Monthly Archives: julho 2018

O dragão que habita uma igreja em Porto de Pedras
   Mozart  Luna  │     13 de julho de 2018   │     6:25  │  2

 

IMG_1562

 

 

Praias lindíssimas, desertas onde só a natureza prevalece com um mar azul turquesa, vasto coqueiral e piscinas naturais intactas. Assim é um dos  mais bonitos municípios de Alagoas, Porto de Pedras, pouco conhecido pelos próprios alagoanos, mas descoberto pelos turistas de todo o mundo. Em meio a esse paraíso um mistério está guardado em uma pequenina capela católica da cidade que possui em seu interior um dragão, isso mesmo um enorme dragão negro alado com uma boca enorme e dentes afiados cuspindo fogo, mas que não faz mal a ninguém. O Dragão é uma escultura em madeira cuja data ainda não é precisa, mas segundo os moradores está lá desde o inicio do povoamento da região.

IMG_1525

Os moradores contam muitas histórias para explicar a presença da imagem do dragão na capela. Uma delas seria a existência de uma serpente gigante com asas no rio Manguaba e que  na época do inicio do povoamento da região teria causado muitas mortes de quem navegava, entre Porto Calvo e Porto de Pedras. As mortes só teriam cessado com  as orações dos fiéis à de Nossa Senhora da Piedade. Por isso atualmente a imagem da Santa fica de frente para o dragão impedindo que ele volte as água dos Manguaba e é única que não deixa a igreja  na procissão para garantir que o dragão fique preso na igreja. 

Existem comentários entre os moradores de que uma mesma imagem dessas existira na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação em Porto Calvo e seria um símbolo de força das duas cidades unidas pelo majestoso rio Manguaba, que tem um formato de serpente e chega no Oceano Atlântico.

IMG_9350

Rica história e belezas naturais

 

Mas nossa viagem em Porto de Pedras não é só para falar do Dragão e sim das belezas do município, já que não é à toa que o município possui três das cem melhores pousadas do Brasil, destacando-se pelo conforto e gastronomia, mas principalmente pela beleza natural que proporciona aos seus hóspedes.

IMG_1514 - Copia

 

Porto de Pedras, entretanto, não é só praia. Sua história é rica em detalhes, já que foi um dos primeiros lugares a ser usado como base para o início da colonização, que começou de forma brutal com o genocídio dos índios que habitavam a região. A valorosa Nação dos Potiguares foi praticamente dizimada pelo mercenário alemão, Chritoffer Lintz e seu irmão Sibad Lintz, que perseguiram e mataram os guerreiros, levando como troféu suas mulheres e crianças para serem catequizadas pelos franciscanos.IMG_1504

Porto de Pedras está localizada na da barra do rio Manguaba, um estratégico acesso ao interior da região, onde esta localizada outra povoação: Porto Calvo. Lá os portugueses ergueram uma fortificação militar, que foi palco de várias batalhas entre portugueses e holandeses. Sendo a batalha de 14 de maio de 1633, uma das mais importantes, quando os holandeses tomaram o local depois de afundar toda esquadra portuguesa no mar de Porto de Pedras, onde até hoje está sepultada. Somente em 1636 Porto de Pedras foi retomada pelos lusos

Por alvará–régio datado de 5 de dezembro de 1815,  Porto de Pedras foi elevada à categoria de vila, desmembrada de Porto Calvo. Posteriormente, em 1864, Porto de Pedras perdeu a sua autonomia ao ser anexada a Passo do Camaragibe. Readquiriu a sua emancipação em 1868, mas apenas pela Lei 903 em 1921, tornou-se município.

IMG_1488

Rica em sua história Porto de Pedras ainda guarda muito de sua memória e passear por suas tranquilas ruas torna-se um lazer, que merece ser fotografado. Da época da colonização restou apenas o antigo prédio de Câmara e Cadeia, que resiste ao tempo de frente para o mar, sendo uma das edificações mais antigas do Litoral Norte, junto com as Igrejas de São Gonçalo e de Nossa Senhora da Apresentação em Porto Calvo.

IMG_1518 - Copia

O prédio serviu durante muito tempo como delegacia municipal e também de pequeno presídio. Atualmente espera uma ação do governo do estado para sua restauração, numa parceria com a nova administração do município.

 

IMG_1516

Mas Porto de Pedras tem muito mais para apresentar aos seus visitantes. Uma atração que também será restaurada ainda esse ano é o Oitizeiros do Imperador. Segundo relatos históricos o imperador Dom Pedro II, teria repousado em uma rede e apreciado o mar, antes de seguir viagem para o Porto de Porto Calvo.

IMG_1498

Subindo ainda um pouco mais chegamos ao topo do morro em Porto de Pedra, onde está localizado o farol de sinalização da Marinha. Farol foi instalado em 1940 durante a Segundo Guerra Mundial. No local também na época foram instaladas baterias antiaéreas e metralhadoras, que nunca foram utilizadas e depois retirada logo após o termino do conflito.

Hoje existe um projeto da atual gestão do prefeito Henrique Vilela em parceria com a Marinha do Brasil, para instalação de um mirante panorâmico e uma praça de lazer para convívio social.  Um projeto que já começou a tornar-se realidade.

Porto de Pedras possui a única travessia de balsa pelo rio Manguaba até Japaratinga, municípios vizinho. É um passeio bonito que leva cerca de 10 minutos, onde os visitantes podem observar do rio toda cidade.

IMG_1531

A orla fluvial também oferece locais de lazer e com um visual muito bonito do rio Manguaba.

IMG_1523

Vamos continuar nosso passeio pelas ruas da cidade. Seguimos nosso roteiro pelas ruas em busca dos casarões que ainda resistem ao tempo na cidade. Um deles é o Casarão das Estrelas, onde ocorriam as reuniões de políticos da região e também hospedou  Dom Pedro Segundo e três pilotos de um hidroavião norte-americano durante a Segunda  Guerra Mundial.

Segundo as informações colhidas por moradores mais antigos, o avião fazia patrulhamento no Litoral quando teve uma pane sendo formado a aterrissar no rio Manguaba. Os tripulantes ficaram hospedados na Casa das estrelas durante uma semana atraindo a curiosidade de todos da cidade.

IMG_1482

Mas continuamos nosso passeio por Porto de Pedras. Ao chegarmos ao distrito de Tatuamunha encontramos o maior número de casarões antigos da cidade. Muitos ainda resistem ao tempo, formando um conjunto bem conservado, além da igreja mais antiga da região que tem como padroeiro São Gonçalo. Em sua volta está um conjunto de casarões bem conservado.

IMG_1475

IMG_1491

>Link  

ANAC homologa TAC e suspende restrição de voos
   Mozart  Luna  │     11 de julho de 2018   │     23:00  │  0

O Conselho Consultivo da diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) decidiu ontem a homologar o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que permitirá a suspensão da Portaria determinou a restrição de voos em 21 aeroportos brasileiros, inclusive o de Alagoas, Zumbi dos Palmares.

A tão esperada notícia foi confirmada pelo ex-ministro dos transportes e deputado federal Maurício Quintela (PR), que vem acompanhando o assunto desde que estava no ministério, não haverá contratempos para assinatura do TAC.  Segundo ele a ANAC deverá publicar nesta quinta-feira (12) a homologação com efeito suspensivo da Portaria de restrição dos voos.

Histórico

A Portaria da ANAC, que restringe no aeroporto Zumbi dos Palmares, ocorreu porque já havia se sido assinado um outro acordo para realizar as adequações estruturais exigidas pela Agência em 2013, mas que não foram cumpridas por falta de dotação orçamentária na Infraero.

Segundo o deputado Mauricio Quintella com a destinação de R$ 10 milhões, para o cumprimento das adequações, houve o comprometimento da Infraero de fazer valer os termos do TAC, que será apresentando na reunião do Conselho Consultivo da Diretoria da Anac.

 

 

>Link  

Anac decide hoje suspensão de Portaria que restringe voos
   Mozart  Luna  │       │     12:20  │  0

 

A reunião do Conselho Consultivo da diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) está agendada para acontecer hoje (11), a tarde em Brasília com o objetivo de avaliar o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que permitirá a suspensão da Portaria determinou a restrição de voos em 21 aeroportos brasileiros, inclusive o de Alagoas, Zumbi dos Palmares.

 

Segundo o ex-ministro dos transportes e deputado federal Maurício Quintela (PR), que vem acompanhando o assunto desde que estava no ministério, não haverá contratempos para assinatura do TAC. “Tivemos uma reunião semana passada, para discutir o conteúdo do documento e chegamos a um consenso de todas as partes”, disse Quintella.

 

Portaria

 

A Portaria da Anac, que restringe no aeroporto Zumbi dos Palmares, ocorreu porque já havia se sido assinado um outro acordo para realizar as adequações estruturais exigidas pela Agência em 2013, mas que não foram cumpridas por falta de dotação orçamentária na Infraero.

 

Segundo o deputado Mauricio Quintella com a destinação de R$ 10 milhões, para o cumprimento das adequações, houve o comprometimento da Infraero de fazer valer os termos do TAC, que será apresentando na reunião do Conselho Consultivo da Diretoria da Anac.

 

Reclassificação

 

Outra batalha que se trava em torno do aeroporto Zumbi dos Palmares em Alagoas é com relação a reclassificação para categoria Delta (D), o que facilitará o credenciamento de voos internacionais regulares, por parte de companhias aéreas como a TAP e a Air France.

 

Com isso aumentaria o fluxo de turista da Europa e também os postos de trabalho no aeroporto, gerando também divisas para a Prefeitura de Rio Largo. Entretanto para isso é necessário que o município realize as adequações solicitadas pela Infraero e Anac, como a reiterada de rede elétrica, torres de operadoras de celular e caixas d’agua de residências próximas ao aeroporto.

 

O processo de reclassificação aguarda tão somente essas adequações por parte da prefeitura, para dar andamento ao processo que está parado desde maio em Brasília. Outro problema é com relação a proposta de mudança do nome do aeroporto Zumbi dos Palmares, para aeroporto de Rio Largo. Este fato novo deverá gerar problemas sérios no IATA, que é uma convenção internacional de identificação aeroportuária.

 

 

Tags:, ,

>Link  

TAP comemora dez anos voando Lisboa/Brasília
   Mozart  Luna  │     10 de julho de 2018   │     16:03  │  0

 

A companhia aérea portuguesa TAP comemora dez anos voando entre Lisboa e Brasília, ao mesmo tempo que conquista o a deferência por ter o melhor programa Stopover do mundo, concedido pela Condé Nast Traveler.

No que diz respeito ao programa Portugal Stopover – ao abrigo do qual os Passageiros podem fazer uma paragem em Lisboa ou no Porto até cinco noites, sem qualquer custo adicional – o mercado brasileiro representa cerca de 35 por cento do número total de reservas, dos quais 11 por cento são provenientes de Brasília. Desde o seu início, no verão de 2016, até ao final de julho deste ano, o Portugal Stopover trouxe a Portugal quase 70 mil novos turistas.

No primeiro ano de operação da TAP, em 2007, foram transportados 45 mil passageiros entre as duas capitais. Este ano, só no primeiro trimestre, foram já transportados perto de 60 mil.

O sucesso dessa companhia aérea portuguesa está em não perder a sua identidade lusa, ao contrário do Brasil que sofre com essa brecha em nossos céus. A única companhia aérea brasileira que ainda representava o país pelos céus do mundo era a TAM, que foi vendida para chilena Lan Chile e agora virou o camaleão Latam. Essa falta de uma companhia genuinamente brasileira causa tristeza nos empresários brasileiros que trabalham com turismo.

A Azul que também vem crescendo nos voos para Portugal já não sangue totalmente verde amarelo, e agora tem capital português onde a TAP é uma aliada. É o mundo globalizado que exige mudanças e alianças para sobreviver e crescer.

TAP voos

Semanalmente a TAP possui seis voos durante o pico da operação e ainda voa para dez destinos brasileiros, sendo os estados do Nordeste que mais recebem os voos. Somando 73 frequências semanais, seis das quais para Brasília. Em 2016, eram cinco as frequências, pelo que este ano se verificou um aumento de 20% na oferta para este destino, sendo de nove por cento o aumento global da operação para o Brasil.

Entretanto os passageiros que voam pela TAP provenientes de Brasília podem aproveitar as vantagens que o Hub de Lisboa oferece, como plataforma privilegiada de transição entre o Brasil e a Europa, sendo os destinos preferidos, nestes casos, Roma, Paris, Barcelona, Milão e Madrid.

 

 

>Link  

Pinturas rupestres em Pão e Açúcar
   Mozart  Luna  │     9 de julho de 2018   │     13:13  │  0


Um ambiente que viria a ser área de extração de minérios em Pão de Açúcar acabou sendo tombado, em 2012, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) por guardar um importante registro de povos pré-históricos da região. Trata-se de um do Sítio Arqueológico da Pedra do Sapo, localizado no Sítio Bom Nome, há cerca de 60 minutos da Zona Urbana, esse é apena um dos 11 sítios existentes em Pão de Açúcar.

Nesta semana, equipes da coordenação da Educação no Campo, da Secretaria Municipal da Educação, e a diretoria do Meio Ambiente, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Agricultura e Recursos Hídricos, realizaram uma visita técnica visando o local como uma fonte de riquíssimas informações a serem trabalhadas em sala de aula.


Segundo a coordenadora da Educação Ambiental, Jordana Tenório, o local deve ser utilizado como um recurso educacional pelos professores da Rede de Educação. “Os professores devem ser incentivados a usar esse lugar como uma fonte riquíssima de informações sobre os povos que habitaram nesse lugar, pois está tudo registrado nas pinturas rupestres. Sem falar do bioma a ser apreciado, estudado e conservado” disse.

Ainda de acordo com a coordenadora, o sítio arqueológico, embora repleto de valor simbólico e cultural e seja tombado pelo IPHAN, não recebia a atenção necessária. Durante a visita, foram encontrados focos da ação predatória do homem, como lixo e desmatamento. A coordenadora da Educação no Campo aponta que o local também tem potencial para ser mais um atrativo turístico de Pão de Açúcar.

“Nos próximos dias reuniremos os professores da rede municipal, primeiramente os das áreas de Geografia, História e Ciências. Depois a intenção é articular em conjunto com o IPHAN para impedir a degradação. Futuramente o local tem tudo para ser aberto a visitações, porém necessitamos de fiscalização e dos seus devidos cuidados, isso já esta sendo tratado pela equipe de governo do prefeito Flavinho Almeida que tem dado total apoio e dedicação com as atividades educacionais e turísticas do nosso município”, disse.

ASSESSORIA DE IMPRENSA – ADILSON COUTO

 

>Link