Monthly Archives: janeiro 2019

O dragão que habita uma igreja em Porto de Pedras
   Mozart  Luna  │     27 de janeiro de 2019   │     6:25  │  3

 

IMG_1562

 

 

Praias lindíssimas, desertas onde só a natureza prevalece com um mar azul turquesa, vasto coqueiral e piscinas naturais intactas. Assim é um dos  mais bonitos municípios de Alagoas, Porto de Pedras, pouco conhecido pelos próprios alagoanos, mas descoberto pelos turistas de todo o mundo. Em meio a esse paraíso um mistério está guardado em uma pequenina capela católica da cidade que possui em seu interior um dragão, isso mesmo um enorme dragão negro alado com uma boca enorme e dentes afiados cuspindo fogo, mas que não faz mal a ninguém. O Dragão é uma escultura em madeira cuja data ainda não é precisa, mas segundo os moradores está lá desde o inicio do povoamento da região.

IMG_1525

Os moradores contam muitas histórias para explicar a presença da imagem do dragão na capela. Uma delas seria a existência de uma serpente gigante com asas no rio Manguaba e que  na época do inicio do povoamento da região teria causado muitas mortes de quem navegava, entre Porto Calvo e Porto de Pedras. As mortes só teriam cessado com  as orações dos fiéis à de Nossa Senhora da Piedade. Por isso atualmente a imagem da Santa fica de frente para o dragão impedindo que ele volte as água dos Manguaba e é única que não deixa a igreja  na procissão para garantir que o dragão fique preso na igreja. 

Existem comentários entre os moradores de que uma mesma imagem dessas existira na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação em Porto Calvo e seria um símbolo de força das duas cidades unidas pelo majestoso rio Manguaba, que tem um formato de serpente e chega no Oceano Atlântico.

IMG_9350

Rica história e belezas naturais

 

Mas nossa viagem em Porto de Pedras não é só para falar do Dragão e sim das belezas do município, já que não é à toa que o município possui três das cem melhores pousadas do Brasil, destacando-se pelo conforto e gastronomia, mas principalmente pela beleza natural que proporciona aos seus hóspedes.

IMG_1514 - Copia

 

Porto de Pedras, entretanto, não é só praia. Sua história é rica em detalhes, já que foi um dos primeiros lugares a ser usado como base para o início da colonização, que começou de forma brutal com o genocídio dos índios que habitavam a região. A valorosa Nação dos Potiguares foi praticamente dizimada pelo mercenário alemão, Chritoffer Lintz e seu irmão Sibad Lintz, que perseguiram e mataram os guerreiros, levando como troféu suas mulheres e crianças para serem catequizadas pelos franciscanos.IMG_1504

Porto de Pedras está localizada na da barra do rio Manguaba, um estratégico acesso ao interior da região, onde esta localizada outra povoação: Porto Calvo. Lá os portugueses ergueram uma fortificação militar, que foi palco de várias batalhas entre portugueses e holandeses. Sendo a batalha de 14 de maio de 1633, uma das mais importantes, quando os holandeses tomaram o local depois de afundar toda esquadra portuguesa no mar de Porto de Pedras, onde até hoje está sepultada. Somente em 1636 Porto de Pedras foi retomada pelos lusos

Por alvará–régio datado de 5 de dezembro de 1815,  Porto de Pedras foi elevada à categoria de vila, desmembrada de Porto Calvo. Posteriormente, em 1864, Porto de Pedras perdeu a sua autonomia ao ser anexada a Passo do Camaragibe. Readquiriu a sua emancipação em 1868, mas apenas pela Lei 903 em 1921, tornou-se município.

IMG_1488

Rica em sua história Porto de Pedras ainda guarda muito de sua memória e passear por suas tranquilas ruas torna-se um lazer, que merece ser fotografado. Da época da colonização restou apenas o antigo prédio de Câmara e Cadeia, que resiste ao tempo de frente para o mar, sendo uma das edificações mais antigas do Litoral Norte, junto com as Igrejas de São Gonçalo e de Nossa Senhora da Apresentação em Porto Calvo.

IMG_1518 - Copia

O prédio serviu durante muito tempo como delegacia municipal e também de pequeno presídio. Atualmente espera uma ação do governo do estado para sua restauração, numa parceria com a nova administração do município.

 

IMG_1516

Mas Porto de Pedras tem muito mais para apresentar aos seus visitantes. Uma atração que também será restaurada ainda esse ano é o Oitizeiros do Imperador. Segundo relatos históricos o imperador Dom Pedro II, teria repousado em uma rede e apreciado o mar, antes de seguir viagem para o Porto de Porto Calvo.

IMG_1498

Subindo ainda um pouco mais chegamos ao topo do morro em Porto de Pedra, onde está localizado o farol de sinalização da Marinha. Farol foi instalado em 1940 durante a Segundo Guerra Mundial. No local também na época foram instaladas baterias antiaéreas e metralhadoras, que nunca foram utilizadas e depois retirada logo após o termino do conflito.

Hoje existe um projeto da atual gestão do prefeito Henrique Vilela em parceria com a Marinha do Brasil, para instalação de um mirante panorâmico e uma praça de lazer para convívio social.  Um projeto que já começou a tornar-se realidade.

Porto de Pedras possui a única travessia de balsa pelo rio Manguaba até Japaratinga, municípios vizinho. É um passeio bonito que leva cerca de 10 minutos, onde os visitantes podem observar do rio toda cidade.

IMG_1531

A orla fluvial também oferece locais de lazer e com um visual muito bonito do rio Manguaba.

IMG_1523

Vamos continuar nosso passeio pelas ruas da cidade. Seguimos nosso roteiro pelas ruas em busca dos casarões que ainda resistem ao tempo na cidade. Um deles é o Casarão das Estrelas, onde ocorriam as reuniões de políticos da região e também hospedou  Dom Pedro Segundo e três pilotos de um hidroavião norte-americano durante a Segunda  Guerra Mundial.

Segundo as informações colhidas por moradores mais antigos, o avião fazia patrulhamento no Litoral quando teve uma pane sendo formado a aterrissar no rio Manguaba. Os tripulantes ficaram hospedados na Casa das estrelas durante uma semana atraindo a curiosidade de todos da cidade.

IMG_1482

Mas continuamos nosso passeio por Porto de Pedras. Ao chegarmos ao distrito de Tatuamunha encontramos o maior número de casarões antigos da cidade. Muitos ainda resistem ao tempo, formando um conjunto bem conservado, além da igreja mais antiga da região que tem como padroeiro São Gonçalo. Em sua volta está um conjunto de casarões bem conservado.

IMG_1475

IMG_1491

>Link  

Brasil não é divulgado na Europa, diz pesquisa
   Mozart  Luna  │     25 de janeiro de 2019   │     23:05  │  1

 

Uma pesquisa realizada pela Eurosat constatou que 74% dos portugueses não viajam para fora do país por três motivos, sendo o primeiro deles a falta de motivação (53,1%), devido a falta de campanhas de marketing dos destinos turísticos. O segundo motivo foi por questões de saúde (26,5%) e compromissos familiares (18,7%). Os dados apresentados pela pesquisa devem ajudar ao Brasil a trabalhar campanhas de divulgação para atrair o turista europeu, e no caso específico o português. Alagoas já possui um projeto em andamento na Sedetur, que tem o objetivo de divulgar os atrativos turísticos alagoanos.

Concorrência cubana

Nos últimos anos o Brasil, perdeu 30% dos turistas europeus para países do Caribe, principalmente para Cuba, que se transformou no principal concorrente brasileiros no mercado europeu. O país de Fidel Castro abriu suas portas para receber os turistas e também para investimentos. Dados divulgados por operadoras portuguesas informam que os voos charters que chegam a Havana, conta com isenção fiscal no preço dos combustíveis, que reduzem em 10% os custos e mais abatimentos nas taxas aeroportuárias, que praticamente equivalem a preços irrisórios. Tudo isso aliado as diárias baixas dos hotéis de bandeira internacional instalados em Cuba, que recebe todo tipo de incentivo fiscal.

Outros mercados

O projeto elaborado para divulgar Alagoas na Europa tem o objetivo e mostrar as belezas naturais de uma das regiões mais sofridas, que é o Sertão, assolado ciclicamente pelo fenômeno da seca, mas que possui um dos lugares mais bonitos do Brasil, que são os Cânions do São Francisco.

A pesquisa divulgada pela Eurosat aponta também mercados como a Finlândia com grande polo emissora de turista para o mundo. Para se ter uma ideia em 2016 apenas 8,6% dos finlandeses não viajaram para outros países. Vale lembrar que os turistas dos países nórdicos costumam passar um média de 20 dias viajando.

O Projeto que pretendem realizar mudanças substanciais na atividade turísticas está travado ha anos no Congresso Nacional. Se aprovado daria condições do Brasil se tornar um destino turísticos competitivo, o que faria aumento o fluxo de turista internacionais da Europa, ajudando a reverter os números da balança comercial do turismo. Atualmente o Brasil recebe menos turistas estrangeiros que a Argentina, que ocupa o segundo lugar, na América Latina perdendo apenas para o Mexico.

O Brasil é um país continental que tem cenários dos mais diversificados possíveis uma cultura que promover a alegria, mas que precisa se tornar competitivo.

 

 

Tags:, ,

>Link  

Aberta inscrições para expedição ao Titanic
   Mozart  Luna  │       │     6:07  │  0

 

 

Se você adora histórica, aventura e é curioso então surgiu uma grande oportunidade de ver bem de perto, um dos navios mais emblemáticos da navegação no mundo: Titanic. A empresa OceanGate Expeditions está a organizar seis viagens ao fundo do mar, onde estar os restos do Titanic.

A expedições náuticas ao fundo mar com destino ao Titanic terão duração de uma semana que já estão agendadas para o verão de 2019, saindo do Continente Americano na ilha da Terra Nova, no Canadá.

A notícia foi veiculada pelo jornal The Sun, que divulgou também a informação de que a empresa de expedições está à procura de nove pessoas para se juntarem à tripulação. A viagem permitirá que os participantes tirem fotos e filmem os destroços da embarcação para uma pesquisa científica.

O preço cobrando pela aventura histórica é de 92,477 euros por pessoa e inclui refeições, treinamento especializado, material para expedição e a participação das reuniões e conferências cientificas com os cientistas que estão organizando o mergulho ao Titanic.

De acordo com o site de empresa de expedições, a taxa estipulada é “equivalente ao custo de um lugar na primeira classe na primeira viagem do Titanic, após o ajuste da inflação“.

 

 

Tags:, , ,

>Link  

Projeto Velho Chico tem o objetivo de trazer europeus para Alagoas
   Mozart  Luna  │     23 de janeiro de 2019   │     20:14  │  0

A gerente geral da empresa Grou Portugal, DMC Turismo/Lisboa, Renata Maida comentou sobre o projeto Caminhos do Velho Chico, que está protocolado na Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Turismo (Sedetur) e tem o objetivo de viabilizar o fluxo emissivo de turistas de Portugal para Alagoas.

Segundo Renata Maida, a Grou tem parceria com operadoras portuguesas  que vendem vários destinos no Brasil e o Projeto Caminhos do Velho Chico é um produto novo, que possibilitará a oferta de um mix de praia, rio, cânions com as cidades de Penedo, Piranhas e Maceió, que atualmente é a mais badalada do Nordeste.

Penedo com seu acervo arquitetônico histórico e cultural, herança portuguesa em Alagoas

As cidades de Piranhas, com as regiões dos Cânions e Penedo, com seu acervo arquitetônico e as prainhas, ilhas fluviais e ainda o passeio à Foz do São Francisco, continuem o que se tem mais novo e belo no Nordeste brasileiro, que vem a cada ano recebendo mais turistas europeus.

Cânions do São Francisco, a beleza dos paredões e das águas do Velho Chico

Alagoas é hoje um dos estados mais seguros para o turista no Brasil, graças a política de segurança pública implantada pelo Governo do Estado na atual gestão. Isso tem sido fator importante para o turismo, aliado as belezas naturais existentes com um mix de vários cenários como lagoas, praias, cânions e o majestoso rio São Francisco.

O Projeto que a princípio se chamava Caminhos do Imperador teve sua denominação modificada pelo marketing do Projeto para Caminhos do Velho Chico, como o objetivo de aproveitar o gancho deixado pela telenovela da Rede Globo de Televisão, que foi gravada na região dos Cânions do rio São Francisco.

 

Reunião da apresentação do projeto ocorrida em junho de 2018 para o secretário Rafael Brito

Salvador/Maceió

Maceió depende da reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares

O Projeto inicial é fazer a entrada dos portugueses pelo aeroporto de Salvador e a saída por Maceió, ou vice e versa. Entretanto para que a operação seja realizada dessa forma será necessário que o aeroporto Zumbi dos Palmares obtenha a reclassificação para categoria Delta (D), o mais rápido possível, caso contrário, os turistas portugueses vão chegar e sair por Salvador ou ainda por Recife.

O projeto já está protocolado a Sedetur desde dezembro de 2018 e seu lançamento em Lisboa aguarda tão somente a liberação dos recursos do Governo do Estado, para o inicio da campanha de marketing e vendas nas operadoras de turismo em todo Portugal.

O mercado emissivo de turismo na Europa é considerado sólido graças a economia, ao contrário da América Latina muito suscetível as ventanias políticas que sempre abala do turismo, como no caso da Argentina que vive mais uma grande crise economia e social. Investir em mercados emissivos estáveis traz  seguranças para os empresários do turismo  e a garantia da ampliação de postos de trabalho e injeção de recursos financeiros, já que um turista europeu chega a gastar até R$ 1 mil reais por dia.

>Link  

CNM recomenda que municípios devem se preparar para o turismo
   Mozart  Luna  │     22 de janeiro de 2019   │     6:00  │  0

 

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) emitiu nota recomendando aos gestores municipais para que preparem suas cidades para receber os turistas, reconhecendo que essa atividade é considerada uma fonte geradora de emprego e renda. Publicamos aqui as recomendações:

“Sol, cachoeira, praia, aventura, ecologia, montanhas, trilhas, história, cultura, gastronomia, patrimônio mundial, civismo, tradição, esoterismo, naturalismo, enoturismo, dança, música, cursos de aperfeiçoamento… O turismo no Brasil tem de tudo e para todos os gostos. São 3.285 Municípios turísticos e, certamente, um deles vai te encantar.

No mundo inteiro, as pessoas têm deixado o consumo e as compras de lado para viver experiência novas ao redor do globo. E o Brasil é um dos paraísos que reúne praticamente de tudo para se viver e experimentar.

Diante desse cenário de possibilidades, especialmente para o desenvolvimento econômico dos Municípios, é importante que agentes municipais, gestores locais, empresariado e população em geral trabalhem conjuntamente para fomentar o turismo em suas localidades.

“As várias pastas de governo, o setor produtivo e a população precisam estar integrados. Todos devem se preparar com princípios de hospitalidade. Essa visão integrada pode ajudar o Município a ampliar as chances de ser procurado pelos turistas. Por isso, é importante que o Conselho Municipal de Turismo se reúna e debata as demandas da cidade”, defende a técnica de Turismo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Marta Feitosa.

O turista é como um cidadão temporário da cidade. Utiliza o transporte público, sistema de saúde, água, esgotamento sanitário, segurança, etc. E na alta temporada, como é o caso do verão brasileiro, alguns Municípios podem até dobrar o número de pessoas circulando pela cidade. Por isso, Marta Feitosa destaca que é importante o Município diagnosticar serviços que podem sofrer mais impacto com a chegada de turistas para poder reforçá-los. “As operadoras de turismo ficam atentas aos destinos, a reputação e comentários que circulam na internet sobre os Municípios. Por meio dessa ‘inteligência do turismo” esses operadores montam pacotes de viagem. Por isso, os gestores locais, empresários e a população precisa trabalhar em conjunto para receber os visitantes da melhor maneira possível”, defende.

Feitosa dá como exemplo restaurantes que não costumam abrir aos fins de semana, quando é mais comum a presença de turistas. “Porque você vai deixar de abrir o restaurante justo no fim de semana, quando vai ter mais clientes? O empresário tem que entender isso! Se olharmos para a segurança pública, o gestor local precisa identificar os locais que precisam de reforço policial devido ao maior número de pessoas circulando. E por aí vai. Por isso, todos os segmentos do Município precisam se envolver”, assevera.

Cabe ressaltar que o turismo fortalece e desenvolve não só a economia local, mas todo Município, uma vez que a presença de turista amplia a arrecadação municipal e esses recursos podem ser revestidos para melhorias na cidade e na vida da população. Nesse sentido, a CNM elaborou material com estratégias para bem atender o turista”. Confira as dicas para a alta estação do turismo nos Municípios.

Por Luiz Philipe Leite
Foto: Arte Agência CNM
Da Agência CNM de Notícias

>Link