Monthly Archives: outubro 2018

Penedo se torna destino turístico da CVC, a maior operadora da América Latina
   Mozart  Luna  │     31 de outubro de 2018   │     18:21  │  1

 

“É surpreendente o acervo histórico que Penedo possui. Com certeza será um dos destinos turísticos mais visitados de Brasil”, disse Waldir Silva, o diretor executivo da WS Turismo, que realizou visita técnica à “cidade dos sobrados”, acompanhado da gerente geral da WS, Alicia Lima e do executivo da Operadora CVC Turismo, Airan Cal, diretor de produtos nacional, com base em Alagoas.

Os diretores das operadoras turísticas foram recebidos pelo prefeito Marcius Beltrão, no charmoso hotel São Francisco, onde foi realizada uma rápida explanação sobre os investimentos investidos na recuperação do acervo arquitetônico como o Theatro Sete de Setembro, Largo de São Gonçalo Garcia, Convento Franciscano Nossa Senhora Mãe dos Homens e o Chalé dos Loureiros.

A equipa técnica participou também de um city tour pelo sitio histórico de Penedo, onde os executivos de turismo puderam constatar o potencial que a cidade oferece, não no que tocante ao turismo cultural, como também de lazer à noite e também de passeios fluviais, como as praias e ilhas fluviais, além do passeio à Foz do rio São Francisco.

O receptivo fluvial em Penedo está a cargo de um dos empresários alagoanos mais experientes em excelência de serviço turístico, que realiza o passeio à Foz do São Francisco, Waldemar Cavalcante, que também atende o público CVC há mais de 15 anos, com know how no serviço logístico que inicia um projeto de expansão por todo rio São Francisco.

Hotel atração

O hotel São Francisco, entretanto, se transformou numa atração a parte bela sua beleza e estilo eclético dos anos 60 e 70, uma joia da história da hotelaria alagoana, referência para o setor no Brasil, com um dos hotéis mais antigos do Nordeste e de Alagoas. Os operadores ficaram surpreso com a originalidade do Hotel São Francisco, como o Copacabana Palace de Alagoas.

“Realmente o hotel São Francisco é uma atração a parte para o turista que vem a Penedo”, disse o representante da CVC, Airan cal. “Com certeza vamos vender muito Penedo, como a grande novidade de produtos da CVC”, declarou ele, que de imediato fechou negociação tarifária com bloqueios de apartamentos, para os pacotes que a Operadora está oferecendo não só para o Brasil como para toda América Latina.

 

Waldir Silva, diretor da WS Turismo, empresa responsável pelo receptivo CVC em Alagoas, disse que um dos projetos é realizar um rodoviário de três dias, todas as semanas a Penedo, além de um “bate e volta” de Maceió. Penedo, passa a estar com destaque nas “gondolas” de venda da maior operadora da América Latina que é a CVC Turismo. “Agora só o céu é o limite”, comemorou o prefeito Marcius Beltrão, que agradeceu ao governador Renan Filho, por colaborado para que Penedo, conquistasse o mercado de turismo brasileiro e lembrou que essa será uma nova fase no município com novos postos de trabalho.

O prefeito também orientou a sua equipe que trabalhe na promoção de qualificação de mão de obra para, para os postos de trabalho que serão gerados pelo crescimento da atividade turística em Penedo, já a partir de dezembro.

GALERIA DE FOTOS

 

 

 

 

>Link  

Anac garante autorização para voos da CVC para Alagoas
   Mozart  Luna  │       │     11:11  │  0

 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que a autorização para os voos fretados pela Operadora CVC de Londrina (PR), para o aeroporto Zumbi dos Palmares estão garantidos e que a autorização será concedida, assim que seja feita nova solicitação, como manda o rito burocrático da Agência.

A noticia foi um alivio para o trade turístico alagoano que ficou apreensivo em perder esse fretamento para Fortaleza no Ceará. A Operadora CVC havia solicitado a autorização que foi negada pela Anac, que alegou que havia muitos outros voos no mesmo horário.

A noticia veiculada com exclusividade por nosso blog mobilizou empresários, governo do estado para que se evitasse que o voo fosse transferido para Fortaleza. Segundo a Infraero o problema é que a maioria das operadoras solicitam sempre os horários da madrugada e isto congestionam os aeroportos.

Os representantes da CVC disseram que Alagoas continua sendo um produto em alta no turismo brasileiro e que por isso a demanda tem crescido. Entretanto vale lembrar que o aeroporto Zumbi dos Palmares está em processo de reclassificação para categoria Delta (D) e depende para isso da realização de adequações, exigidas pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) e que deveriam ser realizadas pela prefeitura de Rio Largo. O prazo para isso termina em dezembro.

>Link  

Turismo: Bolsonaro assume primeiro compromisso com Alagoas
   Mozart  Luna  │     30 de outubro de 2018   │     18:05  │  1

O presidente eleito Jair Bolsonaro assumiu o primeiro compromisso com o Alagoas e foi justamente com o trade turístico, ao declarar em um vídeo destinado aos alagoanos, que vai buscar remover os empecilhos ambientais e burocráticos que têm impedido a construção do aeroporto de Maragogi, litoral Norte.

Jair Bolsonaro destacou que o aeroporto de Maragogi é importante não só para o município, mas para toda região Norte de Alagoas e até da Mata Sul de Pernambuco e que os problemas ambientais e outros imbróglios burocráticos serão resolvidos para que a obra comece em 2019.

 

A construção do aeroporto de Maragogi já se tornou em uma novela de 18 anos, que serviu como “cabo eleitoral” para centenas de candidatos tanto a prefeito, deputados estaduais federais, senadores e governadores, mas que nunca foi realizada. A esperança reacende com a declaração do Presidente da Republica, Jair Bolsonaro, sendo o primeiro compromisso assumido com o estado de Alagoas e destinado a atividade econômica que realmente cresce em nosso estado.

 

O compromisso foi obtido pelo empresário Gilson Neto, que também coordenou a campanha de Bolsonaro no Nordeste. Segundo Gilson Neto, Alagoas vai ganhar muito, no que tocante a melhorias de incentivo na atividade do turismo, assim como todo país. “Tenho conversado muito com Jair sobre a importância do turismo, como atividade geradora de emprego e renda”, disse Gilson Neto.

 

Segundo ele, o presidente eleito já tem planos para aumentar o fluxo de turistas estrangeiros no Brasil, principalmente dos Estados Unidos e Europa. Gilson Neto disse ainda que é preciso também colocar o aeroporto Zumbi do Palmares na rota de voos regulares internacionais e para isso é necessário agilizar a reclassificação para categoria Delta (D).

 

O empresário disse que não pleiteia nenhum cargo no Governo Federal e que sua missão na campanha foi voluntária, com o objetivo de mudar o Brasil, resgatando ao amor a pátria os valores das famílias e da religiosidade, como parâmetros para uma sociedade justa e sem corrupção.

 

Meio ambiente

 

Segundo Gilson Neto, o presidente eleito Jair Bolsonaro também tem discutido temas ambientais e comentou a mudanças que deverão ser realizadas na forma de fiscalização. “A pressão sobre os empreendimentos de turismo, que geram emprego e renda, não serão o alvo principal da politica de fiscalização, mas sim atos predatórios como a pesca com rede proibidas, por exemplo”, disse ele

 

 

>Link  

Alagoas pode perder voos da Azul na temporada para o Ceará
   Mozart  Luna  │       │     7:27  │  2

 

Alagoas pode perde voos regulares da companhia aérea da Azul, fretado pela operadora CVC, para trazer turistas do estado do Paraná durante a alta estação, para o estado do Ceará, segundo os representantes da empresa. O problema está na demora da autorização por parte da Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac).

Diante dessa possibilidade o senador Renan Calheiros (MDB) se posicionou e hoje estará conversando com os representantes da ANAC, para agilizar a autorização e assim evitar que Alagoas perca esses voos tão importante para o desenvolvimento do turismo em nosso estado.

Pequenos entraves como esses que têm prejudicado bastante o crescimento da atividade turística em Alagoas, as autoridades do Poder Público Federal, Estadual e iniciativa privada deveriam se unir para a resolução definitiva dos problemas, que estão atrasam o crescimento do aeroporto Zumbi dos Palmares, com o objetivo de atender a demanda cada vez mais crescente do fluxo turístico. Um desses entraves é o processo de reclassificação do aeroporto para categoria Delta (D), que vai completar dois anos entre trancos e barrancos.

A situação se torna preocupante a cada ano, já que Alagoas se transformou em um dos destinos turísticos mais vendidos no Brasil, aumentando o fluxo de chegada de turistas, ao mesmo tempo que as autoridades públicas não se mexem com celeridade necessária, nem com determinação e vontade política, para resolução do problema. Um cenário que pode “queimar” Alagoas no mercado de turismo.

No meio dessa luta pela reclassificação, surge o risco de Alagoas perder um voo especial direto originado em Londrina, Paraná, viabilizado pela maior operadora de turismo da América Latina, a CVC Turismo.

Temporada

A empresa tenta obter a autorização da Infraero e Anac, para aterrisagem desses voos que vão trazer turistas para Alagoas, a partir do dia 22 de dezembro até 25 de janeiro. Entretanto passados meses da solicitação realizada, continua enfrentando, segundo os empresários do trade, a densa burocracia em Brasília.

Tivemos contato com os representantes da CVC Turismo em Alagoas, que declararam que se a autorização não for confirmada, nosso estado perderá esse voo, para capital cearense, Fortaleza. Um prejuízo para o turismo alagoano incomensurável, já que cerca de 2.500 turistas deixarão de vir para Alagoas na alta estação, isto apenas em uma operação

Infraero

Segundo uma fonte da Infraero todos os esforços estão sendo realizados e que a autorização tem tudo para ser concedida ainda esta semana. Segundo ainda a mesma fonte do órgão federal, o problema é que para o horário solicitado há várias outras por ser pela madrugada.

O processo de reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares para categoria Delta (D) depende atualmente somente da agilidade da prefeitura de Rio Largo em realizar as adequações exigidas pela Infraero e Secretaria de Aviação Civil (SAC). Um termo de compromisso foi assinado em setembro entre o prefeito Gilberto Gonçalves e a Infraero para que fosse realizado a retiradas e alguns “obstáculos”, que comprometem a segurança do aeroporto.

Essas adequações dizem respeito a postes da rede elétrica, torres de operadores de celular e imóveis próximos ao espaço aéreo do aeroporto e que colocam em risco o pouso e decolagem das aeronaves.

Segundo informações do trade turístico, o prazo final para que as adequações sejam realizadas é dezembro, mas até agora nada foi realizado de concreto, o que preocupa não só o trade, como a Infraero, que mantem a situação sob observação juntamente com o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Trafico Aéreo (Cindacta).

>Link  

IMA embarga e notifica obra de abertura de aceso em encosta em Porto de Pedras
   Mozart  Luna  │     27 de outubro de 2018   │     17:01  │  0

 

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) embargou e esta providenciando a notificação o autor da obra de abertura de uma acesso em um encosta em Porto Pedras. Os fiscais estiveram no local no ultimo sábado (27) e constaram que houve remoção de vegetação nativa, além de colocar em risco a população sob o perigo de desabamento de terra.

A denuncia foi realizada pelo prefeito Henrique Vilela, que foi procurado pelos moradores próximo a obra, diante do perigo de desabamento de terra se chover. Segundo o prefeito, a obra colocou em risco também o abastecimento de toda cidade, ja que o reservatório de água da Casal, fica logo a baixo da estrada que abriram.

Mesmo com o embargo da obra pelo IMA, o prefeito disse que vai realizar uma representação junto ao Ministério Público, para que os responsáveis sejam responsabilizados não só pelo crime ambiental que cometeram, como também o possível desabamento de terras sobre as casas que fica logo abaixo, no Centro Histórico da cidade, que também está ameaçado.

Histórico

O perigo desabamento de uma barreira, no centro histórico em Porto de Pedras, está causado medo aos moradores. Segundo o prefeito Henrique Vilela, o proprietário de um terreno localizado na encosta, abriu uma estrada retirando a vegetação nativa composta de mata atlântica e coqueiros, que ajudavam a sustentar o solo.

O prefeito disse que determinou a paralização da obra, que iniciou em domingo (21), quando os órgãos públicos estavam fechados. Somente na quarta-feira a prefeitura conseguiu paralisar o dano ambiental causado, mas os riscos de desabamentos da encosta sobre a cidade são eminentes.

O mais grave, segundo o prefeito, é que o proprietário apresentou uma autorização dada pelo Instituto de Meio Ambiente (IMA), para que o crime ambiental fosse realizado. “Um absurdo! Como se dá uma licença para abrir uma estrada em uma encosta que possui vegetação nativa?”, indaga o prefeito indagado.

Reservatório da Casal

O prefeito Henrique Vilela disse que outro grande risco que corre a cidade é o desabamento do reservatório (caixa d’água), que pertence a Casal, que fica no local e que é responsável pelo abastecimento de toda cidade. “Se chover nos próximos dias será um desastre de grande proporção”, alerta o prefeito, que está realizando na próxima semana uma representação ao Ministério Público Estadual e também comunicando a Defesa Civil Estadual, o risco eminente de desabamento em residências.

 

 

>Link