Turistas fazem trilhas em veículo militar da Segunda Guerra Mundial
   Mozart  Luna  │     11 de agosto de 2016   │     23:12  │  1

 

IMG_7863

 

Nossa aventura pelo Litoral Sul de Alagoas continua no complexo de ecoturismo de Dunas do Marapé, desta vez realizando a trilha “pau de arara”, utilizando para isso um caminhão de transporte de tropas da Segunda Guerra Mundial. Trata-se um veículo para “qualquer terreno” (QT), que foi adaptado para realizar passeios pelos coqueirais da região.

Nossa saída é das margens do rio em Duas Barra com destino a cidade de Jequiá da Praia. O grupo embarca no caminhão e logo recebe orientações do guia Albanir Augusto, que pede para que todos fiquem sempre sentados durante o deslocamento do veículo, que dar partida.

IMG_7893

Nossa primeira parada é em frente à capela de Nossa Senhora do Pilar, em Jequiá da Praia. O templo católico foi erguido em 1762 e é um dos um dos mais antigos de Alagoas. A cidade é o mais novo município do estado. Sua povoação se deve a atividade pesqueira, que ainda é o lastro de sua economia, junto com a atividade turística.

IMG_7860

Nossa trilha continua rumo à praia de Jacarecica do Sul. Antes, porém, passamos por sítio de coqueiros. A estrada é terra e o QT balança, sacolejando a todos, que se divertem com o tranco provocado pelo veículo, mas logo chegamos à segunda parada, no alto de uma falésia, onde embaixo está a praia de Jacarecica do Sul.

IMG_7867

Os turistas desembarcam do caminhão e aproveitam para tirar fotos do alto das falésias de onde se tem um visual incrível da praia. Para se chegar à praia temos que descer por uma estrada pavimentada com cimento e conchas do mar, cercada de dois paredões formados pelas falésias.

 

IMG_7875IMG_7872

Ação de preservação

Ao chegar à praia, o guia Albanir Augusto faz uma explanação da importância da preservação daquele local, para reprodução de tartarugas marinhas. A Praia de Jacarecica do Sul é um santuário de desova desses animais dóceis e que estão ameaçados de extinção. No inicio desse ano, um vídeo postado nas redes sociais, registrou um crime ambiental terrível praticado por pessoas que pilotavam veículos, circulando pelas areias e matando os filhotes de tartarugas. Uma cena hedionda que chocou a milhares de pessoas.
IMG_7879

Imediatamente o Ministério Público determinou a proibição da circulação de veículos, pela faixa de areia e apreensão de dezenas de veículos, que eram alugados aos turistas que pilotavam buggys pelas praias daquela região, causando um grande dano ambiental. Atualmente todo aquele trecho de praia é fiscalizado pelos próprios moradores da localidade, que estão orientados a anotarem as placas dos veículos, que por acaso passem pelas praias e comunicarem as autoridades.

IMG_7882IMG_7878

 

 Falésias

Na praia as enormes falésias se erguem e chegam a 15 metros de altura. Todas se caracterizam pela cor avermelhada da argila, que contrasta com o azul do mar. A formas são as mais variadas possíveis, já que foram esculpidas a milhares de anos, pela ação do mar e dos ventos. O local não é apropriado para o banho, já que possui uma forte correnteza e muitas pedras, mas o visual é o grande atrativo. O complexo de ecoturismo realiza toda semana voluntariamente ações de limpeza da praia de Jacarecica do Sul, já que as marés trazem para as areias muito lixo jogado ao mar por navios que passam.

IMG_7883

 

“Lixo internacional”

Segundo Albanir Augusto, o lixo que chega à praia é jogado pelas tripulações dos navios que passam na costa brasileira.  Ele mostrar algumas garrafas pet de água mineral que trazem nos rótulos a origem dos países em que são fabricados como África do Sul, Indonésia, Paquistão e até da China. Ações ambientais e de limpeza das areias são realizadas pelos colaboradores do complexo Dunas do Marapé. Uma delas já está programada para ocorrer e conta com a participação de alunos da rede pública de ensino de Jequiá da Praia.

IMG_7876

Segundo Albanir essas ações de educação ambiental ocorrem todos os meses com a participação das crianças que passam o dia no complexo de ecoturismo, recebendo informações sobre a importância de preservação do meio ambiente.

Segundo ele ainda ele o resultado é bastante proveitoso, já que a maioria são filhos de moradores do município, que exercem a atividade de pesca, tanto na lagoa como no mar e no mangue. “Estamos formando agentes conscientes para preservação do meio ambiente e que serão com certeza os guardiões desse santuário ecológico chamado Jequiá da Praia”, finalizou ele.

IMG_7869

ASSISTA TODA REPORTAGEM EM VÍDEO NO LINK

 

Informações: 

Como Chegar: O acesso ao complexo de Dunas do Marapé pode se faz através da AL 101 Sul. A distância é de 69 quilômetros de Maceió. As condições da rodovia são boas.

Onde pernoitar:  Existem algumas pousadas simples, mas aconchegantes que possuem um bom serviço. Uma referência é a pousada Dunas do Marapé pelo telefone: 3235-1333/99926-1031/99639-0969/99639-0925

e-mail: [email protected]

 Onde comer: Bares e restaurantes não faltam com preços bons e uma qualidade excelente. O  cardápio sempre gira em torno de frutos do mar.

Referência também é o restaurante Dunas do Marapé. 3235-1333.

 

Tags:

>Link  

COMENTÁRIOS
1

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *