.

“Foram mais de duzentas solicitações do Selo em vinte dias, totalmente mais de 400 empreendimentos em todas as áreas de Alagoas. Isso é prova do empenho do empreendedor do turismo alagoano e na confiança deste na retomada do setor promovida através das ações do governo. Estamos vencendo as dificuldades impostas pela pandemia, atendendo empresários e interessados no selo via telefone e WhatsApp, tirando dúvidas e esclarecendo e tirando dúvidas, conscientizando da importância desta certificação concedida através do Cadastur”, pontuou Rafael Brito.

Cadastur e o Selo

Para solicitar o selo, o interessado deve acessar o site turismo.gov.br/seloresponsavel, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur, indispensável para a aquisição da certificação. Caso não tenha o Cadastro, basta procurar a Sedetur através do telefone ou WhatsApp (82) 98833-4344 e regularizar a situação cadastral.

Com o Cadastur regularizado, o interessado faz uma autodeclaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão. Todos os protocolos a ser seguidos pelos empreendimentos estão disponíveis também no portal.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento, o que poderá resultar em revogação do selo.

>Link  

Países abrem fronteiras para o turismo, mesmo com o vírus circulando
   Mozart  Luna  │     30 de julho de 2020   │     18:28  │  0

 

A busca pela retomada das atividades do turismo é uma necessidade que se impõe em meio a pandemia, já que o vírus não simplesmente sumir e todos teremos que conviver com ele, mesmo com a chegada da vacina. Diante dessa realidade vários países estão flexibilizando e abrindo suas fronteiras, mediante imposição de protocolos de saúde.

A Organização Mundial de Turismo da Nações Unidas (OMT) vem atestando que mesmo com as explosões do Covid-19, em alguns lugares onde antes parecia sob controle, o número de países que diminuíram as restrições de viagens no mês passado aumentou significativamente, segundo a Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas (OMT).

Em 19 de julho, 40% (87) de todos os destinos em todo o mundo haviam visto um afrouxamento das restrições ao turismo internacional. Esse número subiu de 22% no mês anterior e de 3% em meados de maio. A OMT disse que os números confirmam uma tendência de um reinício lento, mas contínuo, do turismo internacional.

O relatório mostra que 115 destinos (53% de todos os destinos em todo o mundo) continuam mantendo suas fronteiras completamente fechadas ao turismo.

Diretor de turismo das Bahamas fala sobre fechamento e abertura de fronteiras. Os regulamentos de entrada nos dias de hoje parecem um emaranhado de mudanças e confusão para alguns governos das ilhas, bem como para os viajantes que estão ansiosos para visitar destinos no Caribe.

Dos 87 destinos que reduziram as restrições de viagem, apenas quatro levantaram todas as restrições completamente, enquanto 83 os flexibilizaram, mantendo medidas como o fechamento parcial das fronteiras.

 

Menos da metade (41%) de todos os destinos que facilitaram as restrições estão na Europa e muitos são lugares com alta dependência do turismo: 20 são o que a OMT chama de Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, ou SIDS, muitos dos quais dependem do turismo. como um pilar central do emprego, crescimento econômico e desenvolvimento, disse a organização.

 

“O reinício do turismo pode ser realizado de forma responsável e de maneira a salvaguardar a saúde pública, além de apoiar as empresas e os meios de subsistência”, afirmou o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, em comunicado. “Como os destinos continuam a diminuir as restrições de viagens, a cooperação internacional é de suma importância.”

 

>Link