Monthly Archives: julho 2019

O sabor da gastronomia da Villas Taturé em São Miguel dos Milagres
   Mozart  Luna  │     12 de julho de 2019   │     13:45  │  0

IMG_9217

No Litoral Norte existe uma pérola do turismo no Nordeste, que são as praias da chamada rota ecológico, que ficam entre Barra de Camaragibe e Porto de Pedras. É a faixa de litoral mais bonita da região, graças às cores do mar e belezas proporcionadas pelas muralhas de corais e os coqueiros que ornamentam a paisagem.

Nesse trecho do litoral existem belíssimas pousadas de charme, que se diferenciam pelo serviço oferecido aos hóspedes. Além do conforto proporcionado pela gastronomia própria desenvolvida, por esses estabelecimentos  constituindo um atrativo à parte, que dão uma personalidade própria a cada pousada. Um DNA para cada refeição.

 

Neste contexto destacamos a Pousada Villas Taturé, em São Miguel dos Milagres – pertinIMG_9248 - Copiaho de Maceió – a cerca de 70 quilômetros rodovia AL 101 Norte.

Villas Taturé possui seis confortáveis chalés de frente para praia, em meio a um enorme coqueiral, que se espalha por quase um quilômetro de extensão, sendo um dos ambientes de hospedagem mais reservados que existe na região. O som que se ouve é dos pássaros e do vento acariciando os coqueiros, que balançam como a bailar ao vento. Um espetáculo!

Entretanto a Villas Taturé, não se resume apenas a praias e aos confortáveis chalés, mas também a uma fantástica e exótica gastronomia desenvolvida por seu proprietário Gilson Machado Neto, poeta, cantor, sanfoneiro, amante dos bons vinhos e comida.

Gilson Neto desenvolveu pratos que deixam qualquer “vigilante do peso” louco, desejando provar tudo que tem no cardápio da pousada. Um dos mais procurados é o macarrão de coco, um prato que somente ele sabe fazer. Para isso, segundo ele, se faz necessário dez cocos para se preparar apenas um prato.

“Tem que escolher bem a carne do coco, devido à textura”, disse ele, se limitando a essa observação e guardando os segredos da receita na cabeça. O prato deve ser acompanhado, segundo ele, de um bom vinho tinto e uma sobremesa de cocada ao forno com sorvete de creme.

Peixe no sal grosso

IMG_9233

 

Outro prato desenvolvido na Pousada Taturé é o peixe no sal grosso ao forno. Neste prato também existe uma ação pessoal do “Chef Gilson”, ele mesmo vai ao mar pescar. E neste dia ele havia passado dois dias em alto mar – “lá fora”, como dizem os pescadores – e o resultado da pescaria foram quase dez quilos de pargos, peixes de coloração rósea, que habitam locais de profundidade de até 200 metros.

O peixe no sal grosso ao forno não só é delicioso, como também é precedido de um rito no  ato de servi-lo à mesa. Ele chega dentro de uma forma de metal, totalmente coberto de sal grosso ainda quente do forno. Aos poucos o sal é retirado cuidadosamente, até que o peixe fica totalmente descoberto.

 

O cheiro toma conta do ambiente e logo vem à voIMG_9204 - Copiantade de tomar um bom vinho verde português, de preferência Casal Garcia frisante.  Vale ressaltar que uma das peculiaridades da Pousada Villas Taturé, é sua adega admirável, capaz de atender aos mais exigentes apreciadores do bom vinho.

IMG_9236

A sobremesa recomendada depois de um peixe no sal grosso ao forno é a surpresa Taturé,
Trata-se de sorvete de creme com brigadeiro servido no coco.

IMG_9237

Depois de saborear essa boa comida só nos resta ir à praia deitar em uma espreguiçadeira debaixo da sobra dos coqueiros e sentir a brisa do mar tocar o rosto.

CONTATO –  82- 991775771

 

>Link  

“Muambeiros” tomam contam da orla de Maceió
   Mozart  Luna  │     11 de julho de 2019   │     21:55  │  1

 

Os problemas que afligem o Centro de Maceió chegaram a orla marítima com a proliferação dos vendedores ambulantes que infestam as praias com bugigangas de toda espécie, que vai desde capa para aparelho celular, passando roupas e produtos eletrônicos contrabandeados.

O turista que pensa em fica na praia tomando sol descansando não consegue fica um minuto sossegado, sem ser incomodados com as “ofertas”. Um problema que não tem controle da prefeitura e que deixou esse abuso crescer a tal ponto, que o presidente da Associação Brasileira da Industria Hoteleira (Abih) Milton Vasconcelos desabafar afirmando que a situação é insustentável.

Segundo ele os turistas não aguentam mais o assédio dos vendedores ambulantes, que se multiplicaram de tal forma, que hoje quem fica na praia é abordado no mínimo por 10 a 12 ambulantes, em menos de 10 minutos.

Muitos dos vendedores não são sequer alagoanos e os produtos oferecidos são de origem ilegal. Nos finais de semana, geralmente as sextas-feiras, se pode notar veículos vindos do interior de Pernambuco, descarregando produtos com verdadeiros batalhões de vendedores irregulares.

Esses vendedores são recrutados e não são os donos dos produtos (muambas) pois ganham um percentual de comissão de venda. É um comércio ilegal, patrocinado por gente com capital financeira estabelecido em outros estados, que encontram as facilidades de “desovar” esses produtos na orla marítima de Maceió.

O combate a esse tipo de comércio também deveria contar com a fiscalização da Secretaria Estadual da Fazenda, que pode realizar blitz, abordando caminhões e veículos que transportam essas mercadorias (muambas) de forma clandestina, já que não têm nota fiscal. A Polícia Federal também poderia se juntar a operação, já que os ambulantes vendem produtos eletroeletrônicos de outros países.

Vamos aguardar que a autoridade se restabeleça na orla marítima de Maceió e faça cumprir a lei e ordem.

 

 

>Link  

Maceió cai dois lugares no ranking no buscador Kaiak de turismo
   Mozart  Luna  │     10 de julho de 2019   │     22:09  │  1

 

Maceió ficou em oitavo lugar no ranking do buscador Kayak, caindo duas posições em relação a 2018. Avaliação destaca os dez primeiros como os mais procurados do Brasil. A surpresa foi o crescimento de Salvador e Recife e surgimento de Natal. Ano passado a capital alagoana foi a que mais cresceu e este ano.

São Paulo e Rio de Janeiro lideram o ranking seguido de Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Brasília. O que se pode observar é a permanência da Fortaleza, numa condição estável graças aos investimentos de marketing constante e sistemático. Maceió sempre foi também um destino bastante procurado, mas a queda de duas posições, no ranking deve ascender a luz amarela, para que os empresários e governos analise o que está ocorrendo.
Internacional

No ranking internacional Portugal surge liderando com as cidades de Lisboa que encabeça a lista, pelo segundo ano consecutivo e Porto aparece na lista pela primeira vez. Buenos Aires, na Argentina, e Santiago, no Chile, ultrapassaram Nova York. “Os destinos em alta serem todos domésticos é um sinal de que o câmbio e a instabilidade econômica continuam impulsionando viagens pelo Brasil”, afirma o líder de Operações do Kayak no Brasil, Eduardo Fleury.

Buenos Aires poderia crescer muito mais no ranking, se não tivesse problemas de ligação aérea, principalmente quando passa pelo caótico aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, além problemas como lixo nas ruas e muitos mendigos, além dos restaurantes dolarizarem seus preços para os turistas, principalmente se forem brasileiros.

O valor de uma passagem aérea para Buenos Aires está bem próximo do trecho para Lisboa, que tem voos diretos e com aviões como os da TAP, bem melhores que os da Gol e a Latam. O serviço de bordo das companhias aéreas nacional fica muito a desejar em comparação ao voos para Europa, que oferecem excelentes refeições, ao contrário das combalidas companhias latinas americanas, com seus salgadinhos.  No balanço geral sai mais em conta e mais confortável viajar para Europa, que para os países vizinhos ao Brasil.

>Link  

Congestionamento: SMTT de Maceió deveria ajudar embarque de turistas
   Mozart  Luna  │       │     10:48  │  4

 

 

A via crúsis que os turistas passam diariamente dentro dos ônibus em Maceió, durante o transfer para os passeios, deverá ser pauta de uma discussão entre empresários do setor turístico e a prefeitura de Maceió. O problema foi abordado por nosso blog semana passada, provocado por reclamações de turistas e denuncia dos guias de turismo, que têm sidos submetidos a situações de estresse e pressão.

Segundo Waldir Santos, diretor executivo da WS Turismo, vários fatores têm contribuído para o crescimento do problema e aponta a falta de locais de estacionamento nas portas dos hotéis, onde foram retiradas as placas de embarque e desembarque de passageiro. O empresário reclamou também da falta de baias para os coletivos estacionarem recuados, para evitar o impedimento do fluxo do trânsito nas via de rolamento.

A empresa WS atende uma das maiores operadoras de turismo da América Latina a CVC  e segundo Waldir Santos, o tempo de um passageiro dentro de um ônibus na operação de embarque, não passa dos 30 ou 40 minutos. “Trabalhos diariamente com metas para serem atingidas e para isso usamos uma logística, que conta inclusive com carros de apoios menores, para agilizar o embarque de alguns passageiros, que se atrasam no horário”, afirma Waldir Santos

SMTT falhas

O empresário reclamou também da postura dos agentes da Superintendência Municipal de Transporte e Transito (SMTT) de Maceió, dizendo que em vez deles ajudar notificam os veículos que param em fila dupla. Segundo Waldir Maceió vem sofrendo ao longo dos anos com o aumento dos veículos e também do fluxo turístico no trânsito.  Waldir Santos disse que existe situações que a viatura da SMTT segue o ônibus com turistas durante o trajeto, apenas para fazer notificações. Para ele os agentes da SMTT deveriam ajudar na agilização do embarque dos passageiros.

“Tentamos implantar um sistema logístico de embarque com carros menos com a operação “Junta Pax’s”, onde se recolhe os turistas em carros menores e embarca todo nos ônibus maiores, mas surgiram outros problemas, onde os passageiros reclamavam por terem mudado de lugar dentro do carro”, disse ele. “Por isso suspendemos a Operação Junta Pax’s.

No momento, segundo ainda Waldir Santos, os empresários estudam a implantação de “bolsões de embarque na orla de Maceió, mas isso vai depender da autorização e do apoio da prefeitura.

Nosso blog entrou em contato com o secretário municipal de turismo, Jair Galvão, para saber a posição da prefeitura de Maceió sobre o assunto, que pediu para aguardamos uma resposta.

>Link  

Embratur vai internacionalizar região dos Cânions do São Francisco e Penedo
   Mozart  Luna  │     9 de julho de 2019   │     14:11  │  0

 

O presidente da Embratur, Gilson Neto, garantiu que a região dos Cânions do São Francisco e Penedo será incluída no Plano Nacional de Marketing de Turismo, com o objetivo de internacionalizar o destino.

 

Gilson Neto confirmou também que ainda este ano estará visitando a região dos Cânions do São Francisco. O anuncio foi realizado durante a audiência com a comitiva formada por empresários e os secretários municipais de turismo de Delmiro Gouveia e Canindé do São Francisco.

A audiência foi solicitada pelo empresário Manoel Foguete, que entregou ao presidente da Embratur um documento, assinado por todos da comitiva, pedindo providencias para o “destravamento” de vários imbróglios, que impedem o desenvolvimento da região.

O presidente Gilson Neto elogio o trabalho realizado por todos, numa região tão sofrida do Nordeste, onde são gerados mais de 6.500 empregos e que está em plena fase expansão rumo ao turismo internacional. O presidente da Embratur disse que há muito tempo acompanha o trabalho (através de nosso blog), que vem sendo realizado para viabilizar a chegada e grupos de turistas internacionais, principalmente da Europa.

Segundo ele estudos serão realizado para ampliar a capacidade do aeroporto de Paulo Afonso na Bahia, para viabilizar a descida de aviões de grande porte vindos da Europa. E solicitou que a prefeitura de Penedo elabore um documento expondo porque as obras do aeroporto até agora não foram realizadas.

O presidente da Embratur colocou à disposição da comitiva os seus auxiliares para que a minuta do documento seja cumprida literalmente, no período de tempo mais rápido possível. “As coisas mudaram e as coisas andam, porque quando assumimos o compromisso em realizar acompanhamos todo o processo até a sua concretização”, disse Gilson Neto.

“Vamos trabalhar sem alarde para não criar falsas expectativas. Não somos ‘fábricas de ilusões’, fazemos parte de um governo sério que ama o Brasil e que está tirando a nação de uma situação deplorável e levando rumo ao desenvolvimento”, destacou o presidente.

GALERIA DE FOTOS:

 

>Link