Portugal bate recorde em recebimento de turistas e brasileiros ocupam o segundo lugar
   Mozart  Luna  │     2 de março de 2018   │     8:04  │  0

Os números das atividades turísticas em Portugal em 2017 mostram o recorde absoluto e que o país tem uma grande vocação para se transformar em dos grandes pólos de turismo da Europa. As receitas turísticas de 2017 atingiram os 15 153 milhões de euros e mostra na balança de pagamentos e que confirma as previsões públicas e privadas.

Nas exportações o valor que inclui os turistas estrangeiros em Portugal anunciado no dia 21 de Fevereiro, pelo Banco de Portugal é superior ao verificado no conjunto de 2016 em 19,5%.

Nas importações nos  gastos de turistas portugueses lá fora, o valor foi de 4 293 milhões de euros entre Janeiro e Dezembro de 2017, um acréscimo de 11,5% face ao contabilizado no ano anterior.

O excedente nessa balança, em 2017, foi de 10 861 milhões de euros, superior em 2 030 milhões de euros face ao somado em 2016.

O Ministério da Economia afirma que o aumento das receitas é precisamente uma das prioridades do Governo, assumida na Estratégia Turismo 2027: crescer cada vez mais em valor. Em 2017 o ritmo de crescimento das receitas mais que duplicou o crescimento dos hóspedes”; informou o Governo.

“Ao mesmo tempo, é cada vez mais evidente que o Turismo está a alargar ao longo de todo o ano e não apenas concentrado na chamada época alta”, informa ainda a nota do governo adiantando que 67% das novas dormidas registradas em 2017 foram na época baixa e que o índice de sazonalidade passou de 38,7% em 2015 para 36,5% em 2017.

“A actividade turística está também a crescer em todo o território. Os maiores crescimentos em número de hóspedes registaram-se nos Açores (+16,8%), Centro (+13,2%) e Alentejo (+12,8%)”; salienta o Ministério, para quem “a promoção de todas as regiões do País tem sido uma das prioridades do Governo, nomeadamente através de instrumentos como o Programa Valorizar, bem como a diversificação da oferta através do programa de captação de eventos e congressos, os Portuguese Trails, os Caminhos da Fé ou a aposta no enoturismo e gastronomia”, diz ainda o relatório do Governo.

O ranking com relação ao mercado de emissores, é afirmado que a “diversificação tem sido fundamental”,com maior destaque me 2017: China (+41%), Brasil (+39%), Polónia (+36%) e os EUA (+35%),” finaliza a nota do Governo.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *