Monthly Archives: junho 2017

Começa a temporada das ondas gigantes em Nazaré
   Mozart  Luna  │     30 de junho de 2017   │     8:46  │  3

Nazaré é conhecida hoje como a cidade das ondas gigantes em todo mundo, graças ao recorde da onda mais alta já surfada até hoje, com 30 metros de altura, por Garrett MacNamara, em novembro de 2011. A temporada começa a partir de agora com o verão que chegou na Europa atraindo os maiores sufistas de mundo para pequena vila de pescadores.

 

Localizada à uma hora de Lisboa, Nazaré se transformou em um importante destino internacional, sendo procurado não só pelos praticantes do surf, como também para quem busca, cultura, saúde e lazer.

A cidade tem uma localização privilegiada, já que tem acesso rápido a vários outros destinos turísticos, como o Santuário de Fátima, que fica a 30 minutos; Alcobaça 20 minutos e Tomar, a Cidade dos Cavaleiros Templários. Para quem gosta de fazer compras, a cidade de Leiria fica apenas a 30 minutos,  com um shopping center que tem preços bem abaixo do praticado em Lisboa – excelente para as compradoras e compradores compulsivos. Tudo bem pertinho da cidade Nazaré, que guarda ainda a tranquilidade de vila, com seus restaurantes, bares e lanchonetes a beira mar.

Pontos históricos

A fortaleza de São Miguel Arcanjo é uma das edificações mais antigas, onde se conta, segundo a lenda, que um nobre da época teria sido salvo de cair no penhasco por intervenção de Nossa Senhora de Nazaré, quando caçava. Além da belíssima praia e mar de águas de cor azul turquesa, a cidade oferece uma gastronomia bem tropical como peixes, crustáceos e camarões gigantes. Mesmo durante o período de inverno (dezembro e janeiro), Nazaré apresenta uma temperatura muito agradável, com 10º e no verão chega a casa dos 30º no máximo.

Passear pelo calçadão, pegar sol na praia, ou assistir aos surfistas tentando se equilibrar em cima das ondas gigantes, tomando uma boa cerveja gelada e até a nossa tradicional caipirinha – feita pelos brasileiros que descobriram esse paraíso em Portugal – são as opções de lazer mais frequentes.

À noite tem programação para todos os gostos, desde os mais simples, como tomar café com doce de nata ou pastel de Belém, ou tomar uma boa cerveja nos bares da orla, até jantar no restaurante do hotel Miramar, de onde se tem um visual lindíssimo de toda Nazaré. Outra atração da cidade é o bondinho, que leva os turistas para parte da alta da cidade, uma programação ideal para o domingo à tarde principalmente para as crianças.

Saúde

A cidade de Nazaré se transformou em um polo de beleza e saúde, com o Talasso Terapia, instalado na orla frente para o mar. “A cura que vem do mar” este é o slogan do empreendimento. O local é procurado por pessoas de toda Europa, em busca das águas medicinais aquecidas do mar. A terapia acontece dento das piscinas do Talasso, onde profissionais orientam na realização das atividades físicas e massagens. Um SPA vip para quem busca melhorar o visual, baixando peso e desintoxicando a pele.

O Talasso de Nazaré é hoje o mais procurado da Europa e do mundo – como centro de tratamento de vários problemas de saúde. O empreendimento foi instalado pelo Grupo Miramar de Portugal, o mesmo que construiu o Hotel Miramar em Maragogi.

O grupo possui dois confortáveis hotéis em Nazaré, que são referência em serviço de hotelaria na Europa. A empresa está em fase de expansão com a construção de mais dois empreendimentos hoteleiros, que estão abertos a investidores brasileiros, que desejem adquirir apartamentos, que ficam sob o sistema de consignação, para aluguel a turistas o ano todo. As unidades também podem ser usadas pelos seus donos, desde agendem para o uso, como uma reserva para hospedagem.

O outro projeto é um hotel denominado Hotel Sênior, com capital aberto a sociedade. Este é um hotel de médio porte e tem o objetivo de atender a demanda turística crescente em Nazaré e todo Portugal. Um excelente investimento com retorno garantido.

 

Segundo José Serafim diretor do Grupo Miramar, os portugueses são excelentes anfitriões, principalmente para os brasileiros, que se sentem em casa, quando estão em terras lusas. “Brasil e Portugal são almas gêmeas separadas apenas pela distancia das águas do Atlântico”, disse ele. Serafim Silva foi o responsável pela construção do maior resort de Alagoas. “Um filho que deixe em terras brasileiras e que em breve visitarei”, avisa ele.

 

>Link  

Porto Calvo realiza final do concurso de quadrilhas juninas
   Mozart  Luna  │     27 de junho de 2017   │     8:11  │  0

 

O Festival de Quadrilhas Juninas em Porto Calvo chega ao final no próximo dia 29, com a realização da última etapa do evento que reuniu todos os dias, no Centro Comunitário Calabar, milhares de pessoas, entre eles turísticas e visitantes que foram assistir a apresentação desse espetáculo, que já considerado o maior evento junino da região Norte.

O evento teve a participação de agremiações de todo estado de Alagoas, fato que enriqueceu o Festival graças ao apoio dado pela gestão do prefeito David Pedrosa que em seu primeiro ano de governo, mostrou que realizou a maior programação junina de região Norte, superando até mesmo a programação de municípios vizinhos.

As quadrilhas classificadas para a final são: Dona Dadá (Maceió/Pajuçara), Junina Balancear (Barra de Santo Antônio), Amanhecer no Sertão (Maceió/Benedito Bentes 2) e Xodó & Xamego (Rio Largo).

A programação começou dia 22 de junho com a apresentação da Xamego Quente (Capela) e da Dona Dadá. O grupo maceioense veio com o tema: “A dona dos mundos: dois mundos, duas histórias e uma paixão” a agremiação ficou com a nota final 299,3. A quadrilha junina da capital alagoana se apresenta no dia 28 a partir das 19h.

Outra quadrilha que está na disputar final é a Balancear. O grupo da Barra de Santo Antônio veio com a temática: “A derradeira que morre é a primeira que renasce”. A agremiação encantou o público no dia 23 e conseguiu a nota final de 295, 4 e superou a Explode Coração, de Campestre. O Centro Comunitário Calabar ficou lotado todos os dias do festival.

A quadrilha Amanhecer no Sertão fez uma apresentação quase perfeita com o tema: “Nordestern Não adianta saber lutar pra sobreviver, tem que saber lutar” no dia 24 de junho e garantiu a vaga na final com a incrível nota de 299,8 e superou a Mandacaru, de São Luís do Quitunde. O conjunto da capital alagoana se apresenta na final no dia 29 de junho a partir das 19h.

A Xodó & Xamego foi outra agremiação que encantou as pessoas que estavam presentes no Centro Comunitário. O grupo de Rio Largo brilhou no dia 25 com a temática: “O Cristo da paixão; a maior prova de amor” e conseguiu a nota 298, 2 e garantiu a vaga na final ao superar a Samarica do Porto (Porto Calvo). O conjunto se apresenta no dia 29 de junho.

 

O Festival é uma parceria da Secretaria Municipal de Cultura com a ENEXO/Forró do Litoral. São critérios de julgamento os seguintes itens: casamento, marcador, coreografia, figurino, música e o tema. No total será destinado o valor de R$ 10 mil, sendo R$ 4.500,00 para o 1º lugar; R$ 2.600,00 para o 2º colocado; R$ 1.650,00 para a terceira colocada; R$ 650,00 para o quarto lugar; além de R$ 300,00 para a rainha mais bonita e R$ 300,00 para o melhor marcador.

 

 

>Link  

Programação de férias em Piranhas
   Mozart  Luna  │     25 de junho de 2017   │     10:37  │  3

IMG_8657

 

As férias de julho se aproximam e o Sertão de Alagoas consolida-se cada vez mais dentro do cenário do turismo nacional, graças à bela natural existente na região, onde existem municípios como Piranhas, batizada como a cidade lapinha, devido às cores vivas das fachadas de suas casas. Atualmente Piranhas é um dos destinos mais procurados pelos turistas que vistam Alagoas e também pelo próprio alagoano, que passou a visitar a região sertaneja depois da grande divulgação realizada através de filmes e telenovelas que são gravadas na região.

IMG_8658

A cidade sofreu uma grande influência da arquitetura portuguesa, na época da colonização e da chegada do homem branco, pelo rio São Francisco, ao Sertão. Logo depois veio a cultura inglesa, que deixou um grande legado, quando da chegada da linha férrea.  Hoje Piranhas é uma das cidades que tem um dos sítios históricos, mais bem preservado de Alagoas. Os sobrados e casarões são referência, além da estação de passageiros e da torre do relógio, que lembra o big bem em Londres.

IMG_8653IMG_8681

Piranhas conseguiu reunir um pouco de tudo para atender aos mais diversos gostos dos visitantes. A cidade possui museus, pavilhão de artesanato, centro de histórico que contam um pouco da história da importância da navegação, para colonização do Sertão.

IMG_8668

Uma das novidades de Piranhas é a locomotiva “maria fumaça” do século 18, que hoje está estacionada em frente ao rio São Francisco. Entretanto a idéia é colocá-la para se movimentar. Existe um projeto de fazê-la funcionar transitando por seis quilômetros, entre o centro de Piranhas e o distrito de Entre Montes. A Praça Altemar Dutra – boêmio que tanto amava a cidade-  também é um ponto de visitação pública e a escola de violão.

IMG_8649

O museu do Sertão é um ponto de visitação obrigatória. Lá se pode conhecer muito da cultura sertaneja e principalmente da história de Virgulino Ferreira, o Lampião e seu bando, que foi morto na localidade de Angicos, do outro lado do rio São Francisco em Sergipe. Um  pavilhão foi criado para reunir tudo de artesanato que existe na região. Lá os visitantes poderão observar e comprar artesanato produzido pela população.

 

Noite movimentada

IMG_8678

A animação à noite em Piranhas é grande, já que oferece muita agitação, tendo como tema a cultura nordestina, mas com roteiro musical que atende a todos os gostos, pois existe uma programação musical para cada noite, que vai desde o forró, passado pela MPB, até o pagode. Tudo isso praça em frente aos bares e restaurantes, localizados no centro gastronômico.

IMG_8679

O cardápio colocado à disposição é um dos melhores, preparados por chefs de cozinha capacitados. Lá se pode saborear desde a tradicional peixada alagoana, até o delicioso sushi de salmão, peixe prego o atum. Os drinques preparados são tropicais aproveitando as frutas da época, mas existem aquelas com sabores exóticos. Não podermos esquecer as tradicionais cachaças produzidas na região, como a brejo dos bois, eleita como a segunda melhor cachaça do mundo.

Para mostrar um pouco de nossa riqueza cultural ocorrem no centro gastronômico, apresentações de grupos folclóricos, como xaxado, baião e quadrilhas juninas, onde o turista se solta e curte a alegria do lugar.

Passeios

IMG_8695

A diversidade de roteiros de passeios em Piranhas são muitos tendo como referência o rio São Francisco, que majestosamente faz parte do cenário da região. Os passeios acontecem tanto abaixo da barragem de Xingó, como a cima dela. Todos oferecem embarcações seguras e com todo conforto necessário para o visitante e sua família.

IMG_8703

Um desses passeios é realizado até o complexo turístico do Cangaço Eco Park, que formado de por um restaurante, com equipamentos de lazer e aventuras como a trilha até o local onde lampião foi morto e também banho de rio com direito a tubo água e passeios a cavalo.

O cardápio oferecido no cangaço eco park é diversificado com muito da comida regional e drinques deliciosos. Existem também locais reservados para grupos com todo serviço de atendimento vip.

IMG_8693

Na próxima reportagem vamos mostrar as opções de passeios, a partir de Piranhas, que são realizados no Lago de Xingó, onde existem flutuantes, trilhas e reservas ecológicas. Não percam!

CONTATOS PARA RESERVAS –

MF TUR – 082 99986-2038/079-3346-1184 – [email protected]

O PIONEIRO – 082- 98884-4223

Pousada Porto de Piranhas

082 3686-3341/082 98884-1600

 

 

>Link  

Alagoas vai receber R$ 56 milhões para o turismo
   Mozart  Luna  │     24 de junho de 2017   │     12:19  │  0

 

O ministro do turismo, Marx Beltrão, anunciou uma extensa relação de investimentos que serão realizados ainda este ano em Alagoas. No total são cerca de R$ 56 milhões em obras que buscam alavancar a atividade turística no estado, que tem uma grande vocação para essa atividade tão importante para geração de emprego e renda.

Os investimentos foram anunciados durante solenidade na última sexta-feira (23) em Marechal Deodoro na presença do governador Renan Filho e lideranças políticas.  O Ministério do Turismo irá destinar para Maceió o montante de R$ 10 milhões para o Parque da Salsa, no Litoral Norte, e a Avenida Doutor Antônio Gomes de Barros, (antiga Amélia Rosa) vai receber investimentos no valor de R$ 2,8 milhões em urbanização.

No Litoral Sul alagoano, serão colocados R$ 3,5 milhões para urbanização da praia do Francês, um dos pontos turísticos mais visitados de Alagoas, além de R$ 800 mil para o drive das cocadeiras. Cerca de R$ 1,5 milhão vão para urbanização da orla em Feliz Deserto. Enquanto Jequiá da Praia será contemplada com recursos de R$ 2,5 milhões para pavimentação em paralelepípedo de trecho da via lagunar que liga o município a BR 101. Para revitalização do Rio São Francisco, Piaçabuçu receberá R$ 1 milhão.
Agreste
A região do Agreste será contemplada com R$ 4 milhões na urbanização lago do Goiti em Palmeira dos Índios. O centro de Arapiraca será revitalizado e modernizado, por meio de recursos do Ministério Turismo, um montante de R$ 5 milhões de reais.

“Os investimentos em infraestrutura turística e atividades afins estão sendo projetados para Alagoas alavancar a atividade. Precisamos de preparo em equipamentos e melhorar condições para receber turistas e dar mais qualidade de vida aos alagoanos.  A exemplo da energia elétrica, para prospectar investidores e mais turistas. A população da região sul tem sofrido com constantes quedas de energia.  Em Brasília, venho pleiteando melhorias para os munícipes buscando o desenvolvimento das nossas regiões”, pontuou.

Com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, Beltrão aportou R$ 16 milhões para nova subestação que será construída em Coruripe e vai atender demanda de energia elétrica em parte do Litoral Sul, que vem sofrendo há anos com as constantes quedas de energia.

Em parceria com ministro do esporte, Leonardo Picciani, o ministro Marx garantiu empenho no valor de R$ 2,5 milhões para finalização da Vila Olímpica em Maceió, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e aproximadamente R$ 3,5 milhões para a modernização do estádio municipal de Arapiraca Coracy da Mata Fonseca. Construção de campo de futebol em Jundiá e em Tanque D´Arca,  orçados em R$ 750 mil (cada).

No sertão alagoano, o município de Delmiro Gouveia receberá investimento de programa de capacitação do Mtur, no valor de 1,2 milhões, para desenvolvimento e capacitação hotel escola. No povoado D´Águinha, a população será beneficiada com escadaria orçada em R$ 150 mil e, para atendimento ao turista, estão garantidos também  R$ 150 mil em recursos.

>Link  

Chuvas dificultam acesso ao aterro de Maceió
   Mozart  Luna  │     22 de junho de 2017   │     21:29  │  0

 

 

As chuvas que caem há mais de 20 dias sobre Maceió provocou uma situação operacional muito difícil para o funcionamento do aterro sanitário da capital, dificultando a chegada dos veículos coletores a célula.  O solo argiloso e pouco compactado do acesso, somando a muita chuva transformou o serviço de coleta de lixo para o aterro numa ação difícil de ser feita.

Entretanto o superintendente de limpeza Urbana de Maceió (Slum), Davi Maia, disse que o atraso no recolhimento do lixo da cidade deverá se normalizar nos próximos 15 dias, com a implementação de uma rota alternativa de acesso dos veículos compactadores. Segundo ele, a empresa encarregada de operacionalizar o aterro sanitário de Maceió, a V -2, vai apresentar um plano de ação para resolver o problema do acesso dos veículos à célula, durante o período invernoso.

Davi Maia disse que as condições climáticas, onde se choveu bem acima da média normal, danificaram as estradas por onde circulam os veículos compactadores, deixando muitos deles atolados na lama e outros danificados. Esses veículos que passavam pouco mais de 10 minutos dentro do aterro, agora ficam até duas horas ou mais, porque não conseguem chegar a célula, tendo que serem rebocados por maquinas e tratores.

Segundo ainda o superintendente da Slum, não se pode impermeabilizar o acesso à célula, já que ela tem esta descoberta para exalar os gases que produz de forma natural. “A célula é como uma lasanha, estamos sempre cobrindo ela com resíduo e terra sucessivamente”, explicar Davi Maia, que tem se trabalhando dia e noite para encontrar uma solução na normalização do recolhimento do lixo da cidade.

>Link