Penedo não poderia ficar fora da EXPO/ABAV
   Mozart  Luna  │     26 de setembro de 2018   │     9:04  │  0

 

 

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) tentou explicar os critérios da escolha dos municípios de São Cristóvão e Olinda para participarem da EXP/ABAV em São Paulo, nos painéis destacados sobre Turismo e Patrimônio Cultural, que tem dois dias de apresentação para os 23 mil operadoras e agentes de viagens participantes.

Segundo a CNM “A ideia surgiu durante uma ação na Cidade de Goiás (GO) sobre a gestão dos sítios Patrimônio Histórico Mundial no Brasil. Naquele encontro, o Turismo foi reconhecido como vetor de desenvolvimento para as cidades detentoras de sítios mundiais reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco)”. Diz informação do site da entidade, que elegeu os 13 municípios detentoras de sítios mundiais para se escolher apenas dois para compor uma mesa no palco do ministério na Abav 2018.

Dentre os filiados a CNM, somente dois se interessaram: São Cristóvão (SE) e Olinda (PE). Eles estavam presentes no encontro na Cidade de Goiás e, assim, foram indicados par ao painel”, segundo a CNM. Para tentar acalmar ao reclame geral que surgiu depois da “escolha”, a CNM diz que vai atender a todos os associados que estiveram presentes a EXPO/ABAV, mas sem detalhar como será esse “atendimento”.

A EXPO/ABAV é um momento importante para os municípios brasileiros mostrarem seu potencial turístico, com o objetivo de atrais investidores e principalmente divulgar esses destinos. Ainda repercuti bastante a não indicação da cidade de Penedo para participar do painel Turismo e Patrimônio Cultural, indicado pela Confederação Nacional dos Municípios.

 

Polêmica

 

A polêmica surgiu a partir do momento em que Penedo, considerada por operadores de viagens do Brasil como uma das cidades com o maior e mais rico acervo arquitetônico histórico bem conservador do Nordeste e uma das melhores do Brasil, não tem sido escolhida para estar no painel Turismo e Patrimônio Cultura.

 

A indignação foi todos os setores do turismo alagoano e também de operadores de turismo que estão trabalhando para consolidar Penedo como destino turístico cultural no Brasil e na Europa. A escolha da simplória e cidade de São Cristóvão em Sergipe e da abandonada cidade de Olinda foi considerado um grande erro.

 

Diante desse fato o prefeito de Pendo Marcius Beltrão exigiu um esclarecimento formal da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) sobre os critérios dessa “escolha” realizada pela entidade. O prefeito disse ainda que Penedo é atualmente a cidade que possui o acervo arquitetônico histórico mais rico e conservado do Brasil e que e que de forma nenhuma poderia ter ficado de fora do painel Turismo e Patrimônio Cultural.

 

O prefeito Marcius Beltrão disse ainda ao nosso blog, que no próximo ano o município se fará presente de forma ostensiva e destacada independente da CNM.

 

 

Tags:,

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *