“Natal sem Lixões” não será cumprido e prefeitos assinam acordo com MP
   Mozart  Luna  │     12 de dezembro de 2017   │     12:24  │  0

Reunião dos prefeitos do Conagreste em Setembro quando lançaram a campanha “Natal sem Lixões”.

A tentativa dos prefeitos do Consórcio Intermunicipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos do Agreste (Conagreste) em realizar o “Natal sem Lixão” não foi possível. Todos optaram em assinar o acordo com o ministério público estadual e deu prazo até abril para que fechem esses locais de agressão ambiental e degradação humana, mediante a assinatura de um termo de compromisso e apresentação de um Plano de Recuperação de Aéreas Degradadas (PRADs). O paco “Natal sem Lixão” foi anunciado em setembro depois de uma reunião em Palmeira dos Índios, mas não será cumprido.

Segundo o prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio César, ele não assinou nenhum documento se comprometendo com o “Natal sem Lixão”, mas optou em aderir ao acordo proposto pelo MP e assim ganhar mais tempo para implantar ações mais concretas, como a aquisição e instalação de uma área de transbordo, no Agreste. “Esta é a primeira estação e transbordo de Alagoas, que vai atender a cerca de 10 municípios”, disse ele.

Palmeira dos Índios tem hoje o maior lixão a céu aberto do estado e já foi notificado pelo Instituto do Meio Ambiente várias vezes. Segundo o prefeito está foi mais uma herança que ele recebeu das gestões anteriores, pois o decreto (12.305/10) que determina o fechamento de todos os lixões dava o prazo até agosto de 2014.

Lixão da cidade de Maribondo, localizado às margens da BR 316. 

“Nós vamos cumprir a lei, mas esperamos também que a lei responsabilize os prefeitos anteriores que não cumpriram a determinação”,disse ele anunciando que o Conagreste adquiriu uma área para instalação da estação de transbordo e que até abril, todos os lixões dos municípios consorciados encerrarão esses locais insalubres.

A estação de transbordo que vai ser instalada em Palmeira dos Índios atenderá aos seguintes municípios: Cacimbinhas, Paulo Jacinto, Quebrangulo, Belém, Tanque D´Árca, Palmeira dos Índios, Maribondo, Estrela de Alagoas, Minador do Negrão, Anadia.

Exemplos

Os municípios de Junqueiro, Teotônio Vilela, Traipu e São Sebastião estão localizados mais distantes da Central de Tratamento de Resíduos (CTR) do Agreste, mas assim mesmo os prefeitos decidiram encerrar seus lixões e destinar corretamente seus resíduos. Enquanto o isso municípios mais próximos continuam alimentando seus lixões, além de pagar à peso de ouro máquinas e frota de caminhões para isso, contratos que já estão também na mira de investigação.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *