Argentinos devolvem aeroporto de Natal, alegando que é inviável
   Mozart  Luna  │     6 de março de 2020   │     15:00  │  0

 

O aeroporto de Natal no Rio Grande do Norte amarga a vergonha de ser devolvido pelo Grupo argentino Inframérica, sob alegação que os estudos apresentados, na época do leilão não condiz com a realidade. O equipamento aeroportuário foi leiloado à iniciativa privada em 2011. A decisão foi comunicada formalmente ontem quinta-feira (5) ,à Anac (Agência Nacional de Aviação). A Inframérica calcula ter investido R$ 700 milhões em obras de infraestrutura no local.
Os argentinos alegam três fatores motivaram o grupo a tomar essa decisão:

1.Os estudos de viabilidade do aeroporto à época do leilão previam um movimento de 4,3 milhões de passageiros em 2019, mas na realidade a demanda verificada foi de 2,3 milhões;

 

  1. as tarifas de embarque ficaram defasadas e hoje são 35% inferiores às dos aeroportos da segunda e da terceira rodadas de concessões, que foram licitados em 2012 e em 2013;

 

  1. A torre de controle em Natal é a única operada por uma concessionária, mas tem tarifas de navegação aérea que equivalem a um quarto do valor praticado pelas torres da Infraero ou do Decea, vinculado à Aeronáutica.

    Em Natal, a Inframérica é dona de 100% do aeroporto. No caso de Brasília, ela detém 51% – a Infraero manteve participação de 49% na sociedade. Ambas as unidades foram privatizadas no governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

 

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *