Monthly Archives: novembro 2016

Passeio de bike abre rotas do Sertão de Alagoas
   Mozart  Luna  │     30 de novembro de 2016   │     19:28  │  0

IMG_9164

Os amantes do “pedal” crescem em número a cada ano demonstrando que a prática saudável de andar de bicicleta, seja para trabalhar, passear ou competir se transformou em um hobby que trás saúde, forma amigos e ganha defensores da natureza. Em Alagoas os praticantes do mountain bike tem levado alguns a participar de eventos esportivos, que reúne os mais experientes atletas do mundo, como o realizado este ano no Sul da Bahia, que levou 500 participantes a percorrer 600 quilometros em sete dias, chamado de o Desafio das Américas, na Costa do Descobrimento.

IMG_9165

Entre os participantes desse desafio estava o executivo Leandro Lourenço, que é adepto do mountain bike em Arapiraca, onde todos os dias percorrer mais de 50 quilômetros, logo cedo antes de ir trabalhar. Isto lhe deu um condicionamento físico igual a qualquer atleta desse esporte e também disposição para enfrentar o estresse do dia a dia. E não foi à toa que Leandro Lourenço chegou em 57º lugar entre os 500 participantes lhe conferindo uma boa colocação no ranking internacional.

Leandro disse que nos finais de semana o percurso dos passeios é ainda maior e pode chegar a 150 quilômetros. Um dos preferido dele é entre Arapiraca no Agreste até Piranhas no Sertão, passando por estradas vicinais e percorrendo um trecho seguindo o rio São Francisco. “É incrível as belezas naturais que vemos neste trajeto. O rio São Francisco é maravilhoso”, relata ele. Leandro ressalta que tudo é realizado com muito cuidado e um carro de apoio sempre os acompanha nos passeios.

IMG_9159

Desafio das Américas

Foi Sul  da Bahia que aconteceu o maior desafio de mountain bike das Américas! Os bikers percorreram a região litorânea, mais conhecida como Costa do Descobrimento, local onde os primeiros portugueses aportaram no Brasil, em 1500, seguindo em direção ao interior, percorrendo as montanhas que dividem os estados da Bahia e Minas Gerais, e depois voltando ao litoral para receberem a desejada bandeira de finisher. Serão sete dias em um cenário perfeito para a maior experiência de suas vidas!

A estrutura, comparada apenas às maiores ultra maratonas do mundo, fornecerá aos competidores tudo o que é necessário – água, comida, alojamento, suporte técnico, enquanto eles se preocupam somente com o que mais gostam de fazer, pedalar. Cada dia de prova terá em média 80 a 100 quilômetros do mais puro mountain bike.

IMG_9162

O verdadeiro desafio desta prova não está só em vencer, mas no autoconhecimento, viver o esporte, superar os limites e chegar o mais próximo da natureza que se pode estar. Lado a lado, os amantes do esporte e as estrelas do MTB nacional e mundial realizaram a jornada pelo coração do Brasil. Na trilha, na mesa do jantar, no acampamento, a confraternização e troca de experiência entre os atletas será um dos pilares do evento.
 

>Link  

Pinturas em locais públicos atrai turistas para fotografias em Arapiraca
   Mozart  Luna  │     23 de novembro de 2016   │     9:53  │  0

FABRICA DE SONHOS 1

Numa ação bastante criativa o município de Arapiraca em parceria com o projeto “Fábrica de Sonhos” e a prefeitura viabilizaram a realização de pinturas em locais públicos com o objetivo de proporcionar aos visitantes da cidade e também aos seus moradores a oportunidade de tirar fotos inusitadas, destinadas principalmente para redes socais.

FABRICA DE SONHOS 9

Já imaginou estampar uma obra sua em uma exposição? Falando assim, parece algo um tanto longe do nosso cotidiano. Mas, diariamente e até sem perceber, fazemos Arte. E ela está em todos os nossos movimentos cotidianos em que teimamos em registrar, expressar o que somos e sentimos.

À palma da mão, estão gadgets e aparelhos telefônicos capazes de captar o “momento certo”. E isso, esse congelamento do presente, se dá através da fotografia. Nesta perspectiva, a Prefeitura de Arapiraca, por meio da Fábrica de Sonhos, viabilizou a possibilidade para que todos possam aflorar sua inspiração com seus olhares para a cidade.

FABRICA DE SONHOS 8

Concurso de fotografias

Há várias intervenções culturais instaladas e também pintadas à tinta fresca pelo centro comercial do município, obras realizadas por artistas plásticos e artesãos da terra. É desses momentos que o certame vem tratar. Instantes decisivos para mostrar amor a alguém ou à própria Arapiraca. Para tanto, é preciso tirar uma foto nesses ou desses locais e postar nas redes sociais com a hashtag #FábricaDeSonhos.

Com inscrições gratuitas, as 20 imagens com mais curtidas no
Instagram estarão em uma exposição no hall do Arapiraca Garden Shopping, do dia 21 a 24 de dezembro, véspera de Natal. A curadoria ainda usará algumas delas para estamparem as redes sociais oficiais da Prefeitura e outdoors pela cidade, mostrando as belezas perenes que Arapiraca tem.
CELIA ROCHA

Energia e internet grátis

Assim, a Prefeitura de Arapiraca a Estação Celular Solar, inaugurou na Praça Luiz Pereira Lima, no bairro do Centro, dando ainda mais ânimo àquele local público. Esta inovadora obra escultural, assinada pelo artista Albério Carvalho em parceria com a Fábrica de Sonhos, terá entradas para carregadores e gadgets e, ainda, uma rede Wi-Fi gratuita.

 

Para completar, fones podem ser acoplados para se ouvir artistas da terra como Nelsinho, Gato Negro, César Soares, Jéclysson Taboca, Divina Supernova, Mopho, Casa da Mata, Janu, Elaine Kundera, Ítallo França e Quiçaça.

Com um design arrojado, tudo isso ficará funcionando a partir de uma placa solar, isto é, um equipamento turístico com nenhuma despesa de energia, sendo um piloto para outros projetos sustentáveis que possam surgir depois.

Assim, o local poderá se tornar ponto de encontro entre milhares estudantes e transeuntes que passam por ali todos os dias, com a tecnologia a serviço do convívio urbano.

 

>Link  

Prefeitos tentam jogar “bomba relógio” dos lixões para os futuros gestores
   Mozart  Luna  │     21 de novembro de 2016   │     23:23  │  0

lixão-2

Os prefeitos eleitos pretendem entrar com ações contra os atuais prefeitos, para se resguardar da responsabilidade do não cumprimento do prazo do encerramento dos lixões, determinado pelo decreto presidencial 7.404/10 e o decreto lei 12.304/10, que previa o fim dos lixões no dia 15 de agosto de 2015.  Os atuais prefeitos se utilizaram do artificio da elaboração de um adendo a uma MP, para prorrogar o prazo do funcionamento dos lixões, buscando jogar para os futuros prefeitos uma responsabilidade que é deles.

Essa tentativa não logrou êxito já que a MP foi vetada pela Presidência da Republica e assim o prazo para o fim dos lixões terminou ano passado, mas até agora os órgãos de fiscalização por desconhecimento da legislação ou simplesmente omissão não aplicar o rigor da lei, aos prefeitos infratores.

Um dos defensores da ação contra os atuais prefeitos é Marcelo Lima (PMDB), prefeito eleito em Quebrangulo. Segundo perigo que paira sobre os novos é sério e a “jogada” feita pretende colocar nas mãos dos novos gestores uma bomba chiando que não é deles. “Vou aproveitar a reunião da AMA e orientar aos colegas quer foram eleitos comigo para representarmos os atuais gestores pelo não cumprimento do prazo determinado pela lei”, disse Marcelo Lima.

A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) realiza hoje uma reunião, a partir das 9 horas na sede da entidade, destinadas aos prefeitos eleitos e um dos temas de pauta é sobre os lixões. No convite enviado aos futuros gestores a entidade diz que vai apresentar algumas “alternativas” para resolver o problema, como se ele fosse dos prefeitos eleitos. Entretanto os gestores eu assume em janeiro vão responsabilizar os atuais prefeitos perante a justiça por não terem cumprido o prazo determinado pela lei e não ele que assumem as prefeituras em janeiro de 2017

Segundo Marcelo Lima os atuais prefeitos foram empurrando o problema com a barriga. Para ele a saída para o fim dos lixões é a instalação de aterros sanitários através da formação de consórcios integrados. Enquanto isso quem deve responder por crime ambiental são os atuais prefeitos.

Linha dura

IMG_8718

O promotor linha dura, Luiz Tenório deverá intimar aos prefeitos dos municípios associados do Consórcio Intermunicipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (Cigres) que estão sem levar o lixo para aterro sanitário, administrados pela instituição e notificar os que estão sem pagar a contribuição para manutenção dele.

Atualmente dos 19 associados ao Cigres apenas três municípios estão encaminhando o lixo para o aterro sanitário e somente um paga em dia a contribuição. A empresa contratada para operacionalizar o aterro vem sofrendo grandes dificuldades para manter o funcionamento do aterro e em outubro ameaçou paralisar o trabalho por falta de pagamento.

Os maiores lixões da região são de São José da Tapera que fica a 15 quilômetros do aterro sanitário, Santana do Ipanema que fica a 12 quilômetros, seguidos de Pão de Açúcar, Major Isidoro, Senador Rui Palmeira, Poço das Trincheiras, Cacimbinhas, Batalha, Jacaré dos Homens e Maravilha. Nenhum desses municípios, segundo a administração do Cigres, está levando o lixo para o local determinado pelo Ministério Público.

O descumprimento da lei entre os associados do Cigres é antigo e mesmo com a visita do coordenador do MP no Agreste, Geraldo Magela Pirauá, ao local quando determinou um prazo de 30 dias, para que todos encaminhasse o lixo par ao aterro foi cumprida, numa atitude de afronta à autoridade constituída e total certeza  da impunidade.

>Link  

Ponte em Penedo alavancará turismo no Litoral Sul
   Mozart  Luna  │     17 de novembro de 2016   │     23:36  │  0

Projeto Executivo Ponte 04

 

O anuncio que da conclusão do projeto que viabilizará a construção da ponte entre Penedo e Neópolis em Sergipe será um marco para alvancamento do turismo no Litoral Sul. A proposta é antiga, mas só foi viabilizada graças ao governador Renan Filho (PMDB) e ao senador Renan Calheiros, que são os verdadeiros e legítimos pais da criança. O projeto foi entregue em uma solenidade em Brasília, pelo ministro da integração nacional, Helder Barbalho e pela presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) na última quinta-feira (17), ao governador Renan Filho, que foi o autor da emenda parlamentar, no valor de R$ 2 milhões, que custeou a elaboração do projeto. Segundo o prefeito de Penedo, Marcius Beltrão (PDT) este foi um passo importante para colocar definitivamente o município e todo Litoral Sul, na rota do turismo em Alagoas. Marcius Beltrão durante esses quatro anos de governo focou sua administração na consolidação de Penedo em um destino turístico nacional, através de investimentos na recuperação do patrimônio arquitetônico e atraindo investidores para instalar equipamentos hoteleiros. A cidade está se arrumando e com certeza 2017 será um ano muito proveitos para os penedenses e o Litoral Sul, que tem a seu favor o ministro do turismo Marx Beltrão (PMDB), que promete alavancar a região com empreendimentos turísticos.

Projeto Executivo Ponte

Ponte

A ponte de Penedo/Neópolis terá uma extensão de 1.0172 e largura de 18,50 m e contará ainda com pistas para ciclistas e passeio para pedestres, possibilitando até mesmo passeios à pés, transformando a obra em ponto turístico e um verdadeiro mirante para fotografias sobre o rio São Francisco.

A ponte também tem o objetivo de ser um corredor de transporte para produção agrícola da região, onde se produz arroz, coco, manga e cana-de-açúcar. Para os diretores executivos da Codevasf a atividade agropecuária será dinamizada aquecendo a economia em toda região.

>Link  

Falta de infraestrutura prejudica atividade turística
   Mozart  Luna  │     16 de novembro de 2016   │     11:11  │  1

IMG_9072

Para se desenvolver a atividade turística não bastam apenas as belezas naturais, mas também infraestrutura como sistema de abastecimento de água eficiente, energia de qualidade, boas estradas, segurança e serviços eficientes de internet e telefonia móvel. Sem esses itens, não se atrair investimentos e não oferece ao turista as condições fundamentais para sua permanência no destino turístico.

Em Alagoas os municípios polos são carentes de tudo, começando pela falta de um sistema de abastecimento de água eficiente e energia de qualidade, além de serviço de internet e telefonia móvel. Uma das regiões mais carentes é o Litoral Sul, classificada pelos empresários do setor e turistas como uma das mais carentes. Um exemplo é o município de Coruripe – que teve como prefeito durante oito anos –  o atual ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Em Coruripe o potencial turístico é enorme, mas devido à falta de uma campanha sistemática de marketing e divulgação do destino, aliado a ausência de infraestrutura jogou o município, no quinto lugar no ranking de destino turístico no estado. Sem uma política de planejamento, para o desenvolvimento do turismo no Litoral Sul, a região fica na condição de “patinho feio”, entre os roteiros em Alagoas.

Litoral Norte

O Litoral Norte de Alagoas, precisamente os municípios de Maragogi, Japaratinga e o chamado “Rota Ecológica” (Porto de Pedras, São Miguel dos Milagres e o distrito de Barra do Camaragibe) são destaques nacionais pelas belezas naturais que oferecem, graças a uma intensa campanha de marketing realizada pelos empresários e algumas administrações municipais.

No Litoral Norte a infraestrutura oferecida é um pouco melhor, mas não deixa de apresentar problemas crônicos, como por exemplo, a falta de água e energia. Deficiência que tem prejudicado a imagem do destino. Maragogi -, segundo polo de turismo de Alagoas – sofre com problemas sérios de falta de água, internet coleta de lixo, além da falta de obras de melhoria de urbanização, principalmente nas encostas, que foram tomadas por ocupações irregulares de barracos, num processo de favelização que ocorre há 12 anos.

A cidade vive o drama da falta de água na alta estação turística e também com as quedas no fornecimento de energia, além da instabilidade do serviço de internet e telefonia móvel. Na chamada “Rota Ecológica”, os serviços são ainda piores e instáveis.

Há cinco dias a cidade de São Miguel dos Milagres está sem o fornecimento de água e o serviço de internet é instável e de péssima qualidade, prejudicando o setor de reserva das pousadas de charme existente.

Os problemas de infraestrutura são ameaças ao desenvolvimento do turismo em Alagoas e que precisam ser resolvidos. O momento para isso seria agora com a presença de um alagoano no Ministério do Turismo, Marx Beltrão que pode fazer muito pelos destinos turísticos em Alagoas.

 

>Link