TAC será assinado para impedir restrições de voos em Alagoas
   Mozart  Luna  │     14 de maio de 2018   │     12:35  │  0

 

 

Os empresários do trade de turismo em Alagoas estão preocupados com uma portaria editada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) restringindo os voos internacionais nos aeroportos Zumbi dos Palmares em Alagoas, Santa Maria em Aracaju e Guararapes em Recife. A portaria dá um prazo de 90 dias para que a Infraero cumpra uma serie de exigências no que toca as condições de infraestrutura desses aeroportos.

A medida tomada pela Anac, segundo representantes do Trade ainda não afeta os voos programados para a temporada desse ano, já que todos os voos programados estão na planilha da Anac/infraero, mas pode afetar sim outros voos de projetos que estão sendo trabalhados para ocorrer como o da companhia portuguesa TAP.

Segundo os empresários desde a realização da Bolsa de Turismo de Lisboa (BLTL) realizada este ano, quando uma comitiva oficial viajou para Portugal com a missão de recuperar o mercado lusitano que Alagoas perdeu há quatro anos. A expectativa é que a TAP realize pelo menos dois voos por semana para Maceió, mas tudo vai depender do processo de reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares.

 

Ação política

O deputado federal e ex-ministro dos transportes  Maurício Quintella entrou em cena com o objetivo de resolver o problema e já na semana passada manteve reunião com o ministro dos transportes  Valter Cassimiro Silveira e representantes da Anac e Infraero, com o objetivo ser elaborado um Termo de Ajuste de Condutas (TAC) para que tudo seja resolvido.

Segundo o parlamentar alagoano em mensagem ao nosso blog, amanhã acontece uma segunda reunião entre todos envolvidos para finalizar o conteúdo do TAC e assinar o documento e na próxima sexta-feira ( 18) publicar  Termo, garantido que as restrições exigidas sejam suspensas.

Maurício Quintella tranquilizou os empresários dizendo que mesmo assim a portaria editada pela Anac, restringindo os voos nos aeroportos de Aracaju, Rio Largo e Recife só seria realizada após os 90 dias de prazo dado para as adequações. “Mas como a Infraero esta realizando as providencias exigidas, tudo será normalizado naturalmente,” disse Quintella.

Reclassificação

O processo de reclassificação do aeroporto Zumbi dos Palmares continua aguardando a finalização das adequações solicitadas pela Anac e que deve ser realizada pela prefeitura de Rio Largo.

Segundos as últimas informações a prefeitura notificou os proprietários dos imóveis localizados próximo ao aeroporto e que apresentam irregularidades como ampliação de andares e também torres de operadoras de celular e até postes da Eletrobrás próximo a ponto de aterrisagem.

Segundo uma fonte da Infraero tudo agora depende da prefeitura de Rio Largo para o aeroporto conquistar a categoria “Delta” e assim aumentar  o fluxo de passageiros e voos , aumentando a capacidade de geração de emprego e tributos para o município e dinamizando o turismo em Alagoas.

 

 

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *