Oferta de voos aumenta 35% em julho no aeroporto Zumbi dos Palmares
   Mozart  Luna  │     23 de junho de 2020   │     17:12  │  0

O anuncio da retomada das atividades hoteleiras em Maceió, noticiada em primeira mão em nosso blog, coincide com o retorno da malha aérea no aeroporto Zumbi dos Palmares, que foi informada, na tarde de hoje, pelo secretário estadual de desenvolvimento e turismo, Rafael Brito, com aumento do fluxo na ordem de 35% no fluxo de voos.

Atualmente, só Gol e Latam operam em Maceió, cada uma com um voo por dia com destino ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, na grande São Paulo. A primeira companhia a ampliar suas operações será a Latam, que passará a ter três voos diários com destino a Guarulhos, a partir do dia 1º de julho. A Gol passa a contar, a partir do dia 8 de julho, com cinco operações em Maceió, com destino a Brasília, Aracaju, Rio de Janeiro e dois voos para Guarulhos, sendo um direto e um com escala em Aracaju.

Já a Azul terá, a partir do dia 06 de julho, um voo diário com destino a Recife. No total, serão nove voos diários com chegadas e partidas nos três períodos: manhã, tarde e noite.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, esses números são resultados de reuniões de aproximação e acordos com as companhias aéreas encabeçadas pelo governo do Estado.

“Desde o início da pandemia, a malha aérea era uma preocupação grande, já que boa parte dos nossos turistas chegam por meio deste transporte. Diante disso, intensificamos as nossas ações com as empresas, traçamos metas e conseguimos cumprir esse objetivo de 30% da malha aérea ainda em julho. Seguiremos nas tratativas para que nossos voos sejam conquistados, já que nosso destino certamente será um dos mais procurados do país neste segundo semestre”, ressaltou.

 

Incentivo

Desde o ano passado, as principais companhias aéreas do país – Gol, Latam e Azul – contam com o incentivo concedido pelo governo de Alagoas para o fomento da malha aérea do Estado. Com esse acordo, o executivo estadual garante às empresas a redução de 12 para cotas de 8, 6 e 5% do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o Querosene de Aviação (QAV), responsável por cerca de 40% dos custos de operação das aeronaves. Na alta temporada de verão de 2019, esta medida rendeu ao estado o acréscimo de aproximadamente de 40 mil turistas.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *