Ponte em Tatuamunha no Santuário do Peixe-boi-marinho será recuperada em janeiro
   Mozart  Luna  │     16 de novembro de 2017   │     20:34  │  0

A ponte de pedestres sobre o rio Tatuamunha em Porto Pedras, que é um dos principais pontos turísticos de Porto Pedras e também de uso diário dos moradores vai finalmente ser recuperada, depois de 40 anos de construída.

Os recursos alocados para obras no valor de R $ 1 milhão foi garantida foi da pelo ministro do turismo Marx Beltrão, que esteve reunido com o secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Alexandre Ayres e o prefeito de Porto de Pedras, Henrique Vilela.  O processo licitatório será realizado em dezembro e o inicio das obras em janeiro com previsão de conclusão em julho de 2018.

A construção da nova  ponte conta com projeto adequado de sustentabilidade ambiental e predominando os atrativos turísticos da região Norte, já que ela faz parte de uma Área de Preservação Ambiental (APA), onde está localizado do santuário do peixe-boi marinho.


A ponte é de madeira e serve de acesso para pedestres, ciclistas, pescadores, marisqueiros e moradores locais, além de ser um belíssimo passeio para os turistas, que têm a oportunidade de apreciar a fauna e a flora nativa e até mesmo os peixes-boi- marinho, que passam sob a ponte no rio Tatuamunha.

A ponte para pedestres sobre o rio Tatuamunha possui cerca de 500 metros de extensão, passando dentro de um rico manguezal oferecendo aos turistas um passeio único no Nordeste. A ponte começa em um pequeno agrupamento urbano onde  também está localizada a Associação os guias credenciados para realizar o passeio a base do peixe-boi-marinho, mantido pelo Ibama. A ponte leva vai até a uma linda e paradisíaca.

A região está inserida no roteiro de  pousadas de charme da região da Costa dos Corais e o acesso também leva a Associação do Projeto do peixe-boi. “Através do Ministério do Turismo estamos dotando regiões com melhor infraestrutura a exemplo de Porto de Pedras. São mais de 40 anos de espera e um sonho antigo da população.  Estruturar a região para receber melhor o  turista e dar mais qualidade de vida aos moradores e quem precisa utilizar o acesso da ponte”, ponderou o ministro Marx Beltrão.

Para o prefeito Henrique Vilela, o momento é de cumprimento de prazos e finalização do projeto e início da obra. “Antes mesmo de assumir a prefeitura visitei o ministro em Brasília e pleiteamos a construção da ponte, uma obra sonhada por todos da região. Tê-lo como nosso representante nos  traz esperança de que a obra vai sair do papel e ganharemos mais um aparelho de infraestrutura turística propiciando mais turistas e consequentemente gerando mais emprego e renda”, concluiu o prefeito.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *