Monthly Archives: dezembro 2018

Sepultada reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares para 2018
   Mozart  Luna  │     26 de dezembro de 2018   │     22:42  │  5

 

Esperança de reclassificação do aeroporto é sepultada em 2018, talvez em 2020. Quem sabe?

Um duro golpe foi dado no turismo alagoano neste final de ano, com a prorrogação do prazo para que a prefeitura de Rio Largo realizasse as adequações necessárias, com o objetivo da  reclassificar o aeroporto Zumbi dos Palmares, para categoria Delta (D), viabilizando voos internacionais regulares com aviões maiores. Simplesmente, quem podia fazer alguma coisa para pressionar o prefeito Gilberto Gonçalves cumprir o que prometeu em documento e perante o trade turístico, “cochilou”.

Na verdade, foram deixando como estava, para ver no que ia ficar. A prorrogação na verdade joga para quem arrematar o aeroporto no leilão, em março de 2019, o problema, isto é, se houver leilão e se surgir alguém interessado.

Essas dúvidas levam para 2020 a esperança de Alagoas receber voos regulares internacionais e sepulta o interesse da companhia aérea portuguesa TAP, em colocar Alagoas na sua rota, como faz Fortaleza, Recife, Salvador e Natal.

Valem lembrar, que dos destinos turísticos mais procurados do Nordeste, Alagoas é um dos principais, mas perde em disponibilidade voos internacionais para estados como a Paraíba e o Rio Grande de Norte. Só não perde para Sergipe, também pudera….

Alagoas possui os destinos mais vendidos no Brasil, mas não consegue desatar o “nó”, que foi dado pela prefeitura de Rio Largo,

Reunião do prefeito com o trade onde houve o compromisso de realizar as adequações e teve a participação do senador Biu de Lira

O assunto poderia ter ido parar no Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA), e assim passaria a ser da esfera Federal, com a intervenção da Força Aérea, Ministério Publico Federal, Polícia Federal e Ministério da Defesa, mas estranhamento não foi encaminhado, mas não pensado nessa possibilidade e se acredito no gestor de Rio Largo, em cumprir o que havia prometido em reunião.

As adequações dizem respeito não só a processo de reclassificação, mas também a necessidade de segurança na operacionalidade do aeroporto Zumbi dos Palmares. O “cochilo” de quem podia fazer algo foi tremendo e agora é amargar os prejuízos para o desenvolvimento do turismo em Alagoas e esperar por 2020, vamos continuar sendo “campo de pousos” até lá.

 

>Link  

Má sinalização e disciplinamento no trânsito prejudica turismo
   Mozart  Luna  │       │     6:00  │  0

 

 

A partir de janeiro começa oficialmente a alta estação de turismo em Alagoas com a chegada de milhares de turistas de toda parte do Brasil e do Mundo. A maioria chega através do aeroporto Zumbi dos Palmares, outros de carro usando as nossas rodovias.

A maioria chega através das operadoras de turismo, geralmente optam pela comodidade e segurança e pagam pelos serviços de receptivos, para realizar os passeios locais.

Mas para quem se aventura em alugar um carro e percorrer nossas rodovias, que inclusive estão em excelente estado de conservação – com exceção do trecho entre Barra Grande em Maragogi e a divisa com Pernambuco, que ainda está em obras (paradas) – terá que prestar muita atenção e se possível pegar mapas, ou usar aplicativos on line de orientação.

O problema é nossas rodovias precisam melhorar bastante a sinalização das placas de advertência, indicação, orientação de destino.

Percorremos todo estado de Alagoas durante o ano de 2018 e neste período podemos detectar alguns problemas fáceis de resolver.

 

Litoral Sul

Em Piaçabuçu, qual a seta seguir?

No Litoral Sul, na AL 101, o trecho urbano em Coruripe, existem dezenas de quebra-molas sem sinalização e no seu prolongamento há também um rodador, com confluência de pistas, muito estreito e mal sinalizado, próximo a ponte do rio Coruripe.

Atenção maior se dever ter próximo ao Hospital, localizado às margens da rodovia e onde os servidores, pacientes e quem mais desejar, estaciona seus veículos no acostamento da rodovia.

 

Continuando pela AL 101 SUL o nosso roteiro, encontramos mais a frente, as placas de orientação e destino cobertas pela vegetação e outras tombadas no chão.

 

Quem pretende ir a Foz do rio São Francisco, Praia do Peba ou Penedo, se não estiver com o mapa, ou aplicativo passa direto e vai parar na Usina Coruripe, ou BR 101.

 

Os problemas de sinalização continuam em Piaçabuçu, onde a rodovia AL 101 Sul, torna-se ruas estreitas e que passa dentro de perímetro urbano da cidade, que cresceu a sua volta.

 

Isto tem dificultado a passagem dos gigantescos ônibus de turismo, que vez por outra ficam presos, quando se defrontam com caminhões e carretas, que carregam cana-de-açúcar.

 

Esses veículos de transporte de produtos agrícolas, até hoje passam por dentro da cidade, arrastando fios, postes e tudo que tem pela frente, além de colocar em risco a estrutura dos imóveis e a vida dos pedestres, sem que nenhuma autoridade tenha despertado para o problema.

 

A única placa de orientação e destino existente, neste trecho da AL 101, em Piaçabuçu está em uma pequena praça, onde praticamente não se consegue compreender a mensagem, primeiro porque a tinta já não existe mais e segundo porque é totalmente confusa.

O turista, terá que descer e perguntar mais de uma vez para sair do labirinto que são as ruelas de Piaçabuçu.

Para complicar ainda mais a situação em Piaçabuçu, tivemos a informação, que a prefeitura vai realizar a obra de saneamento básico, na via principal, ou seja, na AL 101, que passa dentro da cidade. Informação que está preocupando antecipadamente a todos que trabalham com o turismo na cidade e em Penedo.

AL 101 SUL se transforma em ruelas no trecho urbano de Piaçabuçu

Litoral Norte

 

Vamos agora ver a situação Litoral Norte, onde o trecho urbano, Maceió da AL 101 é estreito e infestado de quebra-molas, alguns sem sinalização. No acostamento dezenas de vendedores de galetos na brasa, frutas e doces tomaram praticamente esse espaço reservado para situação de emergência.

Uma das situações que deveria ter uma ação do DER mais incisiva é em Barra de Santo António, onde a rodovia possui uma bifurcação. A pista da direita (sentido Maragogi) leva para o trecho urbano daquela cidade e a esquerda é a continuidade para o Litoral Norte.

Exatamente neste trecho, vendedores de passeios colocaram, por conta própria, placas e até faixas de sinalização informando que é por ali o acesso a Maragogi.

O objetivo é desviar a rota do turista, abordá-lo, e de forma insistente tentar vender o passeio à Ilha da Crôa, que hoje vive em meio ao lixo que não é recolhido pela prefeitura. Dezenas de turistas já relataram esse fato as operadoras de turismo e até mesmo aos ficais do DER, mas nada foi feito até hoje.

AL 101 Norte em Barra Grande, Maragogi

Mais ao Norte

Vamos seguir viagem para Maragogi, onde os viajantes terão que se preparar para enfrentar 65 quebra-molas, muitos sem sinalização como em Matriz do Camaragibe, Porto Calvo e Japaratinga. Em Maragogi, o trecho urbano entre Barra Grande e a divisa com Estado Pernambuco, a AL 101 está em obras (paradas) e a empresa contratada, não colocou placas, cones ou pessoal para orientar aos motoristas. Dezenas de acidentes já foram registrados, chegando ao ponto de a comunidade colocar bandeiras negras nos postes em todo trajeto, como forma de protesto.

 

Para quem vai viajar pela noite o cuidado deve ser redobrado e para os turistas que desejam alugar um carro e pegar a estrada a atenção deve ser redobrada em todos os sentidos e qualquer situação de duvida, risco ou emergência procurar um posto policial, que serão muito bem atendidos.  No mais boas férias e boa viagem!  

 

 

 

 

 

>Link  

Latam e Avianca são notificadas por cobrar por marcação de assentos
   Mozart  Luna  │     25 de dezembro de 2018   │     8:10  │  0

 

 

Os Procon do Rio de Janeiro notificou as companhias aéreas Latam e Avianca por cobrar taxas para marcação de assentos. A ação do órgão carioca faz parte de uma Operação denominada “Para Todos”, e é organizada pela Associação Brasileira de Procons e que ser colocada em prática também em Alagoas, já que muitas estas companhias aéreas de operam no aeroporto Zumbi dos Palmares, mas continuam realizando essa prática.

As companhias aéreas infringiram artigos básicos do Código de Defesa do Consumidor. Infrações  grosseiras cometidos no artigo 6º, inciso III e o artigo 31 dizem que a informação dos produtos e serviços deve ser clara. Segundo o relato do superintendente do Procon no Rio de Janeiro, Jorge Braz, as companhias aéreas não informaram e na hora de pagar a passagem é que o consumidor ficava sabendo o valor que teria que pagar pela marcação do assento.

Mas a irregularidades continuam segundo os fiscais do Procon no Rio, que preencheram formulários que também questionam se as companhias aéreas estão informando sobre a cobrança de bagagens, se existe fila preferencial e se as multas que estão sendo aplicadas estão de acordo com a legislação da Anac. As empresas notificadas têm 10 dias para apresentar as defesas e poderão ser multadas.

Outro lado

A companhia aérea Avianca afirma que não cobra pela marcação de poltronas em seus voos, mas proporciona alguns serviços especiais destinados aos clientes que buscam ainda mais conveniência.

Nas viagens de e para Miami e Nova York, a empresa oferece o produto “Frente da Cabine”, para a reserva antecipada dos assentos das fileiras 11 a 16, ideal para os passageiros que prezam por agilidade e facilidade para desembarcar. A partir de 24h antes do voo, caso ainda estejam disponíveis, essas poltronas podem ser marcadas sem custo adicional.

Em todos os roteiros, a companhia oferece o “Assento Favorito”, para as reservas antecipadas de assentos especiais localizados nas primeiras fileiras e saídas de emergência. Além de garantir mais espaço aos passageiros, o serviço inclui ainda o embarque prioritário.

Já a Latam Airlines Brasil informa que prestará os esclarecimentos necessários ao órgão. A companhia reforça que cumpre com todos os deveres e obrigações da agência reguladora brasileira do setor.

 

>Link  

Alagoas é o Estado mais seguro para o turista no Brasil
   Mozart  Luna  │     24 de dezembro de 2018   │     9:13  │  2

A redução dos índices de violência em Alagoas é fato que se deve comemorar com muita ênfase, já que esse é um dado muito importante para o desenvolvimento do turismo e atração de investimentos. Os números creditam ao nosso estado, o status de local seguro, ou que pelo menos a violência é um problema que vem sendo combatido com eficiência.

Segurança Pública é um problema no Brasil, que tem afastado bastante os turistas estrangeiros, já que um dos estados mais violentos do país é o Rio de Janeiro, nosso cartão postal no primeiro mundo. Em visita a operadores portugueses, durante na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), em março desse ano, conversamos com vários operadores de viagens e colegas da imprensa portuguesa, sobre projetos de levar europeus para Alagoas e todos foram unanimes em apontar, como a violência como principal motivo da repulsa em viajar para o Brasil.

Neste final de ano o Nordeste brasileiro vai receber dezenas voos charter, sendo um dos destinos mais procurados por europeus, graças as belas praias e o sol constante. Embora Alagoas ainda continue fora do roteiro dos portugueses desde 2016, um trabalho incessante continua a ser realizado buscando reconquistar esse mercado, que foi perdido para cidade de Natal, Fortaleza e Salvador.

Com a boa noticia de que Alagoas tem o menor índices de violência do Brasil, esse fato se transforma em um instrumento importante para trabalhar projetos para reconquistar o mercado não só português, mas também europeu.

Semana passa foi protocolado na Secretaria Estadual de Turismo e Desenvolvimento (Sedetur), um Projeto que objetivo em parceira com operadoras de turismo portugueses divulgar Alagoas, como um dos principais destinos turístico do Nordeste. Será o primeiro passo para o inicio de consolidar nosso estado no roteiro internacional, dentro do mercado europeu.

Já temos tudo que precisamos para esse objetivo, praias lindas, boa malha viária, gente hospitaleira, bons hotéis e restaurantes e agora segurança pública. Agora é se prepara para realizar um bom trabalho nos polos emissores de turistas na Europa.

 

 

>Link  

Veja dos Destaques do Turismo 2018 no Vale do São Francisco
   Mozart  Luna  │     23 de dezembro de 2018   │     9:27  │  1

Dunen Hotel foi um dos Destaques 2018

A primeira edição dos Destaques do Turismo 2018, na região do Vale do São Francisco, aconteceu em Piranhas fechando o ano com a entrega dos troféus no dia 20 com a presença de vários convidados no Espaço Cultural Dona Gui.

Categoria hospedagem:

Dunen Hotel, Hotel Aconchego do Velho Chico, Bistol Aline, Pedra dos Sinos, Lua Nova, O Canto, O Imperador, Xingó Parque Hotel.

Categoria Agencia de Turismo:

O’Pará tour, MF Tur,

Categoria guia turistico:

Fabio Moura Pereira, Antonio Lisboa, Janaína Melo.

Categoria atrativo turistico:

Reserva Ecológica do Castanho, Complexo Turístico O Lampião, Karrancas, Cachaçaria Altemar Dutra, Restaurante e Espaço Cultura Dona Gui, 

Categoria Empreendimentos:

Centro Comercial Grinauria Miranda , Cânions Resydence, 

Destaque Comercial 2018:

Engenho São Lourenço, Conquista Móveis e Eletros, Mix Supermercado, La Belle, Prime Conveniência.

Desenvolvimento 

O evento é uma forma de homenagem aos empreendedores que contribuíram, de forma significativa, para o desenvolvimento do Turismo e das atividades ligadas a indústria do entretenimento, proporcionando a geração de emprego e renda para a sociedade local.

Adriana Reis, diretora da AR Assessoria e Eventos, organizadora do Destaques do Turismo 2018 destacou que, o objetivo do evento é reconhecer e motivar o empresariado local a investir no desenvolvimento da atividade turística, como forma sustentável de fomentar o crescimento socioeconômico da região do Vale do São Francisco.

O evento contou com o apoio da prefeitura Municipal de Piranhas, representada pela prefeita  Maristela Senna e do Fábio Henrique secretário municipal de Turismo e do Jairo superintendente de Turismo de Piranhas, além dos consultores Alba Cerqueira e Marco Mendonça da Cerqueira & Mendonça Auditores e Consultores.

Foi uma noite memorável reunindo empreendedores que buscam o desenvolvimento da região do Vale do São Francisco no alto Sertão de Alagoas, região que possui fortes características voltadas para a atividade turística ecológica, aventura, gastronômica e cultural.

VEJA A GAELRIA DE FOTOS DO DESTAQUES DO TURISMO 2018 NO VALE DO SÃO FRANCISCO

>Link