Monthly Archives: fevereiro 2019

Penedo abre Carnaval com desfile das baianas e lavagem do Rosário
   Mozart  Luna  │     27 de fevereiro de 2019   │     10:30  │  0

A cidade dos sobrados, Penedo inicia a programação oficial do Carnaval nesta sexta-feira (01) com desfiles dos blocos na Praça Clementino do Monte, às 19 horas, com as Baianas que vão sair para tradicional lavagem das escadarias da Igreja do Rosário.

Além das Baianas desfilam também s Batucada Unidos do Bairro e Milionários do Samba. A agremiação Bumba Meu Boi de Maceió também se fará presente seguido de vários outros blocos.

Uma estrutura de palco também será armada, ao lado da Escola Gabino Besouro, onde se apresentará a Orquestra da Pitanguinha e Frevo Jatobá Jazz. Já no chamado corredor da Folia, na Rua Barão de Penedo terá a apresentação da orquestra Azes do Frevo, Frevo Folia e Frevo Temperado.

No sábado (2) tem concentração na Avenida Cândido Toledo com vários blocos desfilando a partir das 19 horas. No domingo (3) acontece o desfile das agremiações alternativas às 15 horas com Legião de Amigos, Bloco Sulamita, Bloco da saudade e outros

Na segunda-feira (4) a concentração acontece a partir das 15 horas na Avendia Cândido Toledo com os Blocos Molecada do BV, seguido do Bloco Como Teu Amor. Na terça-feira (5), a concentração na Praça Jacome Calheiros, às 19 horas e às 15 horas na Praça Santa Cruz.

ONDE SE HOSPEDAR

HOTEL SÃO FRANCISCO

RESERVAS 3551-2273

>Link  

Bolsa de Turismo de Lisboa, o maior evento de turismo da Europa
   Mozart  Luna  │     26 de fevereiro de 2019   │     17:09  │  0

Falta apenas duas semanas para a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), o maior evento de turismo da Europa acontece de 13 a 17 de março e reunirá mais de 39 mil profissionais e 1.150 expositores, com 5 mil reuniões de negócios agendas. A estimativa de público visitante, sendo os organizadores é de 77 mil pessoas de todo mundo que lotaram o local do evento.

Os três primeiros dias ( 13 a 15) será destinado aos profissionais e credenciados da imprensa e expositores  e os dois últimos 15 a 17 aberto ao público, que sempre marca presença nos pavilhões. A BTL é considerada um dos acontecimentos mais importantes para o turismo no mundo. Lá estarão empresas ligadas a atividade do turismo de todo o mundo, assim como é o momento de divulgar e fazer bons negócios para empresas privadas e destinos turísticos.

Ano passado o Brasil marcou presença com um grande estando da Embratur, onde os estados tiveram seus balcões reservados, desde que façam seus cadastros  antecipamente. Em 2018 os estados da Bahia, Rio Grande do Norte e o Cerará marcaram presença com estandes separados, com uma programação especial que atraiu os participantes, que tiveram a oportunidade de fazer bons negócios na venda desses estados como destinos turísticos.

Um exemplo foi a cidade de Fortaleza, que até hoje colhe frutos da ação realizada na BTL de 2018, mesmo com todos problemas de segurança pública que sofreu este ano. Os números foram apresentados no relatório de janeiro desse ano, no auge dos atos de violências nas ruas, pela Infraero com um aumento dos voos em 19 %. Natal com 4% e João Pessoa cm 10% enquanto Maceió menos 1% nos voos domésticos e menos 86% nos voos internacionais, fruto dos cancelamento dos voos da Argentina que mais uma vez passar por uma profunda crise econômica com 30 % de desempregos.

Mercados sólidos

Investir em destinos emissores que têm economia solida é retorno garantido e com grande rendimento, já que possuem uma moeda forte que também e injetada no destino turísticos. A Europa tem sido o alvo comercial dos estados do Ceará que tem voos regulares internacionais e Rio Grande do Norte, e agora Paraíba que vem desbancando Alagoas no ranking nordestino.

Rio Grande do Norte ganhou ano passado um importante equipamento hoteleiro, que foi o Villa Galé, um hotel de uma das redes de hotéis mais conceituadas da Europa e que hoje consegue atrais o turista europeu. O Ceará sempre teve uma ação agressiva de marketing, tanto assim que possui um voo diretos e Fortaleza para Paris.

 

Resta saber agora se Alagoas se fará presente no maior evento de turismo da Europa em Lisboa.

 

 

 

 

 

 

>Link  

Procurador dá 90 dias para Casal resolver abastecimento em Arapiraca
   Mozart  Luna  │       │     5:00  │  0

 

O procurador geral de justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça disse que o Ministério Público está sempre à disposição da defesa dos direitos do cidadão e neste sentido vai intermediar, junto à Casal, uma solução para a deficiência no abastecimento de água em Arapiraca.

O procurador disse ainda que será concedido um prazo de 90 dias, para Casal dar uma resposta a contento, restabelecendo o abastecimento e mostrando que esforços estão sendo realizado com essa finalidade. Segundo Alfredo Gaspar, o primeiro passo será o investimento R$ 12 milhões para trocar toda rede de distribuição e assim evitar os vazamentos de água, promessa que feita pelos representantes da Casal ao MPE.

Outro passo será aumentar a capacidade de captação, com e relocação da estação de captação de água no rio São Francisco, que estaria com a vazão reduzida. Segundo Alfredo Gaspar, a Casal afirma que esse seria o grande desafio da empresa para resolver o problema de abastecimento de água na região Agreste.

Com relação as sanções o Procurador Geral de Justiça preferiu não comentar, por enquanto, mas anunciou que após os 90 dias do prazo dado a Casal, uma reunião será realizada, desta vez em Arapiraca, para avaliar que providencias foram tomadas e os resultados tiveram na melhoria do abastecimento de água em Arapiraca e no Agreste.

>Link  

Casal diz que cumpre o contrato em Arapiraca e envia direito de resposta
   Mozart  Luna  │     25 de fevereiro de 2019   │     20:05  │  1

Nossas matérias sobre a falta de água em Arapiraca e todo Agreste, despertou para a discussão de um problema que atinge a cerca de 400 mil pessoas na região. O debate democrático sempre o melhor caminho para solução dos problemas e assim continuamos nosso trabalho a serviços da população e junto às instituições como o Ministério Público, reduto e fortaleza das garantias da cidadania
Nosso blog recebeu da assessoria da Casal o pedido de direito de resposta para postar o texto abaixo :
Prezado jornalista Mozart Luna (Blog Meio Ambiente e Turismo – Gazetaweb),
Em virtude da postagem intitulada “Cobrança das contas de água em Arapiraca pode ser suspensa”, publicada em seu blog no neste domingo, 24 de fevereiro, a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) vem solicitar espaço para direito de resposta e, desse modo, fazer alguns esclarecimentos aos leitores do referido blog:

– O contrato de concessão entre Casal e Prefeitura de Arapiraca vem sendo cumprido, bem como os investimentos, dentro da capacidade da Companhia, estão em execução. Somente em 2019 serão aplicados cerca de R$ 14 milhões em obras de setorização, ou seja, instalação de registros, Distritos de Medição e Controle (DMCs), substituição e readequação de redes, que vão equalizar a pressão da água na rede, melhorar a chegada do líquido nas residências dos bairros onde o abastecimento é mais irregular e reduzir o surgimento de vazamentos nas ruas. Todas essas informações foram detalhadas pelo presidente da Casal, Clécio Falcão, nesta segunda-feira (25), durante reunião com o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar, na sede do Ministério Público Estadual (MPE), em Maceió.

– Não existe nem nunca existiu situação de pré-colapso no abastecimento de Arapiraca. As irregularidades no abastecimento de água atingem somente algumas áreas da cidade, normalmente aquelas situadas em finais de rede, onde a pressão da água diminui. Nenhuma região fica três meses sem água, conforme dito na postagem.

– Não há deficiência permanente no abastecimento de todos os municípios do Agreste e o número de pessoas que, eventualmente, ficam com o abastecimento irregular não chega nem perto de 400 mil pessoas, conforme dito no texto da publicação.

– A Casal ressalta que cobra somente pelo que distribui, ou seja, não existe cobrança por água não distribuída. Já a tarifa mínima, por sua vez, é feita para um consumo residencial que vai até 10 metros cúbicos por mês. Para as famílias de baixa renda, a Companhia oferece a tarifa social, que é 50% do valor da tarifa normal.

– Na reunião desta segunda-feira (25), no MPE, não foi pedido nem determinada a suspensão do faturamento”.

Esperamos que todos envolvidos possam encontrar uma solução para os problemas da falta de abastecimento de água não só em Arapiraca, como em toda região Agreste de Alagoas.

 

>Link  

Cobrança das contas de água em Arapiraca pode ser suspensa
   Mozart  Luna  │     24 de fevereiro de 2019   │     16:00  │  0

 

Enquanto os deputados, que se dizem representantes de Arapiraca, não defendem a população, os vereadores de Arapiraca dão exemplo, e nesta segunda-feira (25) estará com o procurador geral de justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, para discutir uma formula de fazer a Companhia de Água e Saneamento de Alagoas (Casal) cumprir o contrato de concessão de abastecimento de Arapiraca.

 

A falta de água na capital alagoana do Agreste tem sido constante e a cidade vive praticamente o pré-colapso no abastecimento com bairros e distritos, com mais de 3 meses sem água, como o caso da localidade de Sonho Verde e o Conjunto Arnon de Mello, além de Cangandu.

 

A deficiência do serviço de abastecimento de água prestado pela Casal, atinge também todos os municípios do Agreste, como Craíbas, Lagoa da Canoa e Traipu, prejudicando uma população de cerca 400 mil pessoas.

 

Os problemas da falta de água potável têm feito com que a população use água de cacimbas, muitas localizado na zona urbana e que estão contaminadas com coliformes fecais. Quem pode paga carros pipas, que são caros e nem sempre estão disponíveis

 

Contas em dias

 

Falta água, mas a cobrança pelo liquido, que não chega às torneiras da população Agreste, chega religiosamente em dia que são enviadas pela Casal, por um serviço que não é prestado.

 

O assunto deve também ser abordado pelos vereadores com o Procurador Geral do Justiça, Alfredo Gaspar. Os representantes de Arapiraca pretendem pedir a suspensão imediata do pagamento das contas de água, enquanto a Casal não garantir a normalidade do abastecimento, além de estipular uma multa diária pela suspensão dos serviços.

 

Outra possibilidade, que se discuti também é o fim do contrato de concessão de abastecimento no município de Arapiraca e entregá-lo a prefeitura, ou a uma empresa que tenha capacidade de operacionalizar o serviço.

 

 

 

>Link