Monthly Archives: outubro 2017

MP decreta prazo final para fechar lixões
   Mozart  Luna  │     30 de outubro de 2017   │     16:32  │  0

O Ministério Público Estadual, Instituição que fiscaliza o cumprimento da lei, deu uma grande contribuição ontem a toda população de Alagoas e principalmente as futuras gerações, garantindo que os lixões existentes em nosso Estado serão encerrados definitivamente até fevereiro de 2018. O prazo foi anunciado ontem na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), durante uma reunião.

O Procurador Geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, mais uma vez deixa seu marca na história de Alagoas, com seu posicionamento firme de determinado em passar de forma aconselhadora e educativa para os prefeitos que eles têm que fechar os famigerados lixões de suas cidades.

Os primeiros prefeitos que já assinaram o acordo com o Ministério Público

 

O MP apresentou a alternativa aos prefeitos de assinatura de um acordo em que os gestores se comprometem para no prazo de quatro meses, a partir de ontem, fechar os lixões. O Procurador lembrou que o MP não costuma fazer acordos, mas que diante da situação financeira que passam as prefeituras, abriu uma “janela”, lembrando que os municípios tiveram um prazo razoável, para se enquadra dentro do decreto lei 12.1305/10, que determinou o fechamento dos lixões desde agosto de 2014.

O documento foi lido na reunião e entregue e presidente da AMA, Hugo Wanderley, para que os prefeitos assinem em no prazo de 15 dias. Segundo o Procurador Geral de Justiça, quem não aderir ao acordo será penalizado de imediato e avisou que já tem 60 ações penais prontas para serem executada.

Cadeia

O descumprimento do decreto lei 12.305/10 prevê multa destinada pessoa física (CPF) do gestor e prisão sem direito a finança, já que crime ambiental é inafiançável. Atualmente cerca de 70% dos continua for da lei, embora alguns, já estejam buscando resolver o problema com a instalação de estações de transbordo e transporte para os locais adequados que possuem licenciamento ambiental.

O procurador ainda lembrou que os municípios tiveram muito tempo para se adequar a lei e muitos que hoje estão no cargo sabiam das conseqüências. Muitos investiram no “jeitinho” político para continuar com os famigerados lixões abertos, como a tentativa de prorrogar os prazos de 2014 para 2020, mas não lograram êxito simplesmente porque o Brasil é seguido do protocolo de Kyoto, onde o País se compromete em reduzir a emissão de gás carbônico e entre as metas esta o encerramento dos lixões.

 

>Link  

Seu Zizo, Comendador do Litoral Norte compelta 100 anos de vida
   Mozart  Luna  │     28 de outubro de 2017   │     15:19  │  0

 

O ex-prefeito mais velho vivo em Alagoas, José Aluísio da Cunha, Seu Zizo, e agora Comendador de Alagoas, sendo o primeiro com esse título no Litoral Norte, completou 100 de idade no dia 28.

 

A cidade parou para homenagear Seu Zizo, com uma programação que começou com a celebração de uma missa em ação de graças na igreja Matriz de Nossa Senhora da Glória, padroeira da cidade.

Familiares, amigos e lideranças da região estiveram presentes à solenidade que lotaram a igreja matriz. Muitos se emocionaram durante a celebração religiosa, principalmente com a homenagem realizada por um dos filhos que cantou para ele uma canção de Altemar Dutra.

História

Seu Zizo como é carinhosamente chamado por todos em Porto de Pedras entrou na vida pública em 1965, para atender ao pedido de seu pai, que estava preocupado com a situação de abandono da cidade. Primeiro foi eleito presidente da Câmara, época em que os vereadores não tinham salário e trabalhavam realmente pela população.

Depois foi eleito prefeito da cidade de Porto de Pedras, José Aloísio da Cunha disse que para exercer um cargo público, todo cidadão tem que está pronto para trabalhar com honestidade, já que as tentações são muitas no exercício do mandato.

Seu Zizo é hoje o ex-prefeito mais velho em Alagoas e vive até hoje vive em Porto de Pedras onde acorda todos os dias às 4 horas da madrugada, juntamente com sua esposa, Hilda Souza da Cunha de 90 anos e 72 anos de casada, para abrir sua pequena quitanda localizada no Centro da cidade e bem perto da antiga sede da prefeitura, a qual ajudou construir em 1965 quando foi prefeito eleito do município.

Zizo é uma personalidade respeitada por todos da cidade que vêm nele a imagem do homem público honesto.

Comerciante

O ex-prefeito faz questão de ressaltar que tudo que tem já possuía antes de ser prefeito como a fazenda que herdou de seu pai e uma  pequena quitanda, onde até hoje aos 100 anos trabalha com ajuda de sua esposa. “Sou um homem que vive com decência, não sou rico, mas ando de cabeça erguida pela cidade e todos me respeitam”, declarou ele batendo no peito e os olhos mareados de lágrimas.

O ex-prefeito disse que antigamente não havia tantos recursos como agora, mas que mesmo assim não faltava saúde nem educação para população do município, que na época tinha apenas 7 mil habitantes. “Tínhamos dois médicos e um dentista que atendia à população e não faltavam ao serviço, pois se faltasse iam se ver comigo”, disse ele.

Dinheiro Público

Zizo disse que sempre teve cuidado com o dinheiro público e chegou a ser elogiado pelo governador na época quando da reforma do prédio histórico da cadeira pública, em 1970, quando o engenheiro responsável fez um orçamento astronômico Cr$ 8 milhões e ele conseguiu realizar a obra com apenas Cr$ 16.300 mil, em 1973. O governador Lamenha Filho ficou surpreso com isso e disse que ele era um dos homens mais corretos em Alagoas.

O ex-prefeito relatou ainda várias obras importantes que realizou com os poucos recursos que recebia do governo do estado a título de ICMS como o abastecimento de água, por gravidade sem a utilização de bombas elétricas de parte da cidade.

Zizo disse que foi levado a vida política por seu pai que via o abandono que sofria a cidade. “Ele chegou um dia na fazenda que trabalhava e me disse que era preciso eu disputar uma vaga para vereador, para defender o povo. Eu não queria, mas fui desafiado e topei”, lembra ele, informando que naquela época os vereadores não recebiam nenhuma remuneração e agiam com independência do executivo.

Ganhou a primeira eleição para vereador e logo assumiu a presidência da Câmara e sua primeira missão foi exigir do prefeito, que prestasse contas dos recursos que o município tinha recebido. “Foi uma luta, mas eu não tinha medo dele e terminou reprovando as contas do prefeito que perdeu a eleição”, disse ele.

Zizo disputou seu segundo mandato e logo depois participou da eleição para prefeito contrariando o governador na época o Major Luiz Cavalcante, que tinha na cidade um candidato “valente”. “Um certo dia o candidato do governador pegou um jeep, e era época de São João, e passou por cima da minha fogueira. Não contei história fui dentro de casa e peguei a ‘peteca’ (espingarda 12) e chamei-o para conversar. A figura correu e eu venci a eleição com a ajuda do povo,” disse o ex-prefeito.

Conselho
O ex-prefeito disse que não consegue entender como tantos gestores mancham sua honra pessoal desviando recursos públicos. “Eu não aguentaria ser preso por roubar dinheiro público, seria a maior desmoralização da minha vida e uma afronta à memória de meu pai e minha família”, disse ele.
Zizo aconselhou aos novos gestores que procurem trabalhar pelo bem da coletividade que se preocupem com os mais necessitados. “Meu pai disse que o maior bem que eu levo dessa vida é a honestidade. É o conselho que eu dou para os novos prefeitos: sejam honestos,” finalizou.

 

>Link  

Lisboa tem o maior museu de rádio e televisão da Europa
   Mozart  Luna  │     27 de outubro de 2017   │     8:08  │  0

 

O museu que possui o maior acervo da história do rádio e da televisão na Europa está em Lisboa no Projeto Museológico Visitável da Rádio e Televisão Portuguesa (RTP) com uma área museológica que conta com mais de 5000 peças distribuídas entre o núcleo museológico da Madeira, a Coleção Museológica, a Reserva Visitável e a Reserva Técnica. O Museu fica em Lisboa na Avenida Marechal Gomes da Costa, n.º 371849-030.

A coleção é uma homenagem a três profissionais de comunicação que fizeram história em Portugal que foram Fernando Pessa, Maria Leonor e Pedro Moutinhos incontornáveis da história da rádio e da televisão.

 

O Projeto Museológico Visitável da RTP foi criado em outubro de 2009 e visa proteger, preservar e divulgar os aparelhos de realização, difusão e recepção da história da rádio e televisão, sem esquecer-se do conteúdo de áudio e vídeo de alguns dos momentos mais marcantes.

 

O Projeto Museológico Visitável da RTP possibilita uma interação do visitante com o passado, como por exemplo, um estúdio de rádio dos anos 50 que foi especialmente montado para reproduzir todo clima do trabalho dos profissionais da radiofonia portuguesa da época. Também há um moderno estúdio de televisão onde o visitante pode gravar a sua própria emissão.

 

Rádio e Televisão de Portugal é uma empresa estatal portuguesa que inclui estações de rádio e televisão públicas. Antes do ano de 2004, a Radiodifusão Portuguesa e (RDP) e a Radiotelevisão Portuguesa (RTP), empresas públicas de rádio e televisão respectivamente, estavam separadas e eram entidades jurídicas independentes e distintas. Em 2004, foram reestruturadas e fundidas numa única empresa pública, prestadora do serviço público, a Rádio e Televisão de Portugal. Desde então, a sigla RTP passou a designar o grupo inteiro de Rádio e Televisão Públicas.

 

Diariamente, milhões de pessoas em todo o mundo têm acesso à RTP, em países de língua portuguesa, como o Brasil, Cabo Angola, Moçambique, Timor-Leste, Guiné Equatorial, Macau na China, em Goa, Damão e Diu na Índia, incluindo também em países onde há comunidades portuguesas numerosas, França, Alemanha, Luxemburgo, Grã-Bretanha, Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Suíça, Argentina e outros.

Nos estúdios da RTP.

>Link  

Traipu encerra seu lixão e cumpre Decreto Federal
   Mozart  Luna  │     24 de outubro de 2017   │     22:48  │  0

O município de Traipu é mais um a cumprir o Decreto Federal 12.305/10 e encerrou o lixão enviando os resíduos para o local devidamente certificado, que é a Central de Tratamento de Resíduos (CTR) localizada no município de Craíbas. Todos os lixões já deveriam ter sido encerrado desde agosto de 2014, prazo final previsto pelo decreto.

O comunicado oficial do encerramento do lixão de Traipu foi feito, na manhã de terça-feira (24), pelo prefeito Eduardo Tavares ao presidente do Instituto do Meio Ambiente  de Alagoas (IMA/AL), Gustavo Lopes, na sede do órgão, em Maceió. Na ocasião, Eduardo Tavares esteve acompanhado do consultor ambiental, Álder Flores, que explicou quais medidas já foram implementadas e o que será feito a partir de agora.

 

A área urbana onde funcionava o lixão foi aterrada  com a construção de um pequeno  canal de segurança para evitar que qualquer líquido desça. “Agora iremos iniciar as obras de recuperação, com o plantio de plantas nativas”, explicou o prefeito Eduardo Tavares.

 

Transbordo

 

Nas proximidades do antigo lixão será construída uma Estação de Transbordo. A cada dois dias, caminhões da Prefeitura de Traipu, transportarão o lixo para o município de Craíbas.

Os primeiros carregamentos para o Conagreste ocorrerão já a partir desta quinta-feira (26).

 

A conclusão do reflorestamento da área está prevista para este ano, com uma solenidade festiva, que terá a participação de diretores do IMA.

Interessante frisar que o próprio prefeito procurou os órgãos ambientais e o  Ministério Público, onde foi firmado um TAC.

 

“É inadmissível que em pleno Século XXI ainda tenhamos lixões a céu aberto” disse o prefeito Eduardo Tavares que, na oportunidade, aderiu ao programa “Alagoas Mais Verde”, do IMA.

 

>Link  

Como transformar uma vila em um pólo turístico internacional
   Mozart  Luna  │     20 de outubro de 2017   │     14:13  │  0

Transformar uma pequena vila em um pólo internacional de turismo é difícil, mas não impossível e assim foi com a pequenina Nazaré em Portugal. O presidente da Câmara (prefeito) Walter Chicharro, reeleito pelo Partido Socialista (PS) nas últimas eleições autárquicas (municipais) para mais quatro anos.

O presidente da Câmara disse que foi duro transformar Nazaré em point do surf mundial e transformar em um pólo internacional de turismo. Segundo Walter Chicharro uma das primeiras atitudes é realizar obras urbanísticas estruturantes dando buscando proporcionar conforto e beleza ao local, tornando aprazível passear pelas ruas da vila.

O segundo passo é realizar um trabalho e marketing de divulgação sistemático e permanente, buscando parceria também com personalidades que estão em evidências nas redes sociais e que são pontos das atenções. Walter Chicharro disse ainda que é preciso se estabelecer essas parcerias e para isso é necessário o apoio do empresariado local e também do governo nacional (governo federal).

 

 

Transformar uma pequena vila em um pólo internacional de turismo é difícil, mas não impossível e assim foi com a pequenina Nazaré em Portugal. O presidente da Câmara (prefeito) Walter Chicharro, reeleito pelo Partido Socialista (PS) nas últimas eleições autárquicas (municipais) para mais quatro anos.

O presidente da Câmara disse que foi durou colocar Nazaré como point do surf mundial e transformar em um pólo internacional de turismo. Segundo Walter Chicharro uma das primeiras atitudes é realizar obras urbanísticas estruturantes dando buscando proporcionar conforto e beleza ao local, tornando aprazível passear pelas ruas da vila.

O segundo passo é realizar um trabalho e marketing de divulgação sistemático e permanente, buscando parceria também com personalidades que estão em evidências nas redes sociais e que são pontos das atenções. Walter Chicharro disse ainda que é preciso se estabelecer essas parcerias e para isso é necessário o apoio do empresariado local e também do governo nacional (governo federal).

Um dos empresários que mais ajudou a transformar Nazaré em um destino internacional foi Serafim Silva, que construiu o maior resort no Litoral Norte do Estado de Alagoas, no Brasil, o Grand Occa Maragogi, que antes se chamavam Miramar Maragogi Resort que fica no município de Maragogi.

Arrecadação

O município tem uma arrecadação própria baseada na cobrança de impostos como IRC e IRS, além de receber recursos do Fundo Comunitário ( Comunidade Européia). Esse dinheiro é empregado em obras de melhorias urbanísticas e em equipamento turísticos. A contrapartida da freguesia (Estado) é de 15%.

Walter Chicharro disso que hoje Nazaré recebe turista de toda parte do mundo. O grande atrativo são as ondas gigantes, mas a vila tem uma história muito bonita. Tudo começa com a fortaleza de São Miguel e com o milagre que acontece 1682, quando um cavaleiro ao perseguir um cervo durante uma caça caiu em um despenhadeiro, mas foi amparado por Nossa Senhora de Nazaré.

Belém do Pará

Uma replica da imagem foi levada para cidade brasileira de Belém do Pará, onde hoje se transformou em um dos grandes centros de peregrinação da América Latina. Walter Chicharro disse que está realizando um convênio entre Nazaré e Belém para transformá-las em cidades irmãs. O acordo está bem avançado e deverá ser concretizado em breve e assim proporcionar um intercambio cultural, turístico e religioso.

Neste mês de outubro Nazaré está vive o momento das ondas gigantes, com a abertura da “janela”, que faz surgir o “canhão de Nazaré”, ondas que podem passar dos 30 metros de altura. Um espetáculo dantesco que atrai surfistas e todo o mundo e também a imprensa, além de turistas.

 

Um dos empresários que mais ajudou a transformar Nazaré em um destino internacional foi Serafim Silva, que construiu o maior resort no Litoral Norte do Estado de Alagoas, no Brasil, o Grand Occa Maragogi, que antes se chamavam Miramar Maragogi Resort que fica no município de Maragogi.

Arrecadação

O município tem uma arrecadação própria baseada na cobrança de impostos como IRC e IRS, além de receber recursos do Fundo Comunitário ( Comunidade Européia). Esse dinheiro é empregado em obras de melhorias urbanísticas e em equipamento turísticos. A contrapartida da freguesia (Estado) é de 15%.

Walter Chicharro disso que hoje Nazaré recebe turista de toda parte do mundo. O grande atrativo são as ondas gigantes, mas a vila tem uma história muito bonita. Tudo começa com a fortaleza de São Miguel e com o milagre que acontece 1682, quando um cavaleiro ao perseguir um cervo durante uma caça caiu em um despenhadeiro, mas foi amparado por Nossa Senhora de Nazaré.

Belém do Pará

Uma replica da imagem foi levada para cidade brasileira de Belém do Pará, onde hoje se transformou em um dos grandes centros de peregrinação da América Latina. Walter Chicharro disse que está realizando um convênio entre Nazaré e Belém para transformá-las em cidades irmãs. O acordo está bem avançado e deverá ser concretizado em breve e assim proporcionar um intercambio cultural, turístico e religioso.

Neste mês de outubro Nazaré está vive o momento das ondas gigantes, com a abertura da “janela”, que faz surgir o “canhão de Nazaré”, ondas que podem passar dos 30 metros de altura. Um espetáculo dantesco que atrai surfistas e todo o mundo e também a imprensa, além de turistas.

 

>Link