Monthly Archives: janeiro 2018

Conta viagem é deficitária e Lei Geral do Turismo precisa mudar
   Mozart  Luna  │     31 de janeiro de 2018   │     22:00  │  2

 

Todos sabem que o brasileiro adora viajar, mas que vem a cada ano  superando as cifras das viagens internacionais é um fato que vem chamando a atenção das operadoras internacionais, que começam a incrementar os roteiros diante dos dados apresentados no final de 2017. Os números apontam um aumento de 17% do fluxo para o exterior.

Para o ministro do turismo Marx Beltrão essa situação pode ser revertida com a implementação das mudanças propostas para Lei Geral do Turismo, que está em discussão. pela Frente Mista Parlamentar   em Defesa do Turismo.

E brasileiro gosta não só de viajar como de gastar quando chega em lugares bonitos em que se sentem seguros e são bem tratados. Uma prova disso é que os brasileiros gastaram nada mais nada menos que US$ 1,162 bilhão em dezembro contra US$ 1,392 bilhão em dezembro de 2016, segundo dados do Banco Central (BC).

Os poucos estrangeiros que estiveram no país gastaram cerca de US$ 501 milhões, um aumento discreto em relação a 2016 quando deixaram US$ 451 milhões. Disso resulta um déficit na conta de viagens de US$ 1,123 bilhão no mês passado. Em igual mês de 2016 o déficit foi de US$ 941 milhões.

A balança ficou deficitária em R$ 13,192 bilhões, contra projeção do BC de US$ 13,5 bilhões. Os gastos dos turistas brasileiros no exterior ficaram em US$ 19,002 bilhões e as receitas dos estrangeiros no Brasil, em US$ 5,809 bilhões.

Começa o ano

O ano de 2018 já começa com a perspectiva com a tendência de déficit na conta viagem e até o dia 25 a conta viagem estava em US$ 961 milhão gastos pelos brasileiros lá fora, contra US$ 611 milhã, e da despesa de brasileiros de US$ 1,571 bilhão.

Para o chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central (BC), Fernando Rocha, com esses resultados a indicação é de que o déficit nessa conta continua continuará a crescer. O BC projeta resultado negativo de US$ 17,3 bilhões para 2018, voltando ao patamar de 2014.

Em 2016, o déficit na contabilidade das viagens internacionais foi de US$ 8,473 bilhões. O recorde nessa diferença foi registrado em 2014, de US$ 18,7 bilhões.

Essa tendência é fortemente influenciada pela cotação do dólar e pela renda disponível da população. Em de 2017 se observou um movimento constante de retomada dos gastos, depois que os dispêndios com viagens chegaram a cair mais de 40% em comparação ao longo do ano passado.

A conta viagem é importante porque são parte relevante da balança de serviços que fechou dezembro com déficit de US$ 3,675 bilhões. No ano, o déficit foi de US$ 33,851 bilhões contra US$ 30,447 bilhões em 2016.

O que pensam os operadores

Para equalizar essa conta de forma positiva e o Brasil  melhorar é preciso que o governo crie mecanismos que atraia mais turistas estrangeiros. Entretanto a imagem do país lá fora é a pior possível e quem viagem para o exterior sabe muito bem disso.

O Brasil é tido como um país onde a violência está nas ruas todos os dias com assaltos, homicídios, falta de policiamento e estrutura de serviços e pessoal capacitados para receber bem o turista que vem do primeiro mundo.

Doenças tropicais

Para completar o Brasil tem todos os anos surtos de doenças tropicais como Zika, Dengue, Malaria e agora Febre Amarela. Sintomas de países miseráveis existentes na África. Esta é radiografia existente enriquecida por programas de TV, que são exibidos, por exemplo, em Portugal, por algumas redes de televisão brasileira, que só ajudam a proliferar essa péssima fotografia brasileira.

A imagem do Brasil é tão ruim lá fora, que tem companhia aérea fazendo campanha na mídia na Europa informando que devolvem todo dinheiro da passagem de para quem desista de viajar para o Brasil. Alguns dão descontos para outros destinos como Cuba, onde o governo comunista paga 10%, em descontos em impostos e tarifas, as operadores turísticas internacionais que envie para Ilha turistas.

Hoje o Brasil está perdendo fluxo turístico para as ilhas do Caribe, cujos governos estão isentando de taxas os aviões que pousam em seus aeroportos, além de isentarem os hotéis que recebem os “gringos” de pagamento de impostos, bastando que comprovem que empregam mais de 100 funcionários.

Em contrapartida o Brasil está na contra-mão com taxas altíssimas cobradas pela Infraero e ainda subsidio para o combustível dos voos charter. Outro grande problema no Brasil são os aeroportos, que precisam ser modernizados e contratar funcionários qualificados que falem pelo menos o inglês.

Em Maceió, por exemplo, o terminal de embarque internacional estava com o aparelho de ar condicionado sem funcionar até janeiro, além de não possuir lanchonete no local. O caminhão de abastecimento de combustíveis é pequeno e não tem condições para abastecer grandes aparelhos como o A 330, que pousou em dezembro vindo de Lisboa.

Os  passageiros desse voo tiveram que esperar duas horas dentro do avião aguardando que o “caminhãozinho” tanque do aeroporto “Internacional”  Zumbi dos Palmares, desse conta do recado para encher os tanques do gigante vindo de Portugal. Vexames com esses contra indicam o desenvolvimento do turismo internacional no Brasil.

Lei Geral do Turismo

Uma das saídas seria as mudas propostas na Lei Geral do Turismo constante no pacote Brasil Mais Turismo que está em discussão na Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo, que tem como prioridade dois itens: a modernização da Lei Geral do Turismo (Lei 11.771/08) e o aumento do capital estrangeiro nas empresas aéreas.

O ministro do Turismo, Marx Beltrão já comentou sobre a necessidade urgente para que as mudanças ocorram. Para ele o turismo no Brasil tem pressa e precisa com urgência votar as mudanças.

Entretanto um outro item bastante importante solicitado por operadores internacionais de turismo é a isenção das altas taxas cobradas pela Infraero para os aviões que vêm de fora, além do barateamento do combustível. Neste caso o assunto é com o Ministério dos Transportes.

Tudo isso aliado a uma campanha de marketing internacional buscando mostrar o que o Brasil tem muito de belo e bonito.

Esses seriam passos importantes a serem tomados pelo governo federal para inverter a conta viagem, caso contrário cada vez mais o país vai receber menos turistas internacionais.

>Link  

Febre “amarela” carnaval do Rio e EUA emite alerta no Brasil
   Mozart  Luna  │     30 de janeiro de 2018   │     9:00  │  0

 

O desfile das escolas de samba no carnaval do Rio de Janeiro pela primeira vez sofre com a crise financeira e organizadores está preocupados por não ter conseguido vender todos os ingressos e camarotes. A preocupação foi externada pelo coordenador da Liga Independente das Escolas de Samba, Heron Scheider, que comentou a situação classificando com histórica e que nunca ocorreu. Segundo ele estão a sobrar ingressos e camarotes faltando apenas duas semanas do Carnaval. Segundo ainda ele a situação é pior que 2017, que foi muito ruim.

Apenas as cadeiras que têm ingressos mais baratos (R$ 190,00) foram todos vendidos. Nas Arquibancadas ainda estão disponíveis lugares em nove dos 11 setores. Os preços vão de R$ 220,00 a 320,00, apenas os mais baratos de R$ 145,00 a R$ 220 foram vendidos.

O mais incrível são os camarotes que estão sobrando três e que sempre já se esgotavam no inicio das vendas. As fantasias que são vendidas para aqueles, que gostam aparecer na passarela, também encalharam e muitas estão no armário, sendo um momento histórico do carnaval do Rio do Janeiro.

Febre Amarela e Violência

Para os organizadores um motivos mais forte para a queda na venda foi a crise financeira e a data do Carnaval desse ano, que par eles ficou muito próximo das festas de final de ano. Entretanto todos evitam comentar o surto de febre amarela, que assola o Rio de Janeiro e o aumento da violência, graças ao crescimento do poder dos traficantes em todo estado.

Os países da Europa estão recomendando as pessoas que vem para o Brasil, para avaliarem bem os riscos com relação à Febre Amarela e pedem que todos se vacinem antes de viajar. Alguns governos estão praticamente recomendando que ninguém venha para o Brasil por motivos menos importantes, só em casos de estrita necessidade.

Depois da Zika, a Febre Amarela chega para prejudicar o fluxo de turistas e colocar o Brasil entre os países que não se deve viajar por causa de risco de contrair doenças tropicais e também por oferecer risco de vida pela violência nas ruas.

EUA emitem alerta amarelo

 

Em Recife a embaixada dos Estados Unidos emitiu aos funcionários alerta amarelo, para todos que ficam trabalhando depois das 18 horas, devido ao grande número de assaltos com vítimas fatais. O alerta amarelo é só emitidos para os funcionários em países onde há ameaça terrorista.

Diante desse cenário crítico os empresários de turismo pensam em pedir socorro ao Governo Federal para realizar uma campanha de marketing na Europa, para melhorar a imagem do Brasil que hoje além de ter uma imagem de nação corrupta, agora também como celeiro de doenças tropicais contagiosas e comandada pelos narcotraficantes.

>Link  

Arapiraca faz a maior e mais longa cavalgada religiosa do Nordeste
   Mozart  Luna  │     28 de janeiro de 2018   │     18:43  │  0

Na próxima quarta-feira (31) acontece a 16 ª edição da maior Cavalgada do Nordeste entre as cidades de Bom Conselho e Arapiraca, com a duração de três dias e participação de mais de 200 cavaleiros e amazonas. Tudo começou com a idéia de fazer uma homenagem à padroeira da Capital Alagoana do Agreste alagoano, percorrendo os mesmos caminhos do fundador de Arapiraca, o comerciante Manoel André, que trouxe para o pequeno povoado a imagem de Nossa Senhora do Bom Conselho.

A Cavalgada é organizada pela Associação dos Criadores de Cavalos de Sela de Arapiraca (Acesa), que integram também a Ordem dos Cavaleiros de Nossa Senhora do Bom Conselho. A saída da comitiva acontece do Convento das Irmãs Franciscanas, logo depois da missa e benção do Bispo Dom Valério Brêda.

Antes os cavaleiros se preparam no Parque de Exposições de Bom Conselho, onde é realizado o tradicional almoço com a presença de convidados. Este ano a novidade da Cavalgada é a participação da Orquestra Coringa, criada pelo grupo empresarial, que tem como grande o empresário e Comendador José Alexandre, que participa do evento desde sua criação e é um dos maiores incentivadores.

 

A orquestra estará presente em todas as paradas da comitiva nas cidades e povoados por onde passa, sempre louvando a padroeira de Arapiraca e lembrando o sentido religioso do evento. A chegada dos cavaleiros e amazonas será no dia 2 de fevereiro à tarde em Arapiraca onde ocorre desfile pelas ruas até a comitiva entregar a imagem da padroeira ao Bispo Dom Valério no Centro da Cidade.

 

Maior evento religioso

Além de ser a maior do Nordeste, a Cavalgada de Nossa Senhora do Bom Conselho é o maior evento religioso também de Alagoas, que até hoje não teve o reconhecimento oficial dos órgãos públicos de turismo.  Os organizadores sempre cobraram o apoio para o reconhecimento da Cavalgada dentro do calendário turístico estadual e aguardam isso até hoje.

 

O embarque dos animais para cidade de Bom Conselho em Pernambuco começa no dia 30 e vai até o dia 31 pela manhã logo cedo. Todos cavaleiros e amazonas deverão estar prontos ao meio dia de quarta-feira no Parque de Exposições de Bom Conselho, onde almoçam e montam nos animais para participar da missa e benção para partida da comitiva. É um dos momentos mais emocionantes do evento.

O evento é marcado pela presença de centenas de famílias inclusiva com crianças que também vão montados em seus cavalos e mulas. O percurso é realizado pro estadas de chão batidos e a comitiva é acompanhada de todos os cuidados necessários como batedores da PM e Ambulância, além de toda uma equipe de apoio que organiza todas as paradas e bate sela. O primeiro bate sela acontece na hora do ângelus (Ave Maria), cantado por todos.

Paradas

 

O primeiro pernoite acontece no povoado de Santa Quitéria, onde os cavaleiros abrigam a imagem da padroeira no templo católico da cidade. Depois é fornecido o jantar e distribuído o alojamento nas escolas para que todos possam dormir. Pela manhã tocada alvorada é fornecido café da manhã e depois de uma oração a comitiva parte com destino a Palmeira dos Índios.

O segundo dia de cavalgada é o mais duro. Muita estrada e poeira pela frente e o sol forte, mas a fé não deixa os cavaleiros esmorecerem. Pelo caminho são aplaudidos pelos trabalhadores do campo que assistem a passagem da comitiva há 16 anos. São oferecidos água e frutas aos cavaleiros e amazonas. A frente da comitiva a imagem de Nossa Senhora do Bom Conselho abre os caminhos. O almoço acontece em Palmeira dos Índios onde passam pelas ruas e são recebidos por uma multidão.

No terceiro dia a comitiva chega a Arapiraca, onde são recebidos por milhares de pessoas que aglomeram nas ruas para receber a imagem da padroeira da Capital Alagoana do Agreste. É a maior concentração religiosa de Alagoas. A avaliação dos organizadores é que cerca de 50 a 70 mil pessoas vão às ruas para assistir a passagem da comitiva. Em todo percurso as calçadas ficam lotadas e no centro a multidão toma conta do calçadão Dom Fernando Gomes.

 

 

>Link  

As prévias carnavalescas em Penedo são destaque em Alagoas
   Mozart  Luna  │     25 de janeiro de 2018   │     17:25  │  1

 

 

A Bela Penedo vem se consolidando como a cidade das prévias carnavalescas há muito tempo, graças ao inúmeros blocos carnavalescos, muitos com mais de 10 anos de fundados e alguns beirando os 60 anos de existência. Essas características culturais captadas por nosso blog demonstram uma tendência para que o Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento e Turismo volte seus olhares para essas importantes manifestações populares e dê mais apoio e divulgação.

 

O interessante é que durante o Carnaval, Penedo não tem uma programação carnavalesca intensa, sendo as prévias muito animadas com a participação de blocos e bandas de frevo renomadas com muita originalidade.

A animação em Penedo começou desde o último final de semana e continua hoje com a ilustre Boneca Raquel, que completa 58 anos de desfile pelas ruas de Penedo. Uma tradição que preservada por gerações graças aos participantes que levam seus filhos para brincar o carnaval de rua, como suas famílias, como se faz tradicionalmente em Penedo.

 

Uma tradição que mantida de pai para filhos, uma característica bem penedense, que se notabiliza pela “aristrocracidade” e o culto pela intelectualidade, sendo uma cidade que possui um dos maiores índices de leitura do Estado, segundo dados do IBGE.

A animação desta sexta-feira (26) com o desfile da Boneca Raquel, com concentração agendada para às 19 horas (horário britânico), próximo a Igreja de Santa Cruz, na parte baixa da cidade. O bloco Vassourinhas é quem está organizando o desfile e promete muita animação com nada mais que 50 músicos, que têm a missão de tocar horas sem fim, até o último folião se entregar ao cansaço.

História da “Chica Boa”

A ilustre Boneca Raquel surgiu com uma história muito engraçada. Nos anos de 1960 o conhecido mestre Cabo Vá criou o bloco que tinha o nome de “Chica Boa”, como motivo da festa. Chica Boa era uma funcionária bem torneada da Fábrica de Tecidos, localizada no Bairro Vermelho em Penedo.

A personagem foi criada pelo mestre Cabo Vá em momento de delírio e admiração pelos dotes e sensuais da operária, que arrasava corações em Penedo. Mas certo dia Chica Boa foi embora para São Paulo, cansada de “falsas promessas”, arrasando corações.

Cabo Vá então teve que substituir Chica Boa e não perdeu o bom humor escolhendo outra operária de nome Raquel, que havia assumido a vaga de Chica Boa e assim nasceu o boneco da Raquel. Uma grande história cheia de humor. A Boneca Raquel vai às ruas comemorar seus 58 anos.

Ovo da madrugada

Já no sábado (27) as prévias continuam com o “Ovo da Madrugada”. Domingo (28) será a vez do bloco “Os Pancadeixxon” animar os foliões. A concentração do bloco será no Rosete Andrade. Domingo também acontecerá a “Lavagem do Bonfim” e no dia 3 de fevereiro,“Galante da Noite”.

>Link  

Os melhores locais e época para compras em Portugal
   Mozart  Luna  │     24 de janeiro de 2018   │     8:27  │  0

Quem viaja também aproveita para fazer compras e a época certa em Portugal é sempre depois da passagem de ano, geralmente depois do dia 5 de janeiro.

Na cidade do Porto o destaque vai para Rua Santa Catarina onde os preços são imbatíveis com descontos de até 70% em produtos de grife. O período depois das chamadas festas de final de ano são as mais propícias para viajar e fazer compras na Europa.

Na cidade de Porto a Rua Santa Catarina é a “25 de março” de São Paulo, com uma diferença importante que é a originalidade dos produtos vendidos, além disso todas as lojas são de europeus e não de chineses, que geralmente vende réplicas.

Outra vantagem é que os comerciantes emitem notas fiscais para dedução do desconto para o “taxi free”, onde o comprador pegar de volta o dinheiro do imposto pago de volta no aeroporto.

Pertinho do Porto está a cidade de Vila Nova de Gaia, que fica do outro lado do Rio Douro. Lá encontramos o complexo comercial El Corte Inglês, que tem nove andares, sendo dois no subsolo, os loucos por grifes ficam atônitos e geralmente passam o dia todo fazendo compras e ainda voltam no outro dia para conferir se tem mais alguma coisa para comprar.

O complexo se assemelha a um shopping, mas são muito diferentes, lá as várias marcas compartilham o mesmo andar e espaços abertos sem divisórias.

O local possui cafés em todos os andares com refeições rápidas, mas existe um excelente restaurante no último andar onde tem um excelente cardápio e você pode terminar seu dia assistindo o pôr do Sol.

Uber X Taxi

O transporte é fácil e recomendamos em todo Portugal a utilização do Uber, já que os táxis tanto em Lisboa como no Porto são velhos e os taxistas muitas vezes não são muito educados e atenciosos, além de fumarem dentro do carro.

O Uber tem sido uma grande solução para os turistas principalmente que realizam compras. Os taxistas não gostam de transportar volumes e reclamam muito se a corrida é curta.

Evite os táxis e instale em seus celulares o aplicativo do Uber. Todos os caros são novos e confortáveis como Mercedes, BMW e Volvo com espaço e os mimos do Uber como balas e água.

Não perca tempo agende sua viagem a esses dois lugares de compras incríveis em Portugal, mas antes tome algumas providencias e não leve muita coisa nas malas e prepare o cartão de crédito porque com certeza, talvez um só não dê para comprar tudo que ver.  Boa viagem e boas compras.

>Link