Capitão Nikolas Zacharopoulos: o Lobo do Mar que se apaixonou por Alagoas
   Mozart  Luna  │     12 de dezembro de 2019   │     19:05  │  0

 

 

Tem pessoas que encontram o lugar de seus sonhos para morar para o resto da vida; simplesmente se apaixonam com o céu, a luz do sol e a cor da vegetação. Assim foi o com comandante da marinha mercante grega, Nikolas Zacharopoulos, ou simplesmente Capitão Nikolas, como é chamado pelos amigos.

Ele conheceu a Ilha da Crôa e a Praia de Carro Quebrado, em Barra de Santo Antônio, Litoral Norte de Alagoas, sendo amor à primeira vista. A partir dai o “Velho Lobo do Mar”, resolveu que construiria um dos melhores hotéis de charme, ecologicamente correto do Brasil.

Isto em na década de 90, quando ainda não se pensava neste conceito de hotelaria. Em uma área privilegiada pela natureza, com um quilometro de praia e um denso coqueiral, sem rede elétrica sem abastecimento de água encanada e tratada. Não havia até mesmo estradas de acesso. O desafio foi lançado ao “Velho lobo do mar”. Ele decidiu então iniciar, o que seria na época, o mais luxuoso equipamento hoteleiro de Alagoas: Capitan Nikolas Island Ecological Ressort Hotel.

O empreendimento foi construído com 39 confortáveis chalés, quadra de tênis, restaurante e piscina, sendo o primeiro hotel pé na areia daquela região com 400 metros de frente para o mar, sendo que toda área do projeto é de 5 mil metros. No mar existem piscinas naturais e corais onde se pode fazer mergulhos.

Meio ambiente

O Capitan Nikolas foi construído respeitando a natureza local, com um projeto para época inovador, empregando o conceito europeu de ambientalmente correto e sustentável.

A concepção foi proporcionar o máximo de arborização e massa verde aos hospedes, objetivando uma harmonia entre o empreendimento e a natureza local, respeitando o ecossistema. Naquele momento o Capitão Nikolas chegou a ser chamado de “ecologista”. Não sabiam os críticos, que o empresário estava com uma visão 30 anos na frente da concepção de construção civil o Brasil, que primava pelo uso parede de alvenaria revestida com linhas retas.

E assim foi erguido o Capitan Nikolas com todo charme, requinte e respeito ao meio ambiente e de frente para uma das praias mais lindas do Brasil: carro quebrado, na Ilha da Croa, na Barra de Santo Antônio, Litoral Norte de Alagoas. Ele parecia que enxergava o futuro, pois vizinho a ele um dos maiores grupos hoteleiros de Portugal e Brasil vai construir o maior resorts do Estado: Grupo Vila Galé.

Passado o tempo, o Velho Lobo do Mar, teve que se afastar periodicamente de seu paraíso, para tratar de seus negócios em seu país: a lendária Grécia, deixando o empreendimento nas mãos de terceiros, que não cuidaram do hotel.

Uma situação que levou o Capitão a fechar o empreendimento por seis anos e arrendar o restaurante, resultando no decorrer do tempo, em um imbróglio na Justiça, onde o empresário grego busca o seu direito de ter de volta, o que é seu legitimamente.

Nova administração

Atualmente o empresário fechou contrato com um grupo alagoano, para administrar o restaurante e busca parcerias para reabrir o hotel, buscando gerar emprego e renda no município de Barra de Santo Antonio.

Atualmente o Capitan Nikolas é o maior empreendimento hoteleiro existente com capacidade de gerar cerca de 350 empregos diretos e indiretos, além de fomentar a economia local trazendo turistas.

O Velho Lobo Mar, continua com o mesmo entusiasmo de 20 anos atrás. Segundo Alagoas vive um momento diferente. “Hoje o turismo é carro da economia desse maravilhoso estado, onde resolvi investir e acreditar. Sou um apaixonado por Alagoas, que se transformou na minha nova casa”, finalizou.

 

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *