Monthly Archives: janeiro 2017

Porto de Pedras: o paraíso do primeiro porto de Alagoas
   Mozart  Luna  │     14 de janeiro de 2017   │     18:57  │  0

IMG_9340

Praias lindíssimas e rios que abrigam a mascote da cidade, o peixe-boi-marinho, além de ter uma história importante no processo de colonização da região Norte de Alagoas, assim é Porto de Pedras. Um o primeiro ancoradouro de Alagoas das naus que vinham da Europa. O município está localizado a 130 quilômetros de Maceió, pela rodovia estadual AL 101 Norte, conhecida como a Rota Ecológica.

Porto de Pedras tem atrativos não só naturais como culturais como a misteriosa capelinha que guarda em seu interior a esfinge de um dragão de madeira, um mistério até hoje não decifrado. O município recebeu também a visita do imperador Dom Pedro II, em seu roteiro pelo Brasil. Lá ele descansou a sombra de um oitizeiros centenário, antes de tomar a estrada para Porto Calvo. O caminho realizado pelo monarca ficou conhecido como a Estrada do Imperador e hoje foi  existe uma rodovia que vai até Porto Calvo, outra cidade importante para história do Brasil.

IMG_9341

Também em Porto de Pedras existe uma das últimas edificações no inicio da colonização de Alagoas, conhecida como a antiga cadeia pública, porque do século 17 a 19 funcionou a sede administrativa do município e depois a delegacia de polícia. Incrível, mas a delegacia de polícia somente foi desativa no inicio do século 21.

IMG_8271

A velha edificação – testemunha de vários períodos de nossa historia – agoniza há muito tempo pedindo socorro das autoridades para continuar de pé, como um símbolo da saga de um povo que trabalhou para consolidar a nação brasileira nesta região tão linda de nosso estado. A boa notícia, entretanto, veio está semana quando o governador Renan Filho, garantiu ao prefeito Henrique Vilela, que vai recuperar o velho prédio de Câmara e Cadeia de Porto de Pedras ainda este ano.

 

IMG_9350

Belezas Naturais

Porto de Pedras é um paraíso cravado no Litoral Norte e que despertou a curiosidade do turismo nacional graças ao seu garoto propaganda que é o peixe-boi-marinho, que possui uma base de reintrodução para natureza. O local é mantido pelo Instituto Chico Mendes para Preservação da Biodiversidade (Icmbio), que realiza a fiscalização de toda região, que forma a Área de Preservação Ambiental (APA) Costa dos Corais.
IMG_9346

Atualmente a base de reintrodução do peixe-boi-marinho é um ponto turístico de visitação, passeio esse que é realizado somente por uma associação de moradores, que se organizou para e leva os visitantes para conhecer o local.

Os moradores se organizaram para realizar passeios pelo rio Tatuamunha, para visitar a base do peixe-boi-marinho. Por dia só é permitido 70 pessoas visitem o local das 9:30 até às 16 horas. As embarcações utilizadas são à remo e é proibido o acesso de barcos a motor por esse trecho do rio . O passeio dura cerca de uma hora e custa R$ 50,00. Todo dinheiro arrecadado é dividido pelos associados que receberam treinamento para realizar essa atividade do turismo sustentável e ecologicamente correto.

Mas os atrativos de Porto de Pedras não se resume apenas ai, já que as praias do município são consideradas as mais lindas do trecho da chamada rota ecológica. O município dispõe de pousadas e restaurantes que oferecem uma gastronomia regional deliciosa e com  preços mais baixos de toda região. Tanto assim que o local mais procurado pelos turistas é o Restaurante da Marinete, localizado na sede do município próximo a orla.

 

IMG_9355IMG_9353

Novo mirante

O novo gestor municipal, Henrique Vilela, que assumiu a administração em primeiro de janeiro, denominou o turismo como carro chefe. Segundo ele a atividade turística é geradora de emprego e contribui para o aquecimento da economia local. O prefeito disse que vai implementar em seu governo ações para atrair investimentos turísticos e oferecer cursos de capacitação e qualificação de mão-de-obra.

“Se capacitarmos melhor a mão de obra aqui existente vamos possibilitar que os empreendimentos que estão aqui instalados, como em outros municípios, absorvam esses trabalhadores”, disse Henrique Vilela, que esteve semana passada conversando com o governador Renan Filho, buscando ajuda para realizar a recuperação de prédios históricos.

O prefeito anunciou também que Porto de Pedras terá um moderno mirante, onde hoje é o farol da Marinha. O projeto prevê estacionamento para veículos e instalação de barracas de  artesanatos e comidas típicas. Será o local mais alto do Litoral Norte para se observar o mar, além de proporcionar a melhor visão quando sair a Lua Cheia.

>Link  

Inédito: um megulho no misterioso Vale dos Mestres
   Mozart  Luna  │     10 de janeiro de 2017   │     0:50  │  0

 

 

IMG_8398O rio São Francisco é uma caixinha de surpresas e belezas indescritíveis como o misterioso Vale dos Mestres, localizado entre os lagos represados de Paulo Afonso e Xingó. O lugar é único, já que fica localizado em uma entrada das águas, onde antigamente era um penhasco antes da inundação da região pelo represamento em Xingó.IMG_8384

O Vale dos Mestres possui uma pequena e estreita praia, formada entre paredões dos cânions, por onde descem no inverno, as águas de riachos temporários. Qualquer barulho ecoa pelos paredões fazendo-se ouvir a distância. Mas a recomendação é para que todos, que vão ao lugar fiquem em silêncio, para ouvir a mãe natureza. O vento é único que pode “falar” aqui, juntamente com os pássaros que habitam o lugar.

IMG_8423

As águas são transparentes e pode-se ver o fundo do rio e a vegetação que vem tomando conta de todo leito do São Francisco. É o chamado “cabelo” que se proliferou em grande quantidade, desde que o rio perdeu sua força na correnteza e deixou de provocar as enchentes, que limpavam o fundo do rio levando tudo para o mar.IMG_8385

Neste ambiente exótico, onde se pode sentir a força da natureza criou-se uma fauna própria, que segue as leis da sobrevivência, na cadeia alimentar. Tucunarés, pirambebas e os cágados d’ água, que podemos chamar de tartarugas do rio São Francisco, são uma fauna abundante.

O mergulho nas profundezas  

IMG_8411

Nossa pauta não se restringiu apenas a mostrar o misterioso Vale dos Mestres, mas também o que existe sob as águas neste trecho do rio São Francisco. Somos a primeira equipe de reportagem a fazer esse mergulho.  O mistério do Vale dos Mestres chama a atenção dos moradores da região, devido aos sons que ecoam do local durante o dia. O vento uiva tão alto que a quilômetros se podem ouvir seus “gritos”.

IMG_8415

Os guias que nos levaram ao local recomendam para não jogar alimentos, já que existe o perigo de atrair as temidas piranhas, que são carnívoras e devoram qualquer ser vivo em minutos. Um dos indícios da presença da piranha é a existência de sua “prima”, a pirambeba. O cuidado é extremo ao mergulhar entre a vegetação do fundo do rio, já que podemos nos deparar com um cardume de piranhas.

IMG_8408IMG_8416

Na parte mais profunda do rio São Francisco, onde existem os cânions, os pescadores afirmam existir na região peixes gigantes com mais de cinco metros de cumprimento como os surubins, que habitam os locais onde existem os penhascos, que possuem mais de 200 metros de profundidade.  Alguns já foram encontrados por pescadores que se arriscam a mergulhar nestes locais a noite, para pegar esses monstros do rio quando estão dormindo.

IMG_8418IMG_8396

Mesmo assim resolvemos mergulhar para desvendar esses mistérios, sendo a primeira equipe de reportagem a se aventurar nesta missão. Mas tudo corre bem  e a tranqüilidade no fundo do rio é grande. Visualizamos uma pirambeba e um tucunaré. Colocamos-nos a segui-los, mas os perdemos entre a densa vegetação do rio.

Logo em seguida surge um cágado d’água, um filhote do que podemos chamar de tartaruga marinha. Pego a câmara subaquática que começa a segui-las pelas águas turvas do rio e ela nos leva até um enorme rochedo, onde sobe para respirar e tomar sol, onde nossa aventura termina.

O passeio ao Vale dos Mestres faz parte do roteiro das empresas que realizam os passeios na região como o Pioneiro, Castanho, Show da Natureza e a MF TUR. Todos com experientes guias para levar quem desejar conhecer esse local lindo e misterioso. Logo abaixo fornecemos os telefones de contado e a todos boa viagem a esse lugar exótico.

Piranhas e Pousada Onde se hospedar – Pousada Porto de Piranhas (82- 3686-3341/999688-1513/98187-4719) em Bezerra em Delmiro Gouveia.

Agencias – MF TUR 82-99986-2038; Castanho 99959-1405/98855-1290; o pioneiro 98884-423; Show da natureza 98874-6994.  

>Link  

“Descoberta a fonte da juventude” em Barreiras do Boqueirão, Japaratinga
   Mozart  Luna  │     9 de janeiro de 2017   │     0:05  │  1

 

IMG_7017

IMG_7019IMG_7020
IMG_6987

Japaratinga é um dos municípios mais lindos do Litoral Norte de Alagoas, com praias de águas calmas e desertas, com coqueirais que acompanham toda extensão da orla marítima, mesclando o azul turquesa do mar com o verde dos coqueiros. Um visual incrível! O município fica colado em Maragogi, a 120 quilômetros de Maceió. O acesso pode ser feito pelas rodovias ALs 101 105 Norte. E lá é que “descobrimos” as famosas bicas de água doce, que segundo a lenda indígena, possuem propriedades rejuvenescedoras.

Os atrativos naturais são muitos e podemos começar pelas praias lindíssimas e as piscinas naturais localizadas nos corais. Entretanto um ponto turístico, que não pode deixar de ser visitado, mas que precisa ser melhorado pelo poder público são as bicas de água doce, localizadas no povoado de Barreiras de Boqueirão.

 

IMG_7010

 

IMG_7011IMG_7027

São nascentes de água mineral geladíssima, que correm o ano todo. Os locais de banho são separados para homens e mulheres. O local existe há mais de 50 anos e um dos atrativos turísticos faz parte do roteiro de visitação do município.

Diz a lenda indígena que as bicas de água doce de Japaratinga são fontes da juventude e quem se banha diariamente nestas águas conserva a pele por toda vida.

Centro gastronômico                     

 

IMG_7014

O povoado de Barreiras do Boqueirão em Japaratinga é considerado o centro gastronômico da região. A referência é a Pousada Humaitá, que possui um cardápio desenvolvido pelo disputado chef de cozinha de Recife Evaldo. O restaurante da Pousada Humaitá é aberto ao público das 10 às 20 horas de segunda a domingo.

Mas existem muitos barzinhos e restaurantes que possuem um cardápio variado de frutos do mar como Cia da Lagosta, Rei do Polvo, Bicas Bar e Choupana do Guaiamu. Tentações gastronômicas, que fazem qualquer um perder a rigidez de uma dieta. Todos restaurantes estão localizados de frente para o mar. Nesta época os pratos mais procurados são a lagosta e o polvo, já estão em abundância no mar e os preços são bastante convidativos. Destaque também para o caranguejo ensopado ao molho de coco.

Passeios

Existe uma diversidade de passeios que estão à disposição dos turistas como, por exemplo, o pôr do Sol no Pontal do Boqueirão e ainda passear de standup pelos mangues e ir às piscinas naturais.

IMG_7031IMG_7034IMG_6989IMG_7001

Onde ficar

Para quem vai visitar Japaratinga e quer ficar em Barreiras do Boqueirão, a Humaitá Pousada é considerada uma das melhores, sendo bastante disputada por quem gosta de curtir a natureza, descansar refazendo as energias do dia a dia do estresse da cidade.

A Humaitá Pousada possui 13 confortáveis apartamentos, sendo três máster luxo com banheira com hidromassagem na parte superior dos apartamentos.  Atualmente a pousada está em fase ampliação com suítes kings super luxo, oferecendo uma forma requintada de hospedagem.

Um dos destaques na Pousada Humaitá vai para os colaboradores, que sempre estão à disposição para propiciar aos hóspedes, o bem estar e a alegria de um ambiente de energias positivas.

Para contato e reservas – Humaitá Pousada (82) 3297-1378 /email [email protected]   

>Link  

O paraíso das galés de Maragogi
   Mozart  Luna  │     4 de janeiro de 2017   │     0:48  │  1

IMG_7737

 

 

As famosas galés de Maragogi ficam a 6 quilômetros de distancia da praia e é atualmente o um dos maiores atrativos turístico do estado. Graças a essas piscinas naturais, Maragogi  ocupa o terceiro lugar como destino turístico nacional mais procurado. O local é formado por arrecifes que fazem parte de uma grande muralha de corais, que pertencem à Área de Preservação Ambiental (APA),  que é  fiscalizada pelo Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (Icmbio).

IMG_7527

 

IMG_7742

 

O local começou a ser explorado comercialmente para passeios turísticos, em 1987, com a construção do hotel Salinas de Maragogi. O primeiro empresário a realizar o passeio para o local foi o Gilberto Laranjeira, com uma pequena lancha de seis lugares. Logo depois chegaram as catamarãs, que transportam hoje 65 pessoas. O número de pessoas permitido até o ano passado era de 800 por dia, mas este ano o Icmbio ampliou o número de visitantes para 1.200 por dia.

O trajeto até às galés é tranquilo, já que a ida sempre ocorre em maré baixa. Durante o percurso os guias e fiscais realizam uma explanação sobre as galés informando os cuidados que devemos ter ao chegar ao local. Uma das recomendações é a proibição de alimentar os peixes e retirar corais. Não é permitido também as pessoas consumirem qualquer tipo de alimento, enquanto estiverem dentro das piscinas naturais.

 

 

Custo do passeioIMG_7741

O passeio custa em torno de R$ 75,00 e dura cerca de seis horas, incluindo o trajeto e a permanecia nas galés. São vendidos nos barcos cervejas, refrigerantes, sucos e também coquetéis de frutas tropicais. A contratação do serviço pode ser feita na orla de Maragogi, ou em agência de viagens em Maceió, onde existem diversas empresas que vende o passeio. O horário de saída para às galés depende da tabua de maré e pode ser tanto a tarde como pela manhã.

Mergulho

IMG_7686

Várias equipes de mergulho estão à disposição dos turistas que desejam mergulhar, para ver os corais e também fotografar as belezas no fundo do mar de Maragogi. O cenário é incrível. Muitos peixes coloridos e corais também.

IMG_7694

O mergulho pode ser realizado em duas modalidades, sendo um com cilindros de oxigênio e o outro com snorkel, para aqueles que não têm costume de mergulhar, ou preferem um passeio nas águas mais tranquilo e sem o peso das garrafas de oxigênio.

Entretanto os dois tipos de mergulho oferecem segurança e o visual é incrível.

Depois dessas informações só resta agora você pegar o carro e ir até Maragogi, que fica a 125 quilometro de Maceió. O acesso pode ser realizado  pelas rodovias AL 105 E 101 Norte . Bom passeio !

 

Informações:

As empresas mais experientes no passeio às galés são o Pontal de Maragogi e Frutos do Mar. As duas empresas possuem os melhores barcos para realizar os passeios com pessoal treinado e equipamentos de segurança de ultima geração.

Telefones de contato:

 

Pontal de Maragogi – site www.pontaldomaragogi.com.br[email protected] – 081- 97120-3334/ 82 – 99421-8900

 

IMG_7743 Frutos do Mar – reservas 082-99912-0085

IMG_7736

>Link