As lindas dunas douradas de Alagoas
   Mozart  Luna  │     14 de dezembro de 2016   │     0:34  │  2

Neste período de férias nosso blog vai reprisar algumas reportagens que mais chamaram a atenção dos nossos leitores e também pautar para viagens. Neste primeiro momento vamos mostrar as belezas naturais do Litoral Sul, região que ainda a atividade turística começa a despontar. Nassa primeira reprise será as Dunas Douradas de Alagoas.

IMG_8817

Alagoas possui uma grande diversidade de roteiros turísticos graças a sua potencialidade natural, que agrega um litoral de praias lindíssimas, cânions no Sertão, lagoas e até um complexo de dunas, que supera em beleza as existentes no Rio Grande do Norte. São as dunas douradas da Foz do São Francisco e Praia do Peba.  Poucos sabem disso, principalmente o próprio alagoano, que na verdade não conhece o potencial turístico desse estado maravilhoso chamado Alagoas.

IMG_8819

Nossa reportagem hoje acontece justamente no Pontal do Peba, na Foz do rio São Francisco, a pouco mais de duas horas de viagem de Maceió, pela AL 101 Sul, a uma distância de 146 quilômetros, percorrendo uma rodovia muito bem conservada, mas com muitas curvas, principalmente próximo ao Peba.

A Praia do Peba está localizada em uma Área de Preservação Ambiental (APA), que ainda resiste às ações do avanço da urbanização do pequeno povoado de pescadores, que vem a cada ano aumentando a população e já acumula problemas de ordem ambiental, principalmente com relação às questões sanitárias, como saneamento básico e o fim do lixão que fica próximo ao litoral ameaçando com o chorume o lençol freático da região. Um assunto que vamos abordar em outra reportagem.

 

Fora esses perigos, que rondam essa reserva ecológica protegida por lei federal e fiscalizada por uma base do Instituto Chico Mendes para preservação da Biodiversidade (ICMBio), a APA do Peba oferece roteiros para o chamado ecoturismo sustentável. A Foz do São Francisco e as famosas dunas – que estão em constante movimento – são os pontos turísticos mais procurados.

Os passeios acontecem de duas formas: de barco e bugre. Tudo com autorização do ICMBio e seguindo as normas ambientais exigidas, para proteção do ecossistema e principalmente das áreas de desova das tartarugas marinhas.

 

O passeio de bugres pelas dunas é o mais solicitado, já que são duas horas e meia percorrendo florestas de restingas, coqueirais e nove quilômetros de dunas douradas, que estão sempre se movimentando graças à ação dos ventos existentes na região.

O passeio de bugre oferece dois roteiros, sendo um pela Praia do Peba e outro pelas florestas de restingas. Os dois terminam sempre na Foz do São Francisco – no lado de Alagoas – onde existia o povoado de Pontal de Piaçabuçu, que foi coberto pelas dunas.

parasailIMG_8826

Roteiro “praia deserta”

O roteiro batizado de “praia deserta” percorre 25 quilômetros de praias até a Foz do São Francisco. Desse percurso 21 quilômetros são praias inteiramente desertas com cenários paradisíacos incríveis. No roteiro está uma parada em frente à base da ICMBio, para informações sobre o trabalho ambiental realizado pelo órgão, na região e também da importância da preservação do meio ambiente.

No percurso os visitantes poderão praticar o parasail, que constitui em um paraquedas preso a um cabo e este ao bugre em movimento, que sobe o equipamento com uma pessoa. O cabo tem 100 metros de cumprimento e chega a uma altura estimada de 80 metros. Entretanto a prática do parasail depende das condições do tempo, principalmente do vento.

O passeio passa cruza o riacho Canuípe, que deságua no Oceano Atlântico, onde os visitantes podem também aproveitar para tomar um banho de água doce.

O roteiro da “Praia Deserta” termina na Foz do São Francisco, onde a permanência máxima é de uma hora para banho. Depois disso todos retornam a Praia do Peba.

IMG_8822

Rota Dourada

No passeio de bugre pelas matas de restingas, coqueirais e dunas batizada de “rota dourada” – por causa das cores das dunas – a duração é de duas horas e meia, saindo da base da empresa em Piaçabuçu. O percurso é de 25 quilômetros sendo nove de dunas, passando também pela comunidade quilombola do Carrapicho.

O passeio proporciona também cenários lindíssimos como a vegetação nativa e a oportunidade de conhecer um pouco mais do ecossistema do rio São Francisco. Um dos pontos altos também é a visita à comunidade de descendentes de escravos – que fugiram do cativeiro – no século 18 e fundaram o pequeno vilarejo e vivem até hoje no mesmo local.

 

Esse passeio pode ser realizado uma parte dele também de barco, que sIMG_8820ai de Piaçabuçu até à Foz, onde os visitantes ficam e depois embarcam nos bugres, para fazer o roteiro por terra, pelas matas de restingas. Neste caso o passeio torna-se mais longo com três horas e meia de duração.

Esses roteiros de passeios na APA do Peba são realizados diariamente com empresas credenciadas e com guias habilitados. Todos os passeios tem como filosofia de negócio, a prática do ecoturismo sustentável, buscando também difundir a consciência da necessidade imperiosa da preservação do meio ambiente, como é praticada pela empresa Farol da Foz.

COMO CHEGAR SAÍNDO DE MACEIÓ: AL 101 SUL.

EMPRESA CREDENCIADA: Farol da Foz Ecoturismo
Av. Ulisses Guedes, 228, Bairro Brasília – Piaçabuçu – Alagoas
Tel: (82) 9975-1975 / 3552-1298
Skype: faroldafozskype
[email protected]

 

 

 

>Link  

COMENTÁRIOS
2

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *