Dragagem do Porto de Maceió vai aumentar fluxo turístico com transatlânticos
   Mozart  Luna  │     5 de março de 2018   │     20:19  │  0

 

A capital alagoana sempre foi uma cidade cortejada pelas empresas que realizam cruzeiros pelo Oceano Atlântico, mas que tinham essa possibilidade  parada no Porto de Maceió reduzida devido limitado espaço e profundidade da lamina de água. O pedido do trade turístico de dragagem do Porto de Jaraguá é antigo e finalmente foi atendido com a assinatura da Ordem de Serviço para o inicio da obra anunciada para o dia 19 desse mês.

 

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, juntamente com o também ministro Maurício Quintella Lessa e o governador Renan Filho realizaram a assinatura da ordem de serviço de dragagem do Porto de Maceió, na última segunda-feira (05), em Jaraguá. Obra orçada no valor de R$ 35 milhões aumentará em 30% a movimentação de cargas.

Mais turistas

 

Os ganhos com essa ação do Governo Federal  são muitos bons para atividade turística em Maceió, já que, segundo o Ministério do Turismo deverá quintuplicar os números de turistas nos cruzeiros nos próximos 5 anos gerando incremento de R$ 50 milhões de reais por temporada na capital alagoana.

 

O ministro Quintella garantiu  que a obra terá inicio até o dia 19 de março e terá duração de três meses. Após este prazo, embarcações de grande porte poderão acessar o Porto sem restrições. “São ganhos expressivos como a movimentação de cargas, que vai proporcionar redução de custo do frete e maior rapidez nas operações dos navios. Vai melhorar a condição operacional e o Porto voltará a atrair investimentos”, disse.

 

A  obra de dragagem do Porto de Jaraguá  coloca Maceió definitivamente na rota de parada para os navios que realizam cruzeiros pelo Oceano Atlântico. Segundo o ministro Marx Beltrão de acordo com a CLIA Abremar, o número de passageiros deverá quintuplicar nos próximos 5 anos. Com a expectativa de mais de 100 mil turistas por temporada, significando um incremento na economia de 50 milhões de reais por temporada.

 

“A partir desses investimentos todo trade será contemplado. Mais empresas vão se instalar aqui na capital. Traz mais competitividade e geração de empregos. Uma obra esperada há mais de 20 anos é tirada do papel e começa a virar realidade. Vamos recuperar os cruzeiros e alavancar o turismo marítimo”, conclui,  Marx Beltrão.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *