Monthly Archives: abril 2020

Carta aberta das entidades de turismo ao Governo Federal
   Mozart  Luna  │     30 de abril de 2020   │     21:08  │  0

 

São Paulo, 30 de abril de 2020 – Sem resorts, hotéis, parques e atrações turísticas, será que existirá turismo no país? O que acontecerá com tantas pessoas e destinos inteiramente dependentes desta atividade? Sem produtos e serviços do turismo, como se dará a retomada das companhias aéreas e o que será das locadoras de automóveis? É possível trazer muitas provocações a respeito das consequências da não sobrevivência do setor.

Mas, talvez, a mais importante indagação em um país continental e diverso como o Brasil é: qual seria o setor econômico substituto do turismo capaz de gerar o efeito multiplicador e descentralizado para a economia? O Governo Federal trouxe soluções importantes para uma fase de contenção dos efeitos negativos da pandemia e vários setores produtivos foram contemplados por meio da MP 936.

No entanto sabemos que há setores que, mesmo impactados, ainda continuam produzindo. Esse não é o caso do turismo. Essa indústria foi a primeiro e será a última a retomar sua normalidade. No Brasil, até o momento, já computamos R$ 14 bilhões de prejuízos no setor de Turismo desde o início da crise, 295 mil demissões, impactando 571 atividades econômicas dependentes do segmento de viagens.

O efeito dominó diante da paralisação da atividade turística de lazer e de negócios pode levar à falência não apenas de empresas, mas também de inúmeros municípios espalhados pelas cinco regiões do país que tem suas atividades diretamente ligadas ao setor. Medidas transversais foram cruciais, mas não serão suficientes! É o momento do Governo Federal dar prioridade para o turismo, onde o motor da atividade: resorts, hotéis e parques, necessitam de um auxílio adicional para sobreviverem. Já estão na UTI! Precisam de “respiradores” e um remédio de uso contínuo por 03 anos para conseguir sua alta, ou seja, recuperação completa. A solução para passar da etapa de sobrevivência e chegar ao momento da recuperação depende principalmente de três movimentos que devem acontecer paralelamente: o primeiro é a prorrogação da suspensão do contrato de trabalho (MP 936) para o turismo, cuja retomada é mais lenta); o segundo é a liberação imediata de crédito para pequenas, médias e grandes empresas do setor e, por fim, mas não menos importante, criar estímulos fiscais para encurtar ao máximo a etapa de recuperação deste importante setor, grande gerador de empregos e indutor de forte impacto socioeconômico.

Mais do que salvar 8,1 % do PIB Nacional é vital salvar toda a cadeia de empregos, diretos, indiretos, formais e informais, que atuam em todo setor do turismo do nosso país, do Oiapoque ao Chuí!

Atenciosamente,

Sérgio Souza Presidente Resorts Brasil (Associação Brasileira de Resorts) Manoel Cardoso Linhares Presidente Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) Orlando de Souza Presidente Executivo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) Alexandre Sampaio Presidente Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) Murilo Pascoal Presidente Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (SINDEPAT) Vanessa Costa Presidente Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil (ADIBRA) Toni Sando Presidente União Nacional de CVBx e Entidades de Destinos (UNEDESTINOS) Simone Scorsato Diretora Executiva Brazilian Luxury Travel Association (BLTA)

>Link  

Prefeito de Porto Calvo alerta população para necessidade de ficar em casa
   Mozart  Luna  │       │     19:15  │  0


A Prefeitura de Porto Calvo vem intensificando as ações de prevenção por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O governo municipal está tomando todas as medidas possíveis para evitar o avanço da doença. A gestão vem reforçando o pedido para que a população faça a sua parte e pratique o distanciamento social e tome todos os cuidados de higiene.

Nesta quinta-feira (30) a Secretaria Municipal de Saúde promoveu uma ação de prevenção no Centro da cidade com distribuição de máscaras, verificação de temperatura corporal, entrega de panfletos e orientando a população sobre a importância do distanciamento social. A ação foi intensificada na agência da Caixa Econômica Federal, Casa Lotérica e estabelecimentos que estão abertos que são considerados essenciais.

Ainda nesta quinta-feira (30) a gestão municipal promove a desinfecção da farmácia pública; das unidades básicas de saúde do Varadouro, Mangazala e Maria da Penha; e ainda vai fazer essa semana de locais públicos na região comercial da cidade. A desinfecção já foi feita este mês no Hospital Municipal São Sebastião e nas ambulâncias do município.

O prefeito David Pedrosa ressaltou que a gestão está empenhada na prevenção e pede a colaboração da população. “Estamos fazendo todo o possível: equipando e capacitando os profissionais, desinfecção de prédios públicos, promovendo uma comunicação sobre a prevenção, fazendo barreira sanitária e tudo que está ao nosso alcance. Mas eu quero ressaltar que a população faça a sua parte. Essa luta é de todos nós. É preciso praticar o distanciamento social; sair apenas se for extremamente necessário e usar máscaras”, frisou.

Barreira Sanitária

A Prefeitura de Porto Calvo implantou uma barreira sanitária na rua Boa Vista, no Centro da cidade, com o objetivo de detectar possíveis casos de síndromes gripais. Quem entra na região é parado pela equipe da Vigilância Sanitária, passa por uma entrevista, verifica a temperatura e caso apresente algum sintoma de gripe, a pessoa é encaminhada para uma unidade de saúde.

Feira Livre

A gestão também fez alterações importantes na feira livre de Porto Calvo: apenas feirantes do município estão autorizados a fazer a comercialização de produtos. Na feira que vai acontecer neste sábado (2) a Secretaria de Saúde vai distribuir máscaras e orientar a população sobre a importância da prevenção.


Cestas básicas e Kit de merenda escolar

O prefeito David Pedrosa informou que enquanto durar a pandemia, a gestão vai distribuir 3 mil cestas básicas para a população mais vulnerável do município. A Secretaria Municipal de Educação esse mês já distribuiu o kit de merenda escolar para os alunos da rede municipal e ação vai continuar mensalmente enquanto as aulas estiveram suspensas.

Órgãos públicos e serviços públicos

Para coibir o avanço do novo coronavírus, a gestão vem tomando medidas importantes como a suspensão das aulas nas redes pública e privada desde o dia 23 de março; suspensão das atividades em órgãos e serviços públicos desde o dia 23 do mês passado. Apenas os serviços considerados essenciais estão funcionando. A Secretaria de Assistência Social está atendendo a população sobre o auxílio emergencial.

Eventos proibidos

A Prefeitura de Porto Calvo publicou o decreto número 03/2020 que proibiu shows, eventos (incluindo esportivos) e espetáculos em público sejam de iniciativa pública ou particular, independente do número de pessoas em estado de aglomeração.

Casos confirmados

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Porto Calvo possui dois casos confirmados da Covid-19. Além disso, há cinco casos em investigação (suspeitos), três já foram descartados e nenhum óbito registrado. No Estado são 957 casos confirmados, 398 suspeitos, 107 pessoas recuperadas e 41 óbitos.

ASCOM PORTO CALVO

 

>Link  

TAP pode sofrer com decisões do Governo Português
   Mozart  Luna  │       │     10:01  │  0

A Companhia aérea portuguesa TAP é a que possui o maior numero de conectividade entre o Brasil e a Europa, com dezenas de voos diários, que atualmente estão suspenso devido a pandemia do coronavírus. Por isso toda notícia que esteja ligada a TAP interessa a milhares de brasileiros, que fazem turismo na Europa, têm negócios e também aos lusos/brasileiros que tem laços familiares.  A empresa também tem em Alagoas um projeto em andamento que são os voos semanais, previsto para iniciarem a partir de 12 de junho desse ano.

Nosso blog vem acompanhando todas informações que envolver o futuro da TAP e ontem o  Governo de Portugal, disse que a intevernção na companhia aérea TAP implicará na participação ativa nas decisões da empresa a serem tomadas. A declaração foi do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, na última quarta-feira 29), no Parlamento.

“Qualquer intervenção do estado soberano na TAP implicará que o Estado português, através do Governo, acompanhe todas as decisões que serão tomadas nos próximos tempos com impacto relevante na vida e no futuro da empresa”, disse ele.

Segundo ainda Pedro Nuno que esta ser estudado o modelo de apoio, noticia a Lusa.

“A música agora é outra no que diz respeito à TAP”, afirmou, sublinhando que a companhia aérea, “sem intervenção pública, não tem qualquer possibilidade de sobreviver”.

“É bom que todos sejamos conscientes que a nossa missão será salvar a TAP e não nenhum acionista em particular, obviamente que estamos disponíveis e interessados que os nossos parceiros na empresa acompanhem qualquer intervenção na empresa, mas têm de acompanhar”, caso contrário isso terá “necessariamente consequências na relação societária” da empresa, alertou.

Pedro Nuno Santos falava na comissão parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, no âmbito de uma audição regimental.

 

>Link  

Mineradora Vale Verde conclui obras de terraplanagem e remaneja operários
   Mozart  Luna  │     29 de abril de 2020   │     19:18  │  1

As obras de terraplanagem na área que está sendo implantada a Mineradora Vale Verde (MVV), no município de Craíbas, região Agreste de Alagoas, à 135 quilômetros de Maceió, foram concluídas com sucesso e sem nenhum registro de acidentes de trabalho, rigorosamente dentro do cronograma estabelecido.

Entretanto a conclusão dessa etapa do serviço, não significa dispensa de trabalhadores, ao contrário todos foram remanejados para outra empreiteira, que atua na construção da infraestrutura da Mineradora.

Cerca de 40% destes trabalhadores, que são de Arapiraca, Craíbas e outros municípios da região, foram remanejados para outras empresas que atuam na obra, tais como a Fagundes e a Milplan.

 

Operadores de equipamentos, motoristas, mecânicos, técnicos de meio ambiente, de laboratório e de saúde e segurança ocupacional, auxiliares de topografia, serviços gerais e almoxarifado, técnicos de laboratório, serventes, carpinteiros e pedreiros são as principais funções recontratadas.
“É um excelente índice, que deverá subir ainda mais, pois a contratação de mão de obra local, além de beneficiar a região e promover o desenvolvimento sustentável do território, aumenta a segurança do nosso Projeto”, lembra Marco Magalhães, gerente de Construção da MVV.

Responsabilidade social

Dessa forma a MVV cumpre um de seus compromissos que é de responsabilidade social e sustentabilidade da atividade de mineração, gerando empregos e renda na região onde está instalada.

Essa é uma nova forma de fazer mineração no Brasil, cumprindo seu papel social junto às comunidades e interagindo com as pessoas, buscando criar entre elas uma identificação com a atividade mineradora, que gera riqueza, cuida do meio ambiente, melhora a qualidade de vida de todos e ainda se preocupa com as famílias de seus colaboradores diretos e indiretos.
Ritmo das obras

As obras de terraplanagem no Projeto Serrote foram iniciadas em junho de 2019, com 64 trabalhadores. Entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020, cerca de 250 pessoas chegaram a atuar na obra, sendo três a cada quatro deles naturais de Alagoas.

O contrato da MVV com a Construtora Terraço foi concluído sem nenhuma ocorrência de acidentes, o que mostra a contribuição positiva da mão de obra local na criação de uma elevada cultura de segurança.

Vale lembrar que as atividades da MVV em Alagoas atingiram a meta de 1.200 empregos diretos e indiretos, sendo atualmente uma das maiores geradoras de postos de trabalho no Estado.

Texto: Blog e assessoria de comunicação

>Link  

Aibnb sai na frente do setor hoteleiro e cria protocolo sanitário
   Mozart  Luna  │       │     16:11  │  0

 

A atividade de hospedagem em todo mundo está se movimentando para proporcionar aos clientes a segurança de sua saúde, através de serviços certificados de higienização sanitária. A plataforma Airbnb, que aluga imóveis por temporadas anunciou ontem (27) o protocolo padronizado e abrangente de higienização.

A iniciativa, que é global, visa apoiar anfitriões e hóspedes para o futuro das viagens, com foco na saúde e na segurança da comunidade.

Os imóveis estão também sendo utilizado em lugar de acolhimento, e o futuro das viagens também dependerá de uma nova zona de conforto, com a privacidade e os benefícios de um lar longe de casa, sem multidões ou alta rotatividade.

Segundo o presidente de Acomodações do Airbnb, Greg Greeley, a plataforma Airbnb vem mantendo contado com especialistas líderes em saúde e higiene para implantar ações padronizadas nos estabelecimentos parceiros.
O primeiro país onde o Protocolo de Higienização do programa será os Estados Unidos. No Brasil realizados contados com orientação de autoridades sanitárias e em parceria com especialistas em hospitalidade e higiene médica locais.

Em maio serão informadas as diretrizes que devem incluir capacitação da comunidade de anfitriões sobre como higienizar todos os cômodos de uma casa e certificação das acomodações que seguem esses padrões.

As normas do protocolo estará disponível para todos os anfitriões do Airbnb, incluirá, ainda, informações específicas sobre a prevenção à covid-19. Uma das orientações será com relação a utilização de equipamentos de proteção individual) para os anfitriões e seus assistentes, além de desinfetantes certificados por autoridades sanitárias.

Será estabelecida uma quarentena de 24 horas, após a última estadia, e antes que o próximo hóspede entre na acomodação para evitar eventuais riscos de contaminação.

Quem não puder cumprir com o Protocolo de Higienização poderá optar por um novo recurso chamado Intervalo entre Reservas, que estabelece um período maior, de 72 horas, entre o fim de uma reserva e o início de outra.

Essa quarentena de 24 horas faz  recomendações dos consultores em saúde e devem ser aplicadas em outro programa do Airbnb, que já ofereceu mais de 200 mil estadias a profissionais de saúde na linha de frente do combate à covid-19 pelo mundo em países como: Alemanha, Colômbia, Espanha, Itália e México.

Segundo o presidente da plataforma essa é uma garantia dados aos clientes e dessa forma sai na frente do setor hoteleiro tradicional que até agora não se manifestou através de suas entidades representativas.

Esse esforço de garantia da segurança da saúde dos hospedes, faz parte do forte histórico de limpeza do Airbnb. Segundo dados da plataforma de 31 de março de 2020, 94% das avaliações deixadas por hóspedes após uma estadia mostram que eles estão satisfeitos com a limpeza, com classificações que vão de 4 a 5 estrelas.

 

>Link