Tragédia anunciada: prefeito não cumpre prazo e perigo ronda o aeroporto Zumbi dos Palmares
   Mozart  Luna  │     30 de março de 2019   │     12:58  │  0

 

Casas construídas na cabeceira de pista de aterrisagem

O prefeito de Rio Largo não cumpriu o segundo prazo dado pelo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Trafico Aéreo (Cindacta), para que fossem realizadas as adequações no entorno do Aeroporto Zumbi dos Palmares, com o objetivo de garantir a segurança dos voos e o inicio do processo de requalificação para categoria Delta (D).

Até poste com rede elétrica estão na rota dos aviões

Este já é o segundo prazo concedido pelo Cindacta, órgão federal ligado ao Ministério da Defesa. O primeiro prazo venceu no dia 15 de março, data estipulada durante uma reunião ocorrida ano passado, em uma reunião entre várias autoridades e empresários do trade turísticos.

Na ocasião o prefeito assinou um documento, se comprometendo em cumprir os prazos para realizar as adequações determinadas pela Infraero e Cindacta. A expectativa a partir de agora é que ocorra uma ação federal, direcionada à prefeitura de Rio Largo, para que sejam realizadas as determinações do Órgão Federal e assim garantir a segurança dos voos.

Campos de açúcar cercam o aeroporto 

O assunto vem gerando muita polêmica, já que o gestor não concretizou as ações solicitadas pelos Órgãos Federais e que possibilitaria mais segurança aos voos e beneficiaria o Estado de Alagoas no desenvolvimento da atividade do turismo, possibilitando colocar o Aeroporto de Rio Largo na rota de voos internacionais regulares.

O Governo do Estado tem se empenhado para que as adequações sejam realizadas, através da Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Turismo (Sedetur). O secretário Rafael Brito disse que tem mantido contato com o prefeito Gilberto Gonçalves e que ele havia comprometido em realizar as adequações necessárias.

Torre de operadora de telefonia móvel bem na cabeceira da pista

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *