No lugar errado: Portugal 360 termina domingo no Rio de Janeiro
   Mozart  Luna  │     8 de junho de 2019   │     15:25  │  0

Termina amanhã no Rio de Janeiro mais um evento de promoção de Portugal 360, na Barra da Tijuca. Mesmo com toda violência vivida naquele Estado, os organizadores portugueses erradamente insistem em realizar todos dos anos o evento em terras cariocas, sem dar oportunidade de mostrar um outro Brasil, como o Nordeste por exemplo, que tem praias e lugares lindíssimo e estados com índice de violência baixíssimos como Alagoas.

O evento de marketing continua na contramão das orientações de especialistas como a missão portuguesa, que veio semana passada a Alagoas e recomendou que ser realizassem campanhas para mostrar que o Brasil, não é somente o Rio de Janeiro. O evento busca também captar investidores para a economia portuguesa que vive momento cruciais para sua viabilidade na Comunidade Europeia, que investiu bastante naquele país e agora cobra a conta.

A balança comercial do turismo entre Brasil e Portugal, continua favorável aos lusos com 1,2 milhões/ano de brasileiros ido para lá e apenas 120 mil/ano vindo para cá. Uma situação que é fruto da falta de investimentos em campanhas de divulgação na Europa, como um todo e que precisa ser revertida com ações, como a que vem sendo realizada pelo Governo do Ceará, que investe bastante em campanhas de promoção em todo Europa. Uma prova disso é que aquele Estado Nordestino é único que tem voos direto da Air France, todos os domingos entre Fortaleza e Paris e detém o maior número de recebimento de turistas do Nordeste.

O consultor de negócios da empresa portuguesa Núcleo Inicial, Nuno Mendonça, declarou no workshop, realizado em Maceió no dia 27, no Maceió Mar Hotel, que pre preciso se iniciar campanhas de promoção de Alagoas em Portugal, não só destacando as belezas naturais e os inúmeros roteiros que possui, mas também a segurança pública vivida em Alagoas, que esta semana reduziu ainda mais os índices de violência. “Isto é fundamental para o turista europeu, que só recebe noticiais ruins do Brasil e principalmente do Rio de Janeiro”, disse o consultor

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *