Procurador esclarece que ordenação da orla de Maragogi é uma ação da União
   Mozart  Luna  │     28 de março de 2019   │     7:09  │  0

 

O procurador do município de Maragogi, Wagner Lira, esclareceu que a ação de retiradas de barracas e fechamento de estabelecimentos, que ocupavam áreas pertencente ao Patrimônio da União, foi realizada por ordem dos órgãos federais.

O procurador lamentou que oportunistas estejam tirando proveito político do sofrimento das famílias dos trabalhadores, que tiveram prejuízos com a ação do Governo Federal. Segundo Wagner Lira essa atitude é mesquinha e desrespeitosa para com essas pessoas, que neste momento precisam de apoio e orientação, para continuar suas vidas, dentro das normas exigidas.

Wagner Lira disse ainda que esses fatos são consequências da irresponsabilidade das gestões anteriores, que permitiram e incentivaram a ocupação de áreas públicas, mesmo sabendo que ocorreria mais tarde ações, como a que foram realizadas está semana não só em Maragogi, mas também em Japaratinga.

O procurador disse que os gestores dos municípios se solidarizam com as famílias, mas que a lei existe para ser cumprida e alertou para que as pessoas procurarem se informar melhor quando ocuparem áreas pública. Wagner Lira citou ações realizadas pelo Governo Federal nas Praias do Francês e Sereia, onde também houve demolição de bares e barracas que ocupavam áreas da União.

Wagner Lira lamentou também a ocupação desordenada em Maragogi de áreas que não poderiam ter habitações como encostas, morros e acostamento de rodovia. Segundo ele, Maragogi sofreu bastante com esse tipo de ação gerando comunidades sem infraestrutura.

“A população deve ficar alerta para os políticos populistas que mentem, enganam e ludibriam a boa fé do povo, apenas para parecerem “bonzinhos”, mas que na verdade estão criando ilusões, que terminam com dramas como o que estão passando as famílias que tiveram seus negócios e casas demolidos pelo Ibama que é um órgão federal”, finalizou ele.

 

 

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *