O ecoturismo será realizado em unidades de conservação
   Mozart  Luna  │     30 de novembro de 2017   │     19:59  │  0

 

 

 

 

As Unidades de Conservação (UC) ambiental vão poder receber visitação turísticas, graças a um acordo de cooperação assinado entre os Ministérios do Meio Ambiente (MMA), o Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (Icmbio) e a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur). A medida será integrada à promoção da diversidade sociocultural e da proteção da biodiversidade nessas áreas.

A visitação em UCs vem crescendo e chegou a 8,29 milhões ao longo de 2016. De acordo com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, a expectativa é que o número aumente a partir do acordo de cooperação. “Estamos tendo a oportunidade de dar o pontapé inicial para uma estratégia que movimente a economia”, declarou. Beltrão acrescentou que a pasta atuará na divulgação das UCs e trabalhará com foco nas operadoras de turismo. O acordo com o estudo de competitividade do Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o país que tem mais atrativos naturais no mundo. O relatório avalia mais de 130 nações.


A sensibilização e a proteção dos ecossistemas estão entre as prioridades da parceria entre o MTur e o MMA. O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, destacou que o turismo sustentável é uma das principais ações para a gestão das unidades de conservação do país. “Esse é um importante instrumento de valorização ambiental”, afirmou Sarney Filho. “Cada visitante que vai a um parque nacional sai de lá como um protetor da natureza”, exemplificou.

Muitas das ações já estão em andamento. O presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, explicou que o órgão atua em frentes como a reestruturação de unidades de conservação e a capacitação de gestores. “Trabalhamos na linha de usar os parques da melhor forma possível para que as pessoas tenham uma boa impressão da visitação e se sensibilizem pela conservação”, afirmou.

PARCERIA
A cooperação vai atuar na gestão das áreas de uso público das UCs federais em parceria com o setor privado e o terceiro setor. O objetivo é promover o desenvolvimento sustentável por meio do turismo ecológico nas unidades e nos arredores. A atividade ecoturística garantirá a inclusão social com a participação das comunidades situadas nas áreas de influência. Além disso, incentivará a estruturação de produtos turísticos nas regiões atendidas.

Com o acordo, o país deverá consolidar as unidades de conservação como espaços para recreação, turismo ecológico e práticas de esportes na natureza. A iniciativa fomentará a economia do setor por meio de ações para a promoção nacional e internacional dos destinos e de pesquisas voltadas para o aumento dos investimentos nas UCs. Para nortear os trabalhos, um Plano de Ação será construído pelo Comitê Gestor que acompanhará o acordo de cooperação.

 

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *