Projetos de aeroportos em Alagoas sofrem com burocracia
   Mozart  Luna  │     18 de junho de 2018   │     10:36  │  1

 

Em Alagoas existe três projetos de construção de aeroportos que estão no papel há muito tempo e um deles já completou mais de 20 anos e não consegue se concretizar, como é o caso de Maragogi. Vários problemas burocráticos e técnicos interferem no andamento desses equipamento tão importantes para o desenvolvimento do estado.

No ultimo final de semana o governador Renan Filho anunciou a assinatura do Termo de Compromisso com o Ministério dos Transportes e Secretaria de Aviação Civil (SAC), para viabilizar a liberação dos recursos para as obras de construção do aeroporto regional de Maragogi. Os recursos são federais e estão orçados em R$ 1,8 milhões.

Segundo o secretário de infraestutura Mozart Amaral existem duas áreas em negociação para instalação do aeroporto regional Maragogi. Amaral disse ainda que o projeto foi enviado para a SAC para análise. “Todo processo de instalação de aeroportos são muitos demorados devido as exigências técnicas, já que são detalhados pois há uma grande preocupação com relação segurança”, disse ele.

A solenidade de assinatura do Termo de compromissos está prevista para acontecer durante a visita do ministro Valter Cassimiro, na quinta-feira (21) a Alagoas. Segundo Mozart Amaral o ministro vai visitar várias obras federais que estão em andamento e aproveitar a ocasião para assinar o Termo.

Entretanto a assinatura do Termo não significa que a obra começa imediatamente, pois depende do tramite burocrático no SAC e também do processo de negociação de parte da área escolhida para a obra. Segundo Mozart Amara parte desse terreno é de posse do INCRA para fins de desapropriação para acomodar assentados. Este processo é considerado pelos técnicos do governo o mais demorado, já que envolve ações judiciais.

Penedo e Arapiraca

O aeroporto de Penedo é o único que registrado na Infraero e mesmo estando inativo sua situação esta mais avançada, já que todo projeto está pronto e foi entregue ao SAC, mas devido a burocracia está “travado” há mais de seis mês, aguardando tão somente a liberação dos recursos para inicio da obra.

O aeroporto de Penedo funcionou por cerca de 15 anos e tinha linhas aéreas regulares descendo, das antigas companhias Cruzeiro do Sul, Varig e Transbrasil, mas devido a otimização de custos e a falta de fluxo de passageiros deixou de funcionar e com isso ficou sem manutenção.

Com relação a Arapiraca a área escolhida esta em negociação e também aguarda a aprovação da Secretaria de Aviação Civil que em uma vistoria técnica detectou alguns problemas a serem resolvidos, como por exemplo a existência de uma rede de alta tensão da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) que terá que ser remanejada e requer também tramite burocrático.

 

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Antônio de Pádua

    Na minha opinião estes aeroportos serão novos elefantes brancos, estas cidades não tem demanda de passageiros que justifique a construção destes equipamentos. Vamos aguardar.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *