Retomada: destinos turísticos alagoanos elaboram protocolo médico-sanitário
   Mozart  Luna  │     19 de maio de 2020   │     6:00  │  0

O estabelecimento de um protocolo médico-sanitário para a atividade turística em Alagoas está ainda e a discussão de forma particularizada em cada destino. Contudo alguns estabelecimentos tomaram a iniciativa e já têm o “manual de boas práticas”.

Um exemplo é a pousada Paraíso dos Coqueirais e Japaratinga, que buscou a ajuda de sanitaristas e pesquisou outros protocolos, como o Clean & Save, já aprovado em Portugal. Em Porto de Galinhas, Pernambuco, a hotelaria também já tem um protocolo pronto para ser colocado em prática.

Destinos como os Cânions do São Francisco, ainda não tem um protocolo médico-sanitário, mas segundo o presidente do Conselho Municipal de Turismo ( Comtur) , Júnior Lisboa, as discussões já começaram tendo como parceiro para orientação o Sebrae.

Segundo ainda ele o protocolo deverá estar pronto até o final desse mês, já que o trade da região quer investir na divulgação para atrair o turista regional, assim que o quadro da pandemia se estabilize.

Os empresários da região do São Francisco estão bastante unidos, inclusive nos trabalhos de acompanhamento das ações de governo para evitar que o destino registre um grande número de pessoas contaminadas. O trabalho tem surtido efeito, já a região apresentar um pequeno número de vítimas.

Em Barra de São Miguel dos empresários ainda não tem um protocolo médico-sanitário definido e atualmente as conversações o ocorrem em as operadoras, com o objetivo de ser ter uma sinalização para a reabertura. O destino vem se caracterizando como de charme, mas com o lançamento da plataforma BHC, pela operadora CVC, de venda das ao estilo Airbnb, o cenário pós pandemia pode ser outro.

No Chamado Corredor de Charme, centralizado em São Miguel dos Milagres, a situação é também indefinida, principalmente porque o gestor municipal está desconectado totalmente da atividade turística, cabendo ao trade se organizar e estabelecer um protocolo, que proporcione segurança a saúde do hospede. Contudo até agora, pelo que pudemos apurar não existe nenhuma iniciativa no sentido de elaborar um protocolo médico-sanitário.

Já o Costa dos Corais & Visitors Bureau , com sede Maragogi informou que os associados estão discutindo um protocolo médico-sanitário em parceria com o poder público local e que na próxima quinta-feira, deverão aprovar. A entidade tem cerca de 44 filiados, sendo um dos maiores de Alagoas.

Ana Carvalho, presidente executiva do Costa Dourada Convention disse cada equipamento hoteleiro tem suas peculiaridades e por isso algumas adaptações serão realizadas para cada situação.

O protocolo médico-sanitário do Costa Dourada Convention Bereau deverá seguir normas de cuidados sanitários, muitas das quais já são postas em prática no dia a dia dos estabelecimentos hoteleiros, entretanto com mais regras que garantam a saúde dos visitantes e deixe todos tranquilos quanto a saúde.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *