Governo combate o turismo sexual infantil
   Mozart  Luna  │     20 de setembro de 2017   │     22:46  │  0

 

O Brasil trabalha para garantir que a atividade turística no país seja realizada dentro dos parâmetros das belezas naturais e riqueza cultural.  Nosso país já chegou a ser vendido em determinada época como um paraíso do turismo sexual. O Governo Federal trabalha há muito tempo para por fim de forma definitiva essa forma negativa de se fazer turismo e já conseguiu, graças as novas políticas empregadas.

Com o e prevenir a exploração sexual de crianças e adolescentes nos equipamentos do turismo será o tema abordado pelo ministro do Turismo, Max Beltrão, no I Seminário de Formação para Profissionais que Integram a Rede de Atendimento a Criança e ao Adolescente, em Maceió.

O evento é realizado pela Associação dos Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares do Estado de Alagoas (ACECTAL) e terá três dias de programação, desta quarta-feira (20) até a sexta-feira (22).


Cerca de 400 pessoas estarão presentes para debater medidas de proteção e prevenção de crimes ligados às crianças e aos adolescentes no país. As apresentações serão feitas por membros do judiciário, assistentes sociais, professores, escritores, estudantes, conselheiros tutelares e representantes da sociedade civil.

O ministro do Turismo fará a palestra de abertura do Seminário e falará sobre o turismo relacionado à infância e sustentabilidade. Desde 2004, o MTur conta com o Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), que tem como objetivo prevenir a exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo, com investimentos de mais de R$ 32 milhões.

“Não podemos permitir que crianças e adolescentes sejam alvos de crimes. A Política Nacional do Turismo tem como uma de suas metas o combate às atividades relacionadas aos abusos de natureza sexual e, para isso, precisamos debater o assunto, trazer soluções de prevenção e proteção, além de punir os envolvidos”, explica Marx Beltrão. “Na dúvida, denuncie no Disque 100, que os órgãos competentes tomarão as providências necessárias”, finaliza o ministro.

Dentro da política de prevenção à exploração sexual, o Ministério adota medidas como campanhas publicitárias, apoio a emendas parlamentares para políticas públicas de combate aos crimes e seminários de sensibilização sobre o tema. Além disso, a pasta é responsável pela produção e divulgação do Manual do Multiplicador, um material que contém orientações sobre o tema no âmbito do turismo, voltado para professores, gestores públicos, líderes comunitários, organizações não governamentais e demais profissionais do setor.

INTERNET COMO ALIADA – A internet é a ferramenta escolhida para veiculação da campanha de sensibilização contra a exploração de crianças e adolescentes. Criada pelo Ministério do Turismo em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNPDCA), a campanha teve como foco o carnaval de 2017. A ação foi realizada em apoio a campanha Proteger, Respeitar e Garantir – Todos Juntos pelos Direitos das Crianças, do Ministério dos Direitos Humanos.

Os vídeos estão disponíveis no canal do Ministério do Turismo no Youtube e também por meio de parceiros, como secretarias estaduais e municipais de turismo, organizações corporativas e institucionais que representam os diferentes segmentos turísticos.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *