Reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares está “travado” na SAC
   Mozart  Luna  │     7 de fevereiro de 2020   │     16:00  │  5

 

O processo de reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares, para categoria Delta (D), foi concluído e se encontra há 45 dias na Secretária de Aviação Civil para análise. Todo trabalho de topografia e retirada de obstáculos físicos, que colocavam os voos em riscos foram retirados, graças ao emprenho da superintendência da Infraero em Alagoas, imprensa, trade turísticos e Sedetur.

A reclassificação é necessária para viabilizar o estabelecimento de voos internacionais regulares com aviões na categoria A 330 e A 340, bastante usados pelas companhias aéreas internacionais na Europa. A TAP, independente da categoria do aeroporto, resolveu o problema lançando a rota Maceió/Lisboa/Maceió, com as novas aeronaves NEO321 LR, que são compactos e têm autonomia de voos para fazer o percurso Lisboa/Maceió.

Presidente da Embratur esteve com o diretor  da Air Europa, Gonzalo Romero, que demonstrou interesse em estabelecer voos regulares entre Lisboa/Maceió/Lisboa. 

Já outras companhias como, KLM, Air Europa, Air France, Ibéria e Lufthansa operam geralmente com os aviões a 330, situação que exige autorização especial da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que termina se transforma em um processo burocrático que dura meses. Contudo a Infraero, ouvida por nós, garante que se alguma companhia aérea precisar de autorização para aviões A 330, ela será concedida em tempo recorde.

Paralelamente, a expectativa na espera pela reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares, foi anunciado que a concessionária espanhola Aena, assume a operacionalização do equipamento aeroportuário, no dia 13 de fevereiro. Todos envolvidos nas atividades do turismo em Alagoas torcem para que a reclassificação ocorra antes dessa data.

>Link  

COMENTÁRIOS
5

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

    1. MARCELO PEIXOTO

      A TAP, independente da categoria do aeroporto, resolveu o problema lançando a rota Maceió/Lisboa/Maceió, com as novas aeronaves NEO321 LR, que são compactos e têm autonomia de voos para fazer o percurso Lisboa/Maceió.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *