O compromisso dos jornalistas com o turismo
   Mozart  Luna  │     30 de março de 2020   │     20:18  │  0

O mundo vive um cenário somente previsto na imaginação de produtores de filmes hollywoodiano, onde uma ameaça catastrófica fez o planeta parar, com o objetivo de conter o surto de contaminação do coronavírus.

Diante de um cenário como esse é preciso se planejar, para quando sairmos dessa situação. Para isso temos a tecnologia que dispomos e aproveitar também o tempo que estamos em quarentena, dentro de nossas casas. O mundo virtual, através da rede mundial de computadores (internet), está à nossa disposição.

No setor do turismo os portais de viagens e os profissionais jornalistas estão dando provas do compromisso com a atividade e mostram seu potencial, com informações com credibilidade, seja através de reportagens, ou defendendo o setor, como gerador de emprego e renda.

A quarentena pode ser um momento de planejamento de viagens, até porque esse período deixou muita gente, que adora conhecer lugares e pessoas diferentes, com a vontade redobrada e é aí que entra o profissional compromissado com a informação.

Compromisso

Os empresários do setor de turismo, devem aproveitar esse momento para preparar trabalhos inédito; não com aventureiros das redes sociais, que não têm compromisso com a informação, mas com profissionais de comunicação, que conhecem bem como a máquina funciona e convivem com o empresariado nos bons e maus momentos.  Não basta só postar nas redes sociais fotos bonitinhas de lugares, mas é preciso produzir a informação em formato de reportagens, realizadas por quem é da aérea e tem credibilidade.

Nunca vivemos um momento de bombardeio tão grande de Fake News, mas que está servido para a população aprender a desconfiar da “informação”, escolhendo quem tem credibilidade para isso.

Indicar um hotel, pousada ou restaurante é responsabilidade de quem está sempre ao lado do setor, lutando com o empresariado na atividade do turismo e tem também a experiência que pode decidir na escolha. As pessoas estão despertando para fato de não se deixar influenciar, por quem não tem compromisso com a informação.

Valem lembrar que quem se deixar influenciar por futilidades, não tem personalidade própria para tomar decisões. São pessoas que apenas seguem a “boiada”, mesmo que leve a um precipício. São os tolos.

Nesta luta contra o coronavírus, os jornalistas estão mostrando seu papel dentro da sociedade, tanto assim que a produção de informação é um serviço essencial. Quem está nas redes sociais, como consumidor de informação despertou para a diferenciar entre quem está na rede para apenas influenciar, confundido e deturpando a verdade, com quem está trabalhando para levar o fato como é realmente. Não seja tolo, não se deixe influenciar.

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *