Turistas reclamam do serviço da balsas no rio Manguaba
   Mozart  Luna  │     17 de outubro de 2018   │     7:00  │  2

 

O percurso na AL 101 Norte entre Passo do Camaragibe até Japaratinga constitui o chamado “corredor ecológico”. Esse trecho oferece para quem passa uma paisagem lindíssimas de coqueirais, mata atlântica e vastos coqueirais, além da travessia balsa pelo rio Manguaba, entre os municípios de Porto de Pedra e Japaratinga.

 

A travessia também constitui uma atração a parte, como um passeio onde se pode observar as águas calmas do rio Manguaba, mas que precisa se melhorado com a colocação de embarcações mais seguras, horários rígidos e preços mais justos.

O valor cobrando para travessia de um veículo pequeno porte, aumentou 50%. Era R$ 10,00 e foi para R$ 15,00, por um serviço que deixa muito a desejar, principalmente quanto a segurança das embarcações, que são de madeira. As filas nos finais de semana e feriados são enormes e demora da espera pode chegar a uma hora debaixo de um sol forte e sem nenhum abrigo para aguardar.

Na alta estação do turismo, as filas são enormes, segundo os comerciantes que têm pontos de vendas de lanches próximo ao local de embarque e desembarque. “Na temporada o sofrimento dos turistas é grande”, diz um comerciante de Porto de Pedras, que não quis se identificar. “Isso é bom para gente que vende muita água e lanches, mas dá dó ver as crianças que ficam esperando dentro do carro, ou nas calçadas mais de uma hora para embarcar”, relata ele.

“O pior é quando alguma das velhas balsas dão problemas. Ai a demora é maior provocando revolta”, declarou. A fiscalização do serviço quase não ocorre o que proporcionar a precariedade da situação.

Procuramos ouvir a empresa que faz o serviço, mas não conseguimos obter respostas e um funcionários que trabalha em uma das embarcações disse que se investiu nos últimos meses na melhoria do serviço e que se tem buscado ser mais ágil na travessia para evitar a formação das filas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags:, , ,

>Link  

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Edvan

    Já estar na hora de acontecer o que houve na Barra de Santo Antônio, a construção de uma ponte, ligando os dois municípios. Da mesma forma, acontecia em Barra de Santo Antônio, onde empresários das balsas, abusavam dos preços e dos serviços precários, bem como as embarcações, que provocava medo de quem as utilizava. Governador, respeite o povo alagoano e inicie a construção da ponte, ligando os dois municípios.

    Reply
  2. Edvan

    Já estar na hora de acontecer em Porto de Pedras/Japaratinga, o que houve na Barra de Santo Antônio, a construção de uma ponte, ligando os dois municípios. Da mesma forma, acontecia em Barra de Santo Antônio, onde empresários das balsas, abusavam dos preços e dos serviços precários, bem como as embarcações, que provocava medo de quem as utilizava. Governador, respeite o povo alagoano e inicie a construção da ponte, ligando os dois municípios.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *