Buracos na AL 220 prejudicam turismo e agricultura no Sertão
   Mozart  Luna  │     9 de agosto de 2019   │     8:05  │  0

Um dos trechos da rodovia AL 220, entre Arapiraca e Olho d’agua do Casado, um percurso de cerca de 160 quilometro está totalmente esburacado causando vários acidentes envolvendo carros.

A rodovia AL 220 é uma das mais importantes do Agreste e Sertão de Alagoas para o escoamento de produtos agrícolas, transporte de passageiros e o turismo para região dos Cânions do São Francisco.

Segundos os transportadores alternativos que fazem a linha Maceió, Arapiraca, Piranhas e Delmiro Gouveia a situação é critica e vem colocando em risco centenas de vidas, já que a rodovia AL 220 tem uma grande importância logística para dezenas de municípios que integram a região.

Os agricultores e produtores de leite do Sertão disseram que o prejuízo tem sido grande, principalmente quando os caminhões que fazem o transporte do produto quebram ou baixa pneus. Os alunos das redes estaduais e municipais de ensino também reclamam da situação e os motoristas dos ônibus, que fazem o transporte escolar, alegam que todos os dias existem atrasos, ou simplesmente alguns alunos ficam sem assistir aulas porque não tem transporte.

Outro segmento da atividade econômica alagoana, que vem também sofrendo com os buracos da rodovia AL 220, entre Arapiraca e Olho d’água do Casado é a atividade turística. Os ônibus de turismo e veículos locados por turistas, que se dirigem para a região dos Cânions e o Sertão também sofrem avarias que interrompem a viagem e prejudica o destino, gerando uma péssima imagem para o destino. Os empresários pedem ao Departamento de Estradas e Rodagens (DER), providencias urgentes.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *